15/04/2024 19:42h

A última semana foi a segunda consecutiva a ter alta de preços

Baixar áudio

Na semana dos dias 7 a 13 de abril, os preços médios dos combustíveis subiram no país. Esta é a segunda semana consecutiva de alta de preços, em uma tendência de readequação a uma defasagem de preços. Esta tendência deverá se acentuar para as próximas semanas, em vista do conflito no Oriente Médio, entre Irã e Israel. Isto afeta esta que é uma importante região produtora de petróleo. Somado a isto, o dólar está em alta e reforça o cenário de preços caros. 

Na última semana, a maior alta observada foi do etanol hidratado, que esteve cotado a R$ 3,75, em média. Em seguida, esteve a alta da gasolina comum, comercializada, em média, a R$ 5,75/litro, no Brasil. O estado com o combustível mais caro do Brasil foi o Acre, a R$ 6,85, enquanto o mais barato foi o Maranhão, a R$ 5,55/litro. 

Já o óleo diesel comum e aditivado (S10) estiveram cotados a R$ 5,87 e R$ 5,93/litro, respectivamente, na última semana.

As informações são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a ANP
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 19:00h

A empresa espera que os programas de exploração planejados nos seus depósitos Bandeira, Salinas e Outro Lado, apoiem o crescimento contínuo dos recursos minerais.

A Lithium Ionic anuncia uma estimativa de recursos em conformidade com o NI 43-101 para o Projeto Lítio Bandeira, localizado no Vale do Lítio, no estado de Minas Gerais. Esta nova estimativa aumenta os recursos minerais globais da empresa em 26%, para 60,1Mt.

A propriedade Bandeira cobre apenas aproximadamente 158 hectares, ou 1% do grande pacote de áreas de 14.182 hectares que a empresa possui. Duas outras estimativas de recursos de lítio em conformidade com a NI 43-101 foram descritos nas outras propriedades regionais da empresa, Salinas e Outro Lado, no entanto, a maioria de suas propriedades permanece em grande parte inexplorada e representa um potencial significativo de crescimento mineral futuro para a Empresa.

A estimativa relata recursos medidos e indicados de 23,68 milhões de toneladas com teor médio de 1,34% Li₂O, com 18,25 Mt adicionais de recursos inferidos com classificação de 1,37% Li₂O, para um total de 41,93Mt.

Isso representa um crescimento mineral significativo em apenas aproximadamente 24 meses: a estimativa do MRE é baseada em 233 furos, ou 50.760 metros, perfurados entre abril de 2022 e março de 2024. 

A empresa espera que os programas de exploração planejados nos seus depósitos existentes, Bandeira, Salinas e Outro Lado, bem como outros alvos regionais, apoiem o crescimento contínuo dos recursos minerais.

Blake Hylands, P.Geo., CEO da Lithium Ionic, disse que, “seguindo de perto nosso recurso inicial em Salinas anunciado na semana passada, este é mais um aumento significativo em nossos recursos minerais globais, destacando o ritmo e a escala impressionantes em que conseguimos delinear depósitos de lítio nesta região. Louvo nossa equipe de exploração pela dedicação e esforço excepcional, que geraram esses excelentes resultados. Esta última estimativa de recursos posiciona-nos entre os projetos de maior escala na região e, com um pacote de áreas largamente inexplorado, esperamos que este impulso de crescimento continue, alinhando-se com o nosso objetivo de nos tornarmos um grande contribuidor para a cadeia global de fornecimento de lítio.”

Carlos Costa, P.Geo., VP de Exploração da Lithium Ionic, por sua vez, comentou: “Refletindo sobre os últimos dois anos desde que iniciamos a perfuração em Bandeira, estou imensamente orgulhoso das realizações de nossa equipe. Começando com apenas algumas amostras de rochas promissoras, descobrimos agora um depósito mineral significativo e esperamos levar Bandeira para os próximos estágios de desenvolvimento.”

A atualização da estimativa de recursos para Bandeira foi elaborada pela GE21 Consultoria Mineral Ltda. de acordo com o Instrumento Nacional 43-101.

Bandeira está localizada no Distrito Pegmatítico de Araçuaí, rico em lítio, na parte norte da Província Pegmatítica Oriental Brasileira, que abriga as maiores reservas de lítio do Brasil.

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 19:00h

A expectativa é de um crescimento de 1,9% no setor de serviços em 2024, afirma economista

Baixar áudio

Em fevereiro, o volume de receitas do setor de serviços diminuiu 0,9% em comparação com o mês anterior. Essa queda superou as projeções do mercado, que esperava um aumento de 0,2%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Para Fabio Bentes, economista responsável pela análise da CNC, esse foi o primeiro resultado negativo do setor de serviços em quatro meses. Para ele, o que contribuiu para a queda foi o comportamento dos preços de serviços, que haviam ficado praticamente estáveis em janeiro. 

“Em fevereiro, houve um aumento no preço médio dos serviços de mais 1%. Além disso, o setor de serviço vinha de três altas consecutivas, todas 0,5%, o que não é um ritmo fraco se a gente considerar isso não é uma perspectiva anualizada, e é normal que haja esse tipo de ajuste”, pontua o economista.

Apenas os serviços prestados às famílias apresentaram um avanço no mês, com um aumento de 0,4% em fevereiro. Por outro lado, os serviços profissionais e administrativos caíram 1,9%, enquanto os serviços de informação diminuíram 1,5%, contribuindo para a queda no indicador geral durante fevereiro.

Turismo

Pelo segundo mês consecutivo, o volume de receitas do turismo registrou uma queda de 0,8% em relação a janeiro deste ano. No entanto, ao comparar com o mesmo mês do ano anterior, o Índice de Atividades Turísticas (Iatur) permaneceu estável, com um aumento de 0,3% pelo segundo mês seguido. 

Para a CNC, tanto  a diminuição na variação mensal quanto a estabilidade na comparação anual podem ser consideradas como resultados pontuais, uma vez que os preços dentro do setor já estão indicando uma tendência de queda ou desaceleração.

Expectativa

Bentes afirma que a expectativa para este ano é de um crescimento de 1,9% no setor, menor que os 2,2% do ano anterior. “Essa expectativa está associada à uma expectativa de menor crescimento da economia para 2024. O setor de serviços é o principal motor da economia, o que responde pela maior fatia do Produto Interno Bruto [PIB] no Brasil e nas demais economias de mercado”, ressalta.

Para o economista Luigi Mauri a perspectiva para o ano não é de persistência de baixa do setor, em vista da queda da taxa de juros.

Ele aponta que o setor pode sentir efeitos negativos de maneira mais robusta somente em um cenário de mais inflação e preço do dólar alto, caso ocorra reversão da queda da Selic.

“Por exemplo, com a inflação saindo um pouco mais do controle e, principalmente, com choques externos internacionalmente que levam a alta do dólar no Brasil é que o Banco Central reverteria essa tendência de queda da taxa Selic. E se ele mantivesse a Selic estável, ou subisse ela, o que é bastante improvável, aí o setor iria ter uma tendência de maiores baixas”, explica.

Ele destaca que a taxa Selic é importante para limitar algumas taxas de empréstimos, algo que as pessoas inseridas no setor de serviços utilizam com frequência.

Projeto de lei lista alimentos que terão imposto zero no novo sistema tributário; confira quais são

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 11ºC e 29ºC

Baixar áudio

A terça-feira (16) começa com tempo encoberto, pancadas de chuva e trovoadas isoladas em todo o Rio Grande do Sul. 

Durante a tarde, as fortes chuvas continuam no noroeste e nordeste gaúcho e na metropolitana de Porto Alegre. À noite, as fortes chuvas continuam apenas nas microrregiões de Santa Rosa, Três Passos, Frederico Westphalen, Erechim, Sananduva e Vacaria. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo de chuvas fortes e ventos intensos em todo o Rio Grande do Sul, atingindo cidades como Jaguarão, Carazinho e Santiago.

De acordo com o Inmet, em grande parte da região Sul uma frente fria que avança no início da semana provocará chuvas com volumes superiores a 80 mm, que podem incluir raios, rajadas de vento, trovoadas — e até possível queda de granizo.

A temperatura mínima fica em torno de 11°C, em Uruguaiana. A máxima prevista é de 29ºC, em Centenário. A umidade relativa do ar varia entre 80% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 14ºC e 30ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto, pancadas de chuva e trovoadas isoladas em toda a Santa Catarina. 

Durante a tarde e à noite, a previsão continua no estado. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo de chuvas fortes e ventos intensos em todo o estado, atingindo cidades como Curitibanos, Mafra e Lages. 

De acordo com o Inmet, em grande parte da região Sul, uma frente fria que avança no início da semana provocará chuvas com volumes superiores a 80 mm, que podem incluir raios, rajadas de vento, trovoadas e até possível queda de granizo.

A temperatura mínima fica em torno de 14°C, em São Joaquim, e a máxima prevista é de 30ºC, em Alto Bela Vista. A umidade relativa do ar varia entre 80% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 16ºC e 30ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto, pancadas de chuva e trovoadas isoladas em todo o Paraná. 

Durante a tarde e à noite, a previsão continua no estado. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo de chuvas fortes e ventos intensos em todo o Paraná, atingindo cidades como Cornélio Procópio, Cianorte e Goioerê.

De acordo com o Inmet, em grande parte da região Sul, uma frente fria que avança no início da semana provocará chuvas com volumes superiores a 80 mm, que podem incluir raios, rajadas de vento, trovoadas e até possível queda de granizo.

A temperatura mínima fica em torno de 16°C, em Foz do Iguaçu — e a máxima prevista é de 30ºC, em Castro. A umidade relativa do ar varia entre 60% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 18ºC e 29ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com céu aberto no Distrito Federal. 

Durante a tarde e à noite, o tempo fica encoberto, mas sem previsão de chuva.

De acordo com o Inmet, ao longo da semana, espera-se que as chuvas se concentrem mais na região central e oeste dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com acumulados acima de 40 mm. Em contraste, nas outras áreas, os volumes de chuva previstos são menores, especialmente no centro-norte de Goiás e no Distrito Federal.

A temperatura mínima fica em torno de 18°C e a máxima prevista é de 29ºC. A umidade relativa do ar varia entre 40% e 90%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 20ºC e 36ºC

Baixar áudio

Esta terça-feira (16) começa com pancadas de chuva acompanhadas por trovoadas isoladas no noroeste goiano e sudoeste de Goiás. Nas demais áreas do estado. Não há previsão de chuva.

Durante a tarde, há possibilidade de chuva em quase todo o estado e fortes chuvas no sul. À noite, as chuvas voltam a ser apenas uma possibilidade. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no sul, centro e noroeste goiano, atingindo cidades como Aragarças, Itumbiara e Iporá.

De acordo com o Inmet, ao longo da semana, espera-se que as chuvas se concentrem mais na região central e oeste dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com acumulados acima de 40 mm. Em contraste, nas outras áreas, os volumes de chuva previstos são menores, especialmente no centro-norte de Goiás e no Distrito Federal.

A temperatura mínima fica em torno de 20°C, em Goiânia, e a máxima prevista é de 36ºC, em Israelândia. A umidade relativa do ar varia entre 35% e 80%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 21ºC e 38ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto, pancadas de chuva e trovoadas isoladas em todo o Mato Grosso. 

Durante a tarde, há possibilidade de chuva no nordeste mato-grossense, nas demais regiões do estado, chuvas fortes. À noite, as pancadas de chuva voltam em todo o estado.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos em todo Mato Grosso, atingindo cidades como Campo Novo do Parecis, Nova Marilândia e São José do Rio Claro.

De acordo com o Inmet, ao longo da semana, espera-se que as chuvas se concentrem mais na região central e oeste dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com acumulados acima de 40 mm. Em contraste, nas outras áreas, os volumes de chuva previstos são menores, especialmente no centro-norte de Goiás e no Distrito Federal.

A temperatura mínima fica em torno de 21°C, em Paranatinga, e a máxima prevista é de 38ºC, em Itiquira. A umidade relativa do ar varia entre 45% e 80%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 19ºC e 37ºC

Baixar áudio

A terça-feira (16) começa com tempo encoberto, com pancadas de chuva e trovoadas isoladas em todo o Mato Grosso do Sul. 

Durante a tarde e à noite, as fortes chuvas continuam em todo o estado. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos em todo o Mato Grosso do Sul, atingindo os municípios de Coxim, Paranaíba e Bonito.

De acordo com o Inmet, ao longo da semana, espera-se que as chuvas se concentrem mais na região central e oeste dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com acumulados acima de 40 mm. Em contraste, nas outras áreas, os volumes de chuva previstos são menores, especialmente no centro-norte de Goiás e no Distrito Federal.

A temperatura mínima fica em torno de 19°C, em Amambai  — e a máxima prevista é de 37ºC, em Corumbá. A umidade relativa do ar varia entre 60% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 14ºC e 34ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto e possibilidade de chuva em todo o Espírito Santo. Pancadas de chuva são esperadas em toda a faixa litorânea do estado. 

Durante a tarde, há possibilidade de chuva no estado e — à noite — não há previsão de chuva nas cidades de São Mateus, Marataízes, Linhares e demais municípios espírito-santenses.

De acordo com o Inmet, o clima quente e seco predomina no norte de Minas Gerais. Em outras regiões, são esperados volumes de chuva inferiores a 20 mm. No entanto, a partir de quarta-feira, espera-se que chuvas mais intensas atinjam o leste de São Paulo, o Rio de Janeiro e o sul de Minas Gerais, com acumulados que podem exceder 50 mm.

A temperatura mínima fica em torno de 16°C, em Muniz Freire. E a máxima prevista é de 32ºC, em Pinheiros. A umidade relativa do ar varia entre 50% e 90%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 14ºC e 34ºC

Baixar áudio

A terça-feira (16) começa com possibilidade de chuva em Jequitinhonha, Vale do Mucuri, Central Mineira, Vale do Rio Doce e Zona da Mata. Nas microrregiões de Frutal, Uberaba, Passos, São Sebastião do Paraíso e Poços de Caldas, pancadas de chuva. 

Durante a tarde e à noite, as pancadas de chuva continuam nessas regiões e há possibilidade de chuva no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Central Mineira, Metropolitana de Belo Horizonte, Oeste, Sul e Sudeste de Minas.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo de chuvas fortes e ventos intensos no Sul, Sudoeste e Oeste de Minas e Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, em cidades como Alfenas, Araxá e Extrema. 

De acordo com o Inmet, o clima quente e seco predomina no norte de Minas Gerais. Em outras regiões, são esperados volumes de chuva inferiores a 20 mm. No entanto, a partir de quarta-feira, espera-se que chuvas mais intensas atinjam o leste de São Paulo, o Rio de Janeiro e o sul de Minas Gerais, com acumulados que podem exceder 50 mm.

A temperatura mínima fica em torno de 14°C, em Diamantina, e a máxima prevista é de 34ºC, em Rubim. A umidade relativa do ar varia entre 40% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 14ºC e 35ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto em todo o estado do Rio de Janeiro. Pancadas de chuva são esperadas por toda faixa litorânea do estado e possibilidade de chuva nas demais regiões.

Durante a tarde e à noite, há possibilidade de chuva apenas no sul fluminense e metropolitana do Rio de Janeiro, em cidades como Angra dos Reis e Barra do Piraí.

De acordo com o Inmet, o clima quente e seco predomina no norte de Minas Gerais. Em outras regiões, são esperados volumes de chuva inferiores a 20 mm. No entanto, a partir de quarta-feira, espera-se que chuvas mais intensas atinjam o leste de São Paulo, o Rio de Janeiro e o sul de Minas Gerais, com acumulados que podem exceder 50 mm.

A temperatura mínima fica em torno de 14°C, em Resende e a máxima prevista é de 35ºC, em Miguel Pereira. A umidade relativa do ar varia entre 40% e 90%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 16ºC e 34ºC

Baixar áudio

Esta terça-feira (16) começa com tempo encoberto, pancadas de chuva e trovoadas isoladas em todo o estado de São Paulo.

Durante a tarde, a previsão é a mesma. À noite, a chuva continua, mas permanecem fortes apenas em Presidente Prudente, Assis, Itapetininga e Litoral Sul Paulista.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo de chuvas fortes e ventos intensos em todo o estado de São Paulo, atingindo cidades como Votuporanga, Limeira e Francisco Morato.

De acordo com o Inmet, o clima quente e seco predomina no norte de Minas Gerais. Em outras regiões, são esperados volumes de chuva inferiores a 20 mm. No entanto, a partir de quarta-feira, espera-se que chuvas mais intensas atinjam o leste de São Paulo, o Rio de Janeiro e o sul de Minas Gerais, com acumulados que podem exceder 50 mm.

A temperatura mínima fica em torno de 16°C, em Lavrinhas — e a máxima prevista é de 34ºC, em Casa Branca. A umidade relativa do ar varia entre 35% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 24ºC e 32ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto e chuva isolada em todo o Acre.

Durante a tarde, as chuvas são fortes e acompanhadas por trovoadas isoladas. À noite, as chuvas voltam a ser brandas em todo estado, como nos municípios de Brasiléia, Rio Branco e Tarauacá.

De acordo com o Inmet, estão previstas pancadas de chuva ao longo da semana, com acumulados superiores a 80,0 mm em regiões do Amazonas, Pará e Amapá, que podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Em outras áreas, ainda há possibilidade de chuvas isoladas com acumulados menores, especialmente no sudeste do Tocantins, onde se espera uma diminuição das chuvas — conforme a semana avança.

A temperatura mínima fica em torno de 24°C, em Cruzeiro do Sul. A máxima prevista é de 32ºC, em Marechal Thaumaturgo. A umidade relativa do ar varia entre 55% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 23ºC e 32ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto e com pancadas de chuva em todo o estado de Rondônia. 

Durante a tarde, a previsão da manhã continua. À noite, as chuvas continuam no estado. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo de chuvas fortes e ventos intensos em toda Rondônia, atingindo municípios como Cerejeiras, Vilhena e Porto Velho.

De acordo com o Inmet, estão previstas pancadas de chuva ao longo da semana, com acumulados superiores a 80,0 mm em regiões do Amazonas, Pará e Amapá, que podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Em outras áreas, ainda há possibilidade de chuvas isoladas com acumulados menores, especialmente no sudeste do Tocantins, onde se espera uma diminuição das chuvas, conforme a semana avança.

A temperatura mínima fica em torno de 23°C, em Corumbiara — e a máxima prevista é de 32ºC, em Porto Velho. A umidade relativa do ar varia entre 60% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 22ºC e 35ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com pancadas de chuva no ocidental de Tocantins. Nas demais regiões do estado, não há previsão de chuva.

Durante a tarde, há possibilidade de chuva em todo o Tocantins. À noite, as fortes chuvas atingem a região ocidental do estado. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para perigo de chuvas fortes e ventos intensos no ocidental e oriental do Tocantins, atingindo municípios como Goiatins e Guaraí.

De acordo com o Inmet, estão previstas pancadas de chuva ao longo da semana, com acumulados superiores a 80,0 mm em regiões do Amazonas, Pará e Amapá, que podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Em outras áreas, ainda há possibilidade de chuvas isoladas com acumulados menores, especialmente no sudeste do Tocantins — onde se espera uma diminuição das chuvas, conforme a semana avança.

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Ponte Alta do Tocantins. A máxima prevista é de 35ºC, em Paranã. A umidade relativa do ar varia entre 55% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.


 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 18ºC e 38ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com muitas nuvens em todo o Amazonas. Possibilidade de chuva isolada nas cidades de Barcelos, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Urucará. Nas demais regiões do estado, pancadas de chuva acompanhadas por trovoadas isoladas. 

Durante a tarde, fortes chuvas alcançam todo o estado e são acompanhadas por trovoadas isoladas.

À noite, não há previsão de chuvas apenas nos municípios de Barcelos, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Urucará.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no centro, sudoeste, norte e sul amazonense, em cidades como Boca do Acre, Coari e Eirunepé. 

De acordo com o Inmet, estão previstas pancadas de chuva ao longo da semana, com acumulados superiores a 80,0 mm em regiões do Amazonas, Pará e Amapá, que podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Em outras áreas, ainda há possibilidade de chuvas isoladas com acumulados menores, especialmente no sudeste do Tocantins, onde se espera uma diminuição das chuvas conforme a semana avança.

A temperatura mínima fica em torno de 18°C, em Santa Isabel do Rio Negro, e a máxima prevista é de 38ºC, em Barcelos. A umidade relativa do ar varia entre 55% e 90%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 22ºC e 33ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto em todo o Amapá. Pancadas de chuva são esperadas em todo o estado, com exceção do Laranjal do Jari, onde há apenas a possibilidade de chuva. 

Durante a tarde e à noite, as pancadas de chuva continuam e se estendem por todo o estado. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para o perigo de chuvas fortes e ventos intensos no norte e sul do Amapá, como em Oiapoque, Tartarugalzinho e Macapá.

De acordo com o Inmet, estão previstas pancadas de chuva ao longo da semana, com acumulados superiores a 80,0 mm em regiões do Amazonas, Pará e Amapá, que podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Em outras áreas, ainda há possibilidade de chuvas isoladas com acumulados menores, especialmente no sudeste do Tocantins, onde se espera uma diminuição das chuvas, conforme a semana avança.

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Laranjal do Jari. E a máxima prevista é de 33ºC, também em Laranjal do Jari. A umidade relativa do ar varia entre 60% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 17ºC e 39°C

Baixar áudio

Esta terça-feira (16) começa com muitas nuvens em todo o estado de Roraima. No sul do estado a previsão é de possibilidade de chuva isolada.

Durante a tarde pancadas de chuva atingem todo o estado, em cidades como Boa Vista, Rorainópolis e Caracaraí. 

À noite, não há previsão de chuva. 

De acordo com o Inmet, estão previstas pancadas de chuva ao longo da semana, com acumulados superiores a 80,0 mm em regiões do Amazonas, Pará e Amapá, que podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Em outras áreas, ainda há possibilidade de chuvas isoladas com acumulados menores, especialmente no sudeste do Tocantins, onde se espera uma diminuição das chuvas, conforme a semana avança.

A temperatura mínima fica em torno de 17°C, em Uiramutã — e a máxima prevista é de 39ºC, em Amajari A umidade relativa do ar varia entre 35% e 70%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 22ºC e 34ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com muitas nuvens, pancadas de chuva e trovoadas isoladas em grande parte do Pará. Apenas no Baixo Amazonas, há possibilidade de chuva. 

Durante a tarde, pancadas de chuva no Baixo Amazonas, metropolitana de Belém, Marajó, nordeste paraense e microrregião de Itaituba. 

À noite, as fortes chuvas voltam em grande parte do estado, com exceção do Baixo Amazonas. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos em quase todo o Pará, com exceção do Baixo Amazonas, atingindo cidades como Marabá, Breves e Belém.

De acordo com o Inmet, estão previstas pancadas de chuva ao longo da semana, com acumulados superiores a 80,0 mm em regiões do Amazonas, Pará e Amapá, que podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Em outras áreas, ainda há possibilidade de chuvas isoladas com acumulados menores, especialmente no sudeste do Tocantins, onde se espera uma diminuição das chuvas conforme a semana avança.

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Altamira. A máxima prevista é de 34ºC, em Oriximiná. A umidade relativa do ar varia entre 65% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 17ºC e 35ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com chuva isolada no sul, centro sul, centro norte e nordeste baiano e metropolitana de Salvador. Não há previsão de chuva nas demais localidades do estado.

Durante a tarde, a previsão da manhã continua e à noite, há possibilidade de chuva isolada na metropolitana de Salvador, nordeste e sul baiano. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes, ventos intensos e acumulado de chuva no nordeste, sul, centro sul, centro norte e metropolitana de Salvador, em cidades como Catu, Ilhéus e Entre Rios.

A temperatura mínima fica em torno de 17°C, em Mucugê, e a máxima prevista é de 35ºC, em Sento Sé. A umidade relativa do ar varia entre 70% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 23ºC e 34ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16) o dia começa com tempo encoberto e chuva isolada em todo o estado de Sergipe. 

Durante a tarde, a previsão continua — e à noite as chuvas são apenas uma possibilidade. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de acúmulo de chuva no leste e no sertão sergipano, em cidades como Aracaju, Japaratuba e Propriá.

A temperatura mínima fica em torno de 23°C, em Tobias Barreto — e a máxima prevista é de 34ºC, em Canindé de São Francisco. A umidade relativa do ar varia entre 65% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 22ºC e 34ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16) o dia começa com tempo encoberto em todo o estado de Alagoas. Chuva isolada em grande parte do estado e possibilidade de chuva no sertão alagoano. 

Durante a tarde, a previsão da manhã continua e, à noite, as chuvas são apenas uma possibilidade em Alagoas.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no leste alagoano, em cidades como Maragogi, Arapiraca e Atalaia. 

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Palmeira dos Índios — e a máxima prevista é de 34ºC, em Pão de Açúcar. A umidade relativa do ar varia entre 85% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 20°C e 34ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto em todo Pernambuco. chuvas isoladas são esperadas no agreste e mata pernambucana e metropolitana de Recife. Nas demais localidades do estado, há possibilidade de chuva

Durante a tarde, a previsão da manhã continua. 

À noite, há possibilidade de chuva isolada no agreste e mata pernambucana e metropolitana de Recife. Pancadas de chuva acompanhadas por trovoadas são esperadas nas microrregiões de Araripina e Salgueiro. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos na mata e agreste pernambucano e metropolitana de Recife, em cidades como Cabo de Santo Agostinho, Escada e Igarassu.

A temperatura mínima fica em torno de 20°C, em São José do Egito, e a máxima prevista é de 34ºC, em Flores. A umidade relativa do ar varia entre 75% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 20ºC e 36ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16) o dia começa com tempo encoberto em toda a Paraíba e chuva isolada no agreste e leste paraibano.

Durante a tarde, a chuva isolada se estende por todo o estado e, à noite, possibilidade de chuva apenas na mata paraibana. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no agreste e mata paraibana, em cidades como Itabaiana, João Pessoa    e Mamanguape.

A temperatura mínima fica em torno de 20°C, em São João do Tigre — e a máxima prevista é de 36ºC, em São José do Brejo do Cruz. A umidade relativa do ar varia entre 65% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 18:00h

A temperatura pode variar entre 22ºC e 37ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto e chuva isolada em todo o Rio Grande do Norte. 

Durante a tarde, a previsão da manhã continua e à noite, há possibilidade de chuva no leste e agreste potiguar. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no oeste e central potiguar, atingindo cidades como Açu, Apodi e Mossoró.

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Currais Novos, e a máxima prevista é de 37°C, em Pau dos Ferros. A umidade relativa do ar varia entre 70% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 17:46h

A empresa ainda tem o desafio de alcançar 100% de consumo de energia renovável em suas operações globais até 2030.

A Vale oficializou que toda a energia elétrica utilizada nas suas operações no Brasil em 2023 foi proveniente de fontes renováveis, como usinas hidrelétricas, eólicas e solar. Com isso, a empresa atingiu a meta de ter 100% de consumo de energia elétrica renovável no país dois anos antes do prazo previsto, que era 2025. A informação é destaque na edição de 2023 do Relato Integrado, que traz também outros avanços ambientais, sociais e de diversidade da empresa. 

O atingimento da meta significa que a Vale zerou suas emissões indiretas de CO2 no Brasil, que correspondem ao escopo 2. A empresa ainda tem o desafio de alcançar 100% de consumo de energia renovável em suas operações globais até 2030. No momento, esse indicador está em 88,5%. 

“Estamos anunciando um marco importante na estratégia de descarbonização da Vale, que busca reduzir em 33% suas emissões de CO2 de escopos 1 e 2 (diretos e indiretos) até 2030 e zerar suas emissões líquidas até 2050”, explica a diretora de Energia e Descarbonização, Ludmila Nascimento. “Ao mesmo tempo em que avançamos nas nossas metas, ajudamos a tornar a matriz energética do Brasil ainda mais limpa, contribuindo para a luta da sociedade contra as mudanças climáticas”. 

Para que a meta fosse atingida dois anos antes do prazo, foi fundamental a entrada em operação do complexo solar Sol do Cerrado, em novembro de 2022. Localizado em Jaíba (MG), o complexo representou um investimento de R$ 3 bilhões da Vale. É um dos maiores parques de energia solar da América Latina, com potência instalada de 766 Megawatts-pico, o equivalente ao consumo de uma cidade de 800 mil habitantes. Em julho de 2023, o complexo atingiu sua capacidade máxima. Sua contribuição potencial é de cerca de 16% de toda a energia elétrica consumida pela Vale no Brasil. 

O caminho rumo ao consumo 100% renovável começou a ser traçado pela Vale ainda na década de 1990, quando a empresa adquiriu suas primeiras usinas hidrelétricas. Hoje, a Vale é suprida por um portfólio de energia renovável de 2,6 GW de capacidade instalada, o equivalente ao consumo de mais de 3 milhões de habitantes. São 14 ativos detidos por meio de participação direta e indireta em consórcios e empresas (dez usinas hidrelétricas, três eólicas e o Sol do Cerrado). Se fosse uma geradora de energia, a Vale seria a 15ª maior do país. 

Em suas operações globais, a Vale também avança para chegar ao consumo de 100% de energia renovável até 2030. A empresa investe em parcerias em joint-ventures, certificados de geração renovável nos contratos (PPAs) e iniciativas de inovação para eficiência no uso de baterias. 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 17:30h

Pediatra explica que o VSR é mais comum em bebês e crianças, podendo causar quadros graves

Baixar áudio

O aumento da circulação do vírus sincicial respiratório (VSR), especialmente em crianças de até 2 anos, tem gerado aumento da incidência e mortalidade da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) — aponta o Boletim InfoGripe da Fiocruz divulgado na última quinta-feira (11).

O coordenador do Boletim InfoGripe, Marcelo Gomes, pontua que as mortes associadas ao VSR nas crianças pequenas superaram aquelas associadas à Covid-19 nas últimas oito semanas epidemiológicas, refletindo o cenário da circulação viral do período.

“O volume de internações, especialmente nas crianças pequenas, já atinge valores extremamente preocupantes. Nossos leitos pediátricos continuam sofrendo uma pressão importante por conta desse vírus em particular”, destaca.

Caroline Andrade, pediatra do Hospital Santa Helena de Brasília, da Rede D’Or, explica que o VSR é responsável por infecção respiratória em todas as faixas etárias, porém é mais comum em bebês e crianças.

“Na maioria das vezes, ele [VSR] vai se comportar como uma infecção viral leve, como resfriado. Porém, algumas vezes ele pode desenvolver a forma mais grave, levando à uma inflamação importante das pequenas vias aéreas, um quadro de bronquiolite ou até mesmo pneumonia. Muitas vezes esses pacientes vão precisar da internação para um suporte de suplementação de oxigênio”, informa.

A pediatra destaca que recém-nascidos prematuros, crianças menores de 6 meses e os menores de dois anos que possuem alguma comorbidade têm uma maior chance de desenvolver a forma grave da doença.

Prevenção

De acordo com Andrade, para diminuir a chance de infecção pelo VSR é importante adotar medidas semelhantes à prevenção contra Covid-19.

“Evitar lugares fechados e aglomerados; evitar enviar crianças com sintomas gripais para escolas ou creches até resolução do quadro; evitar contato dessas crianças com adultos com síndrome gripal e a higienização correta das mãos e superfícies”, ressalta.

Casos de SRAG

Segundo o boletim, 18 estados apresentam sinal de crescimento de SRAG na tendência de longo prazo. Entre as capitais, 18 mostram indícios de crescimento:

  • Belém (PA)
  • Belo Horizonte (MG)
  • Plano Piloto e arredores de Brasília (DF)
  • Campo Grande (MS)
  • Florianópolis (SC)
  • Fortaleza (CE)
  • Goiânia (GO)
  • João Pessoa (PB)
  • Macapá (AP)
  • Manaus (AM)
  • Natal (RN)
  • Porto Alegre (RS)
  • Recife (PE)
  • Rio Branco (AC)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Salvador (BA)
  • São Luís (MA)
  • Vitória (ES)

Leia mais:

Brasil possui 2,8 médicos para cada mil habitantes; distribuição por regiões é desigual

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 17:01h

Estão na lista municípios de Alagoas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima e São Paulo

Baixar áudio

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Defesa Civil Nacional, reconheceu, nesta segunda-feira (15), a situação de emergência em mais 31 cidades de 11 estados brasileiros afetadas por desastres. As portarias com os reconhecimentos foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU). Confira neste link.

Com o reconhecimento, os municípios estão aptos a solicitar recursos do Governo Federal para ações de defesa civil, como assistência humanitária, reconstrução de infraestruturas e restabelecimento de serviços essenciais.

Em Alagoas, a cidade de Dois Riachos passar por um período de estiagem, assim como Ingazeira, Ipubi, Toritama e Vertente do Lério, em Pernambuco; Caraúbas, no Rio Grande do Norte, e Caroebe, Rorainópolis e São João da Baliza, em Roraima. Já Florânia, no Rio Grande do Norte, enfrenta a seca, que é um período de ausência de chuvas mais prolongado do que a estiagem.

Foram castigados por fortes chuvas os municípios de Lençóis e Santa Brígida, na Bahia; Lagoa Grande do Maranhão e Carutapera, no Maranhão; Arinos, em Minas Gerais; Anapu e Santa Luzia do Pará, no Pará; Parelhas, no Rio Grande do Norte, e Potirendaba, em São Paulo.

No Rio Grande do Sul, as cidades de Cerrito, Espumoso, Hulha Negra e Lagoa Vermelha foram atingidas por vendaval, enquanto Boa Vista do Gurupi registrou inundações.

Por fim, no Paraná, os municípios de Barracão, Cruzeiro do Iguaçu, Goioerê, Morretes, Pato Branco, Toledo e Vera Cruz do Oeste obtiveram o reconhecimento federal de situação de emergência devido ao aumento do número de casos de dengue.

Como solicitar recursos

Cidades com o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública podem solicitar ao MIDR recursos para ações de defesa civil. A solicitação de recursos pelos municípios em situação de emergência deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas nos planos de trabalho, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com o valor a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos.

Fonte: MIDR

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 17:00h

A temperatura pode variar entre 21ºC e 38ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com tempo encoberto em todo o Ceará. Pancadas de chuva acompanhadas por trovoadas são esperadas no centro sul, sul e sertões cearenses. Nas demais regiões, chuva isolada. 

Durante a tarde, pancadas de chuva no noroeste e norte cearense e metropolitana de Fortaleza. À noite, as chuvas não são previstas apenas no norte cearense, metropolitana de Fortaleza e Jaguaribe. 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no sul, sertões, centro sul e noroeste cearense e Jaguaribe, atingindo cidades como Campos Sales, Lavras da Mangabeira e Pereiro.

A temperatura mínima fica em torno de 21°C, em Brejo Santo e a máxima prevista é de 38ºC, em Orós. A umidade relativa do ar varia entre 65% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 17:00h

A temperatura pode variar entre 21ºC e 37ºC

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com muitas nuvens em todo o Piauí. Pancadas de chuva são esperadas no norte, centro norte e sudeste piauiense. 

Durante a tarde, as fortes chuvas continuam apenas no norte do estado. Nas demais regiões, possibilidade de chuva isolada. À noite, fortes chuvas voltam no centro norte e sudeste piauiense e também atingem as microrregiões de Alto Parnaíba Piauiense e Floriano.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no centro norte, sudeste e sudoeste piauiense, atingindo cidades como Campo Maior, Floriano e Picos.

A temperatura mínima fica em torno de 21°C, em São Raimundo Nonato, e a máxima prevista é de 37ºC, em Elizeu Martins. A umidade relativa do ar varia entre 65% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 17:00h

A temperatura pode variar entre 22ºC e 36°C

Baixar áudio

Nesta terça-feira (16), o dia começa com muitas nuvens em todo o Maranhão. Pancadas de chuva são esperadas em grande parte do estado, com exceção do sul maranhense, onde não há previsão de chuvas.

Durante a tarde, as fortes chuvas continuam no estado e no sul maranhense são uma possibilidade. À noite, pancadas de chuva atingem todo o estado.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos no oeste, leste, sul, centro e norte maranhense, atingindo cidades como Araioses, Bacabal e Cururupu.

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Mirador, e a máxima prevista é de 36ºC, em Tasso Fragoso. A umidade relativa do ar varia entre 70% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 16:57h

Com a medida, os municípios já podem solicitar recursos do Governo Federal para ações de defesa civil

Baixar áudio

Sete cidades do Paraná obtiveram, nesta segunda-feira (15), o reconhecimento federal de situação de emergência, por meio da Defesa Civil Nacional, devido a doenças infecciosas virais. Os municípios registraram aumento no número de casos de dengue. A portaria com o a medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). Confira neste link.

Estão na lista as cidades de Barracão, Cruzeiro do Iguaçu, Goioerê, Morretes, Pato Branco, Toledo e Vera Cruz do Oeste.

Agora, as prefeituras já podem solicitar recursos do Governo Federal para executar ações de assistência humanitária, como compra de cestas básicas, água potável e aluguel de caminhões-pipa.

Até o momento, o Paraná tem 136 reconhecimentos federais de situação de emergência vigentes.

Como solicitar recursos

A solicitação de recursos pelos municípios em situação de emergência deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Além de socorro e assistência às vítimas, os repasses também podem ser usados no restabelecimento de serviços essenciais e na reconstrução de infraestrutura ou moradias destruídas ou danificadas por desastres.

Com base nas informações enviadas nos planos de trabalho, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no Diário Oficial da União com o valor a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos.

Fonte: MIDR

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 16:00h

A estimativa da CNC é de que vendas totais em fevereiro atingiram R$ 209,9 bilhões

Baixar áudio

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro cresceu 1,0% em fevereiro. Esse desempenho levou o volume de vendas do varejo ao seu ponto mais alto desde o início da série histórica em 2000. A estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é de que vendas totais em fevereiro atingiram R$ 209,9 bilhões. As informações são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Fabio Bentes, economista sênior da CNC, afirma que ao longo do anos, os juros têm caído e hoje estão no menor patamar há um ano e meio. 

“Isso ajuda diversos segmentos do comércio, ajuda a desafixar o orçamento da população, que andou bastante apertado por conta dos problemas decorrentes da pandemia,;e vai ajudar aqueles segmentos que ainda não conseguiram se recuperar do tombo causado pela crise sanitária”, aponta.

O segundo avanço consecutivo nas vendas do comércio varejista em 2024 foi impulsionado pelo setor de farmácias, perfumarias e cosméticos, registrando um aumento de 9,9% — em janeiro, esse segmento tinha apresentado uma queda de 1,1%.

De acordo com a pesquisa, parte desse aumento foi atribuído à antecipação do aumento dos preços dos medicamentos, autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a partir de abril, com uma margem de até 4,5%. Outros segmentos de destaque foram as lojas de artigos de uso pessoal e doméstico (+4,8%) e o setor automotivo (+3,9%). 

Expectativas

Para os próximos meses, o economista Cesar Bergo afirma que há expectativas de melhorias para o comércio varejista. Ele afirma que esse resultado acaba melhorando também a probabilidade do Produto Interno Bruto (PIB) de 2024 — e que inicialmente as previsões variavam entre 1.5% e 1.7%, mas com o resultado do varejo pode apontar para um crescimento acima de 2%, podendo chegar até 2.2%.

 “As expectativas são de melhoria nesse cenário de cenário de taxa de juros, com a queda gradativa da Selic. E com a inflação que tem ficado abaixo de 4%. É lógico que esse movimento do varejo acaba, de alguma forma, impactando o segmento de serviços — o que é uma preocupação do Banco Central. Mas de qualquer forma, não tenha dúvida que esses números surpreendem positivamente", enfatiza.

Para Lélio Reis, sócio proprietário do Madô Burger Brasília, a tendência é que o comércio varejista continue melhorando ao crescimento da economia. “Nós abrimos mais uma unidade do restaurante e trouxemos a expansão da hamburgueria do Mato Grosso a Brasília. Então estamos sentindo essa melhora na economia”, pontua.

Leia mais:

Inflação oficial desacelera em março de 2024

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 16:00h

A diretora do Departamento de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Alda Maria da Cruz, fala sobre a evolução da doença no país e a expectativa para as próximas semanas

Baixar áudio

A maior epidemia de dengue da história do país ultrapassou três milhões de casos prováveis e continua fazendo vítimas. Para controlar a doença, só mesmo acabando com o vetor: o mosquito Aedes aegypti.

A diretora do Departamento de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Alda Maria da Cruz, fala sobre a evolução da doença no país e a expectativa para as próximas semanas.

“Estamos com a maior epidemia da história do país, que se iniciou de forma antecipada ao que era previsto para esse período e evoluindo de forma muito abrupta. Há uma tendência à estabilização e nossa expectativa é que a gente passe a um período de decréscimo dos casos. Mas temos diferentes situações epidemiológicas no país. Por isso, precisamos olhar cada região com cuidado para fazer essa análise. Temos uma mudança do clima do planeta que influencia diretamente na biologia do mosquito, fazendo com que fique muito mais transmissível e eficaz na capacidade de se replicar no ambiente.”

Confira 8 dicas para eliminar criadouros do mosquito

Segundo a diretora, a situação do Brasil é a mesma que se vê em outros países das Américas, como Argentina, Paraguai, Peru e Bolívia, que também tiveram uma explosão de casos da doença.

Conheça os sintomas da dengue

Além do combate ao mosquito, é importante estar alerta ao aparecimento dos sintomas da dengue. São sinais de alerta:

  • Febre alta e/ou persistente
  • Dores musculares e nas articulações
  • Manchas vermelhas (exantema)
  • Dor de cabeça ou atrás dos olhos
  • Diarreia e/ou dor forte na barriga
  • Pressão baixa
  • Náusea e vômitos frequentes
  • Agitação ou sonolência 
  • Sangramento espontâneo 
  • Diminuição da urina 
  • Extremidades frias

A melhor forma de combater a dengue é impedir o nascimento do mosquito. E não se esqueça: são apenas 10 minutos por semana para proteger sua família e vizinhos da dengue. 

Para mais informações sobre a dengue e sobre as formas de prevenção, acesse: www.gov.br/mosquito.

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 03:00h

De acordo com a cotação da companhia Morningstar, o euro está cotado a R$ 5,46

Baixar áudio

Após o mercado repercutir a inflação nos Estados Unidos, e o dólar sofrer alta, o choque externo do ataque do Irã a Israel, na última semana, elevou ainda mais as cotações. Hoje, o dólar comercial está cotado a R$ 5,12 e os valores para turismo são ainda superiores. 

Este valor é recorde para o dólar no Brasil e a persistência de investidas no Oriente Médio tendem a fazer com que a alta continue. Em situações de incerteza, os investidores optam por investir em moedas consideras seguras, como o dólar, levando a este comportamento de compra da moeda. 

Além disso, pode ocorrer alta de juros, internacionalmente, ou resistência para novos cortes. 

Já o euro comercial está cotado a R$ 5,46 - praticamente estável. 

Os dados são da companhia Morningstar.

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 03:00h

Ibovespa permanece no negativo após um dia de tensão

Baixar áudio

O índice da bolsa de valores brasileira (Ibovespa) segue no negativo, após um dia de aversão aos investimentos de risco. Os investidores acompanharam a piora do humor externo, diante da escalada de conflito no Oriente Médio. 

O índice está cotado a 125.946 pontos.

O petróleo foi uma das commodities que mais sentiu esta tendência e as ações da Petrobras (PETR4) caíram 0,90%. Entre as mais negociadas, a Localiza (RENT3) e Itaú (ITUB4) também caíram, a 2,70% e 1,05%. 

Outras baixas foram da Azul (AZUL4), MRV (MRVE3) e EZTEC (EZTC3), que caíram 10%, 6,20% e 5,75%. 

Já as altas do último fechamento foram discretas e ficaram com a PRIO (PRIO3), Cielo (CIEL3) e Eletrobras (ELET3) - maiores em 2,15%, 1,30% e 0,45%. 

No último fechamento, foram negociados R$ 23,6 bilhões. 

Os dados da bolsa de valores brasileira podem ser consultados no site da B3.

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 03:00h

Café arábica é negociado a R$ 1.216,70/saca em São Paulo

Baixar áudio

Nesta segunda-feira (15), o preço do açúcar cristal caiu 0,40% e é comercializado a R$ 146,30 por saca de 50 kg, na cidade de São Paulo. Já em Santos, o preço subiu. Sem impostos, a saca do açúcar cristal é comercializada a R$ 145,97 com frete até o porto da cidade. 

A saca de 60 quilos do café arábica subiu e é cotada a R$ 1.216,70 na cidade de São Paulo.

O mesmo ocorre para o preço do café robusta, com alta acima de 2,00%. A saca de 60 quilos, valor líquido, à vista, é comercializada a R$ 1.073,45 na região de referência de Colatina e São Gabriel da Palha, no Espírito Santo. 

O preço do milho também subiu e a commodity custa R$ 59,60 na região de referência de Campinas (SP). 

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
15/04/2024 03:00h

Já o preço do quilo do frango congelado está estável

Baixar áudio

A cotação do boi gordo começou a segunda-feira (15) em alta de 0,35%. O produto é negociado a R$ 231,20 no estado de São Paulo. O valor é referente à arroba de 15 kg. 

O mesmo ocorre para o suíno vivo, com alta de preços em São Paulo e no Rio Grande do Sul, que o comercializam a R$ 6,66 e R$ 6,16/quilo. Minas Gerais e Paraná estiveram com preços estáveis.

A carcaça suína subiu 0,42%, a R$ 9,65/kg.

Já os preços dos quilos do frango congelado está estável, a R$ 7,25. O frango resfriado caiu e está cotado a R$ 7,42. A região de referência desta mercadoria é a Grande São Paulo, São José do Rio Preto e Descalvado.
 

As informações são do Cepea
 

Copiar textoCopiar o texto