Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

Declaro que li e aceito os Termos de Uso.

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

Declaro que li e aceito os Termos de Uso.

O conteúdo da Agência do Rádio Mais agora é multimídia

Agronegócios

Agropecuária cresce 1,9% nos três primeiros meses do ano

Publicado 17 horas atrás

Baixar áudio

Um levantamento do IBGE sobre o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro mostrou que a agropecuária cresceu quase 2% no primeiro trimestre de 2020, se comparado ao mesmo período do ano passado. Em comparação ao quarto trimestre de 2019, a alta foi de 0,6% e o setor foi o único da atividade econômica nacional a crescer nesse período. 

De acordo com o IBGE, essa alta se explica pelo desempenho de alguns produtos da lavoura com safra relevante, como a soja e o arroz. Os dados mostram ainda que o PIB do País teve contração de 1,5% nos primeiros três meses do ano em comparação aos três últimos do ano passado.

Além disso, o governo federal tem investido na abertura de mercados para os produtos do agro brasileiro. Desde o início do ano passado, foram mais de 60 mercados abertos para os mais diversos produtos, como castanha-de-baru para Coreia do Sul, melão para China e gergelim para a Índia, entre outros. As exportações do agronegócio atingiram valor recorde em abril, ultrapassando pela primeira vez a barreira de US$ 10 bilhões no mês.

Esse crescimento se dá em meio à pandemia do novo coronavírus. Apesar do cenário, a previsão é de que o PIB do setor agropecuário brasileiro tenha alta de 2,5% em 2020. 
 

Copiar o texto

Saúde

Assistente virtual dá orientações sobre como parar de fumar

Publicado 17 horas atrás

Baixar áudio

Dados do Ministério da Saúde mostram que 20 milhões de brasileiros são considerados fumantes. No país, 12,3% dos homens e 7,7% das mulheres ainda têm o hábito de fumar, prática que, segundo especialistas, pode se intensificar durante o período de isolamento social. A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) calcula que o tabagismo causa a morte de mais de mil pessoas por dia. Pensando nisso, a SBC criou uma ferramenta de aconselhamento pela internet para pessoas que querem largar o cigarro. 

A plataforma funciona como um “chatbot”, ou seja, uma ferramenta que dá respostas pré-definidas para as perguntas digitadas, simulando uma conversa real. Entre as informações disponíveis, o assistente virtual orienta como reduzir o consumo de cigarro e seguir para o fim do uso da droga. Ele também dá dicas sobre a forma correta de se usar adesivos e chicletes de nicotina no processo de se parar de fumar.

A coordenadora de ações relativas ao tabagismo da SBC, Jaqueline Scholz, explica que a ação foi pensada justamente devido ao período da pandemia do novo coronavírus.

“O fumante tem uma chance maior de ter uma infecção porque absorve uma carga viral mais elevada. Adicionalmente, fumar aumenta a resposta inflamatória do organismo o que, no caso do covid-19, é um agravo. Isso faz com que o fumante tenha uma chance maior de ser entubado e risco maior de morte também”, explica.

Além de enfraquecer o sistema imunológico, o tabagismo é um fator de risco para cerca de 50 doenças, muitas que podem levar a morte, segundo as autoridades sanitárias. Muitas dessas doenças crônicas são fatores de risco para a Covid-19, como problemas respiratórios, diabetes, câncer e problemas cardiovasculares. Fumantes têm o triplo de chance de sofrer um AVC, ou ter doença isquêmica do coração e doença vascular periférica, e de 12 a 13 vezes mais risco de ter doença pulmonar obstrutiva crônica.

De acordo com um estudo feito pelo Centro de Pesquisa e Educação para Controle do Tabaco da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, fumantes têm mais do que o dobro de chances de ter complicações devido à Covid-19 do que não fumantes.

Os dados do Ministério da Saúde mostram que entre 2006 e 2019, houve redução de 37,6% no índice de tabagismo no Brasil. Mas a coordenadora-geral de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis do Ministério da Saúde, Luciana Sardinha, alerta que essa queda tem diminuído de velocidade.

“Nos últimos anos, de 2017, 18 e 19, nós começamos a perceber uma estabilidade desses dados. Então, isso nos preocupa porque a gente imagina que tenha a ver com esses novos dispositivos para consumir tabaco, não só o fumo”, explica.

Para acessar a plataforma e se informar sobre como parar de fumar, basta acessar o site da Sociedade Brasileira de Cardiologia no endereço www.portal.cardiol.br.

Copiar o texto

Economia

Bares e restaurantes reabrem em 39 cidades do interior paulista

Publicado 17 horas atrás

Baixar áudio

O comércio do setor de alimentação, como bares, restaurantes e lanchonetes reabriu nesta segunda-feira (1º), em 39 municípios do interior de São Paulo, entre eles Marília, Bauru, Jundiaí e Sorocaba. A reabertura será parcial e os estabelecimentos poderão funcionar com no máximo 40% da capacidade e com horário de atendimento ao público de seis horas seguidas. 

A decisão segue ao que foi estabelecido no Pacto Regional, documento assinado pelas prefeituras dessas cidades. O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de São Paulo, Percival Maricato, afirma que os estabelecimentos já estão prontos para reabrir, pois esse tipo de comércio sempre precisou seguir regras rígidas dos órgãos de fiscalização. 
 
“Os bares e restaurantes já têm em seu cotidiano a preocupação com a segurança alimentar, que inclui evitar a contaminação nas mais diversas atividades. Isso é do cotidiano [desses estabelecimentos] que já são fiscalizados pelos órgãos públicos.”

Nesta semana, também entrou em vigor o Plano São Paulo, conjunto de diretrizes estabelecidas pelo governo estadual sobre quais comércios podem reabrir em cada município. O protocolo dividiu o estado em 17 regiões, conforme a atuação dos Departamentos Regionais de Saúde em determinado conjunto de cidades. Dessa forma, cada região foi colocada em uma escala que vai de 1 a 5, sendo que cada fase estabelece quais os segmentos que podem reabrir durante a pandemia. A primeira fase é a mais restritiva (apenas o comércio essencial pode abrir) e a quinta fase permite a reabertura de todos os estabelecimentos. 

Segundo o governo de São Paulo, a definição das escalas segue critérios como ocupação de leitos de UTI para pacientes com a Covid-19 e número de internações causadas pela doença. Apesar das recomendações do Plano São Paulo, cabe a cada prefeitura definir o que pode ou não ser reaberto. 

Flexibilização 

O município de Marília não estaria preparado para reabrir bares e restaurantes, segundo o entendimento do governo de São Paulo. Apesar disso, um decreto municipal da cidade colocou Marília na Fase 4 do Plano São Paulo, o que permite a abertura de estabelecimentos do ramo de alimentação, de academia e shoppings. A cidade é a única em todo o estado nesta fase. 

O prefeito da cidade, Daniel Alonso (PSDB), defende a medida por conta da falência de diversas lojas da região e diz que será um desafio um aumento de casos do novo coronavírus na cidade e que até esta terça-feira (2) contava com 98 registros da doença. 

“É claro que não dá para ficar 100% aliviado, porque todas essas aberturas acarreta ainda mais responsabilidades, por isso que devemos estar sempre amparados com o parecer técnico científico da Secretaria de Saúde, da Vigilância Sanitária e da Epidemiologia”, afirmou o político.

Copiar o texto

Agronegócios

Embrapa lança plataforma que centraliza informações sobre a região de Matopiba para produtores rurais

Publicado 17 horas atrás

Baixar áudio

A Embrapa lançou uma plataforma digital gratuita de mapas interativos sobre a região de Matopiba, que engloba parte dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. A região, composta majoritariamente por cerrado, é considerada  a grande fronteira agrícola nacional da atualidade, principalmente pela produção de grãos e fibras. A ferramenta GeoMatopiba, da Embrapa, apresenta uma série de informações úteis para quem quer conhecer melhor a região, principalmente produtores rurais.

No site, é possível ter acesso a painéis interativos de quatro temas: produção agropecuária, crédito rural, empregos formais relacionados à agropecuária e tecnologias da Embrapa. Estão disponíveis informações sobre a disponibilidade da tecnologia e como utilizá-la. É possível ver quais são as melhores rotas para escoamento de produtos, onde estão as áreas protegidas e quantos empregos a agropecuária gera em cada microrregião.

O objetivo da plataforma é que as informações ajudem os tomadores de decisão nos estados na definição de prioridades, linhas de créditos especiais e identificação de oportunidade de negócios.

Copiar o texto

Saúde

Cerca de 11 milhões de brasileiros aguardam para receber o auxílio emergencial

Publicado 17 horas atrás

Baixar áudio

Cerca de 11 milhões de brasileiros ainda estão com o pedido do auxílio emergencial em análise ou reanálise. Segundo a Caixa Econômica Federal, mais metade da população se cadastrou para receber o benefício.

De acordo com o banco estatal, foram registrados quase 107 milhões de cadastros para o recebimento do auxílio, dos quais 42 milhões foram considerados inelegíveis. Cinco milhões estão em reanálise e outros cinco milhões estão no primeiro processo de avaliação.

O benefício do governo federal foi disponibilizado para trabalhadores informais, desempregados, microempreendedores individuais, intermitentes e toda a população de baixa renda.

Reportagem, Thiago Marcolini

Copiar o texto

Economia

Terceira parcela da recomposição do FPM será creditada nesta sexta (5)

Publicado 4 horas atrás

Baixar áudio

Municípios brasileiros devem receber nesta sexta-feira, (5) de junho a terceira parcela de recomposição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A informação é da Secretaria do Tesouro Nacional. O crédito é uma transferência da União decorrente da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

A data foi informada durante transmissão ao vivo nas redes sociais da Confederação Nacional de Municípios (CNM), no início da semana. O repasse que está previsto na Medida Provisória (MP) 938/2020, tem como objetivo manter o fundo pelo menos no mesmo patamar de 2019, diante da queda n arrecadação em decorrência dos impactos da Covid-19 no Brasil.

O valor que deverá ser creditado deve chegar a R$ 2,37 bilhões, segundo a previsão da Confederação Nacional dos Municípios. O valor é baseado nos dados do Fundo de maio de 2020. Essa já é a terceira de quatro parcelas prevista na Medida Provisória 938/2020.

A Confederação Nacional de Municípios destacou durante a transmissão ao vivo nas redes sociais que, por se tratar de auxílio, não há desconto para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), e que os valores não compõem a base de cálculo para repasse ao Legislativo local a título de duodécimo. 

Confira o valor destinado para cada município no link.
 

Copiar o texto
Expresso 61

Economia

Mega-Sena pode pagar R$ 45 milhões ao ganhador nesta quarta-feira

Publicado 3 horas atrás
Baixar áudio

A Mega-Sena pode pagar um prêmio de cerca de R$ 45 milhões nesta quarta-feira (3). O sorteio do concurso 2.267 ocorre às 20h no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50. 

Para concorrer à bolada, a pessoa tem que apostar até as 19h desta quarta em qualquer lotérica ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal. É preciso fazer um cadastro, ter mais de 18 anos e preencher com o número do cartão de crédito. 

De acordo com a Caixa, para uma aposta simples com apenas seis dezenas, a probabilidade de faturar o prêmio é de 1 em 50 milhões. Já para uma aposta com 15 dezenas — que é o máximo permitido —, a chance é de 1 em 10 mil. 

Copiar o texto

Brasil

Governo anuncia ferramenta de contestação para quem teve auxílio emergencial negado

Publicado 3 horas atrás
Baixar áudio

O governo federal anunciou nesta terça-feira (2) que as pessoas que tiveram o auxílio emergencial negado poderão contestar o resultado. Segundo Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, quem não foi contemplado com o benefício poderá protestar pelo telefone 121, pelo site ou em uma agência dos Correios.

De acordo com o governo, a ferramenta deve começar a funcionar a partir da próxima segunda-feira (8). Todas as pessoas que tiveram o “coronavoucher” negado poderão contestar. Dos 120 milhões de CPFs avaliados, cerca de 34 milhões não conseguiram o benefício.

O ministro também afirmou que a partir deste mês, os cidadãos vão poder fazer o cadastro para receber o auxílio emergencial em agências dos Correios. O objetivo, segundo Onyx Lorenzoni, é facilitar o processo para “os mais vulneráveis”. Além disso, os Correios também vão permitir a contestação do resultado.

O auxílio emergencial de R$ 600 é uma medida do governo para socorrer trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados por causa do impacto econômico em decorrência da pandemia do novo coronavírus. 

Copiar o texto

Ciência & Tecnologia

Brasil poderá lançar foguetes em Alcântara, no Maranhão

Publicado 4 horas atrás
Baixar áudio

Uma portaria da Agência Espacial Brasileira autorizou empresas privadas, nacionais ou estrangeiras, a lançarem satélites, foguetes ou outras cargas a partir da base de Alcântara, no Maranhão. Os interessados em fazer lançamentos do solo brasileiro devem enviar documentação para análise.

Segundo o governo federal, a primeira fase de esforços para impulsionar a base de Alcântara ocorreu no ano passado, com o acordo de salvaguardas tecnológicas com os Estados Unidos. Em 2020, na segunda fase, ocorre a preparação de planos locais para discutir com a comunidade do entorno da base e empresas um plano de negócios para a região. Em 2021, está prevista a fase final, com lançamentos.

De acordo com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, o Centro Espacial de Alcântara será um impulsionador de desenvolvimento para a região onde está instalado, com a participação da comunidade e empresas locais. 

Reportagem, Thiago Marcolini

Copiar o texto

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Fique por dentro do Congresso Nacional e nossos líderes.

Saiba mais
Sergio Velho Junior/FIOCRUZ Brasília

Especialista explica importância das doações de leite materno

Para entender a importância do trabalho das equipes dos Bancos de Leite Humano, conversamos com o coordenador da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RBLH), João Aprígio.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
03/06/2020 09:31h

Flamengo acerta renovação com Jorge Jesus

Técnico português renova contrato até junho de 2021

FOTO: Vítor Silva/Botafogo
03/06/2020 09:13h

Botafogo consegue liberação de recursos na Justiça para pagar parte dos salários de março

Outra alternativa que o clube estuda é acionar a medida provisória 936, que permite a redução de jornadas de trabalho e suspensão de contratos

Foto: Ministério da Saúde
03/06/2020 00:00h

Brasil registra mais de 555 mil casos de Covid-19

Nesta terça-feira (02), o Ministério da Saúde atualizou os números relacionados à pandemia do novo coronavírus no Brasil.

Foto: Comunicação da PRF/GO
02/06/2020 23:30h

Hidroxicloroquina começa a ser contrabandeada no Brasil

A legislação brasileira define que medicamento é todo produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico; sendo um conjunto de substâncias elaboradas que auxiliam na cura de doenças ou ferimentos.

Foto: Agência Câmara
29/05/2020 09:54h

Deputados aprovam MP que permite redução de jornada e de salário durante pandemia; texto segue para o Senado

Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, criado pela MP, já evitou mais de oito milhões de demissões, segundo governo

Coordenadora-geral da Secretaria da Mulher da Câmara, deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO)/ foto: Agência Câmara
29/05/2020 09:05h

Câmara dos Deputados lança cartilha para orientar candidatura feminina em eleições municipais

Guia está disponível em versão impressa e digital e incentiva a participação de mulheres no cenário político

Foto: Arquivo CNA
03/06/2020 08:18h

INDICADORES: Quarta (3) começa com queda na arroba do boi gordo

No mercado financeiro, o preço da carcaça suína especial teve alta de 0,58%

Foto: Arquivo CNA
03/06/2020 08:15h

INDICADORES: Café continua em queda nesta quarta (3)

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho caiu 0,28%

02/06/2020 18:00h

O TEMPO E A TEMPERATURA: Sudeste do país tem tempo nublado a parcialmente nublado, nesta quarta-feira (3)

A temperatura mínima na região é de 5ºC e a máxima de 32ºC

02/06/2020 18:00h

O TEMPO E A TEMPERATURA: Sul do país tem tempo parcialmente nublado, nesta quarta-feira (3)

A temperatura mínima na região é de 3º e a máxima de 24ºC

Mantenha seu site sempre atualizado com nossos conteúdos. Saiba mais sobre nosso widget de publicações.

Cadastre e configure

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pela Agência do Rádio Mais só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

Declaro que li e aceito os Termos de Uso.