Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Caixa Econômica Federal

27/02/2021 00:00h

Segundo o resultado da carteira de financiamento habitacional do banco em 2020, foram concedidos R$ 509,8 bilhões para pessoas adquirirem imóveis, superando os R$ 465,1 bi financiados em 2019

Baixar áudio

Mesmo em um ano marcado pela retração econômica global causada pela pandemia da Covid-19, a Caixa voltou a superar a marca anterior em termos de concessão de crédito imobiliário. 

Segundo o resultado da carteira de financiamento habitacional do banco em 2020, foram concedidos R$ 509,8 bilhões para pessoas adquirirem imóveis, superando os R$ 465,1 bi financiados em 2019.

Começa prazo de adesão ao Programa de Regularização Fundiária e Melhoria Habitacional

SP: governo federal entrega moradias a famílias de baixa renda em Praia Grande

As contratações de crédito imobiliário com recursos da poupança (SBPE) evoluíram de R$ 26,6 bi para R$ 53,7 bi no ano passado, repetindo o crescimento superior a 100% que já tinha sido registrado entre 2018.

Copiar o texto
10/02/2021 11:10h

O saque pode ser realizado até 30 de junho. Nesta etapa, são disponibilizados R$ 5,9 bilhões em recursos

Baixar áudio

Trabalhadores nascidos no período entre março e junho já podem sacar o abono salarial 2020/2021. A Caixa Econômica Federal pagou nesta terça-feira (9) o benefício do ano-base 2019 para mais de 7,5 milhões de pessoas. Ao todo, são disponibilizados R$ 5,9 bilhões em recursos para esta etapa.

Têm direito ao abono salarial 2020/2021 todos os trabalhadores inscritos no Programa de Integração Social (PIS) há pelo menos cinco anos e que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. O saque pode ser realizado até 30 de junho deste ano.

Os clientes da Caixa recebem o dinheiro na conta do banco, e os que não são clientes têm uma conta poupança digital que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem. Em todo o calendário de pagamentos do abono salarial do PIS 2020/2021, a Caixa disponibilizará R$ 17 bilhões, para 22,2 milhões de trabalhadores.

Copiar o texto
03/02/2021 00:00h

Pela plataforma, o usuário pode dar entrada no pedido de indenização por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas diretamente à Caixa. Também é possível enviar documentos e acompanhar o pedido de indenização.

Baixar áudio

Com o intuito de facilitar o acesso aos serviços que envolvem Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), a Caixa Econômica Federal lançou um aplicativo destinado ao seguro.

Pela plataforma, o usuário pode dar entrada no pedido de indenização por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas diretamente à Caixa. Também é possível enviar documentos e acompanhar o pedido de indenização.

Carnê-Leão poderá ser acessado on-line

Ministério da Agricultura faz parceria com BNDES para concessão florestal em Santa Catarina e Paraná

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente pelos sistemas Android e iOS. Para isso, basta pesquisar “DPVAT CAIXA” nas lojas de aplicativos de cada plataforma. Para que o usuário possa utilizar a ferramenta, é necessário fazer um cadastro no login Caixa. Se a pessoa já tiver cadastro em outros aplicativos da Caixa, como Habitação, FGTS e Caixa Tem, a senha de acesso é a mesma.

Copiar o texto
28/01/2021 11:05h

A previsão é de que 196 mil pessoas recebam o benefício após pedido de contestação e revisão

Baixar áudio

A partir desta quinta-feira (28), a Caixa Econômica Federal começa a pagar R$ 248 milhões de auxílio emergencial para 196 mil pessoas. Esse valor é referente a análises de contestações e revisões decorrentes de atualizações de dados do governo federal. 

A operação foi autorizada pelo Ministério da Cidadania, que reforça que não há calendário de data de nascimento para o resgate. Todos os contemplados receberão as parcelas a que têm direito de uma só vez.

Mais 2,2 milhões de famílias do Bolsa Família passam a ter conta digital na Caixa em janeiro 

Produtores e empreendedores do Pantanal vão contar com R$ 180,5 milhões em linha de crédito

Auxílio emergencial é aprovado para 196 mil pessoas

Os recursos serão depositados na poupança social digital da Caixa e podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem, sacados ou transferidos para outros bancos. 

Para o saque em espécie, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. Esse código deve ser utilizado para a retirada do dinheiro, que pode ser feita nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências.

Copiar o texto
28/01/2021 10:30h

Governo estima que 3,3 milhões de pessoas serão beneficiadas nessa etapa

Baixar áudio

Os beneficiários nascidos em dezembro já podem sacar o auxílio emergencial e o auxílio emergencial extensão. É possível sacar ou transferir os recursos da conta poupança social digital. O governo estima que mais de três milhões de pessoas serão contempladas com essa parcela. 

Foram reservados para esse momento R$ 2,3 bilhões nos ciclos 5 e 6 de pagamentos. Desse total, cerca R$ 2,1 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão. O restante diz respeito às parcelas do auxílio emergencial. 

Auxílio emergencial é aprovado para 196 mil pessoas

Produtores e empreendedores do Pantanal vão contar com R$ 180,5 milhões em linha de crédito

Com isso, o programa de transferência de renda deve ser encerrado. Foram cerca de 68 milhões de brasileiros em situação de vulnerabilidade beneficiados em meio à pandemia do novo coronavírus. O montante total chegou a quase R$ 293 bilhões. 

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou nas agências.

Copiar o texto
Brasil
27/01/2021 09:05h

Pagamento começa a ser feito nessa quinta (28) para quem fez contestação

Baixar áudio

Cerca de 196 mil pessoas vão receber, a partir do dia 28 de janeiro, o auxílio emergencial. O governo federal estima que sejam pagos cerca de R$ 248 milhões com o benefício. 

Entre as pessoas aptas a receber o auxílio, estão 191 mil que contestaram a suspensão do benefício entre os dias 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro do ano passado. Além disso, devem receber também cerca de cinco mil pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados na primeira semana de janeiro de 2021. Essas pessoas receberão todas as parcelas a que têm direito de uma só vez.

Nascidos em novembro já podem sacar auxílio emergencial

Governo divulga calendário anual de pagamentos do Bolsa Família

Insegurança alimentar atinge 12% das famílias do Nordeste

De acordo com levantamento do Ministério da Cidadania, mais de oito mil cidadãos receberão a segunda, terceira, quarta e quinta parcelas do auxílio emergencial, concedido em razão da pandemia. 

Os recursos serão depositados na poupança social digital da Caixa e estarão disponíveis nessa quinta-feira (28) para movimentação por meio do aplicativo Caixa Tem e para saques e transferências para outros bancos.

Copiar o texto
26/01/2021 11:20h

Mais de 3 milhões de pessoas serão beneficiadas com essa parcela

Baixar áudio

Pessoas nascidas em novembro já podem sacar o auxílio emergencial. A Caixa Econômica Federal estima que mais de três milhões de pessoas serão beneficiadas com essa parcela. Os beneficiários poderão sacar ou transferir os recursos da conta poupança social digital. 

O montante para esse público é de R$ 2,2 bilhões. Desse total, cerca R$ 2 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão e o restante, cerca de R$ 200 milhões, é referente às parcelas do auxílio emergencial.

Projeto Balcão Único vai facilitar a abertura de empresas no Brasil

Para realizar o saque em espécie, é necessário fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui. 

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou nas agências bancárias. 

Copiar o texto
26/01/2021 11:10h

Até março, todos os que recebem o benefício terão uma conta social digital da Caixa Econômica Federal

Baixar áudio

Mais 2,2 milhões de famílias receberão os recursos do Bolsa Família pelos serviços da Conta Poupança Social Digital neste mês. Desde dezembro de 2020 está ocorrendo, de forma gradativa, o cadastramento de mais de nove milhões de beneficiários do programa no sistema bancário.

Antes, nenhum deles tinha conta em instituições do sistema financeiro. Até março, todos os que recebem o benefício terão uma conta social digital da Caixa Econômica Federal. Na primeira etapa do cadastramento, em dezembro de 2020, foram abertas 1,5 milhão de contas sociais, para quem possuía NIS com final 9 e 0, seguindo a data de crédito regular do programa. 

Governo divulga calendário anual de pagamentos do Bolsa Família

Revisões do Cadastro Único e cancelamentos do Bolsa Família foram suspensos por mais 90 dias

A abertura das contas digitais ocorre de forma automática pela Caixa, sem que o beneficiário precise levar documento às agências. As informações sobre os benefícios das famílias podem ser acessadas nos aplicativos Bolsa Família e Caixa Tem. 

Copiar o texto
20/01/2021 11:20h

Ao todo, cerca de 3,5 milhões de pessoas poderão retirar o dinheiro

Baixar áudio

Aproximadamente 3,5 milhões de beneficiários do auxílio emergencial que nasceram em setembro poderão sacar a última parcela do benefício a partir desta quarta-feira (20). O saque contempla pessoas não inscritas no Bolsa Família.

Esses beneficiários já tinham recebido os dois últimos depósitos do auxílio no aplicativo Caixa Tem entre 6 e 21 de dezembro, que estavam restritos a algumas transações, como pagamento de boletos. 

Hortas comunitárias podem auxiliar no consumo de alimentos mais saudáveis

Nascidos em outubro poderão sacar os recursos em 22 de janeiro. Já os nascidos em novembro poderão realizar os saques em 25 de janeiro e quem nasceu em dezembro, em 27 de janeiro. 

Copiar o texto
19/01/2021 10:30h

Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro receberam o abono salarial do PIS em 2020

Baixar áudio

Quase 3,5 milhões de trabalhadores que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro começam a receber, nesta terça-feira (19), o total de R$ 2,75 bilhões referentes ao abono salarial do calendário 2020/2021 – ano-base 2019.

O dinheiro será disponibilizado pela Caixa Econômica Federal e destinado à conta corrente informada ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial, no caso de pessoas que não são clientes do banco.

Novos prefeitos devem atualizar o Suas para evitar perda de recursos

Bolsonaro sanciona lei do Programa Casa Verde e Amarela

Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro receberam o abono salarial do PIS em 2020. Os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque ainda este ano. Os servidores públicos com final de inscrição do Pasep entre 0 e 4 também receberam no ano passado.

 

Copiar o texto