Pernambuco

30/09/2022 18:23h

Recursos serão destinados à complementação da Estação de Tratamento de Esgoto Minerva, que vai atender as cidades de Olinda e Recife

Baixar áudio

O estado de Pernambuco vai receber mais de R$ 785 mil para a continuidade de obras de saneamento básico. Os recursos serão destinados à complementação da Estação de Tratamento de Esgoto Minerva, que vai atender as cidades de Olinda e Recife.

No total, sete cidades brasileiras vão receber, juntas, mais de R$ 4,5 milhões para a continuidade de obras de saneamento básico. São empreendimentos de abastecimento de água, esgotamento sanitário, saneamento integrado e manejo de águas pluviais.

Os recursos serão destinados a municípios dos estados do Ceará, Espírito Santo, Pernambuco, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.

Copiar o texto
Desenvolvimento Regional
21/09/2022 16:15h

Equipe da Pasta esteve nas estações de bombeamento I, II e II e no Canal da Aproximação. Estruturas fazem parte do Eixo Norte da transposição

Baixar áudio

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, participou, nesta terça-feira (20), de visitas técnicas a estruturas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco no estado de Pernambuco. Uma equipe da Pasta esteve nas estações de bombeamento (EBI) I, II e III e no Canal da Aproximação, nos municípios de Cabrobó e Salgueiro.

"Esta água vai mudar a realidade de um povo castigado historicamente por uma condição climática de que eles não são culpados. O acesso à água vai empurrar o Nordeste brasileiro, o povo do semiárido, vai possibilitar o desenvolvimento da região", ressaltou o ministro Daniel Ferreira.

As estações de bombeamento são estruturas responsáveis por elevar a água de um terreno mais baixo para outro mais alto. Juntas, as três EBIs têm capacidade para impulsionar a água 188 metros acima do nível do São Francisco - altura que pode ser comparada a um prédio de 58 andares. O investimento nas três estruturas foi R$ 300 milhões.

Já o Canal da Aproximação tem 2.080 metros de extensão e pode armazenar até 25 milhões de metros cúbicos de água. A estrutura leva água aos estados beneficiados pelo Eixo Norte da transposição (Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte), tanto para consumo humano quanto para produção agrícola.

“Aqui a gente vê o canal do Eixo Norte seguindo para o Ceará, passando pela Paraíba e chegando ao Rio Grande do Norte. Esta estação, a EBI-3, tem capacidade de bombear 24 mil litros de água por segundo, que representam 24 mil litros de esperança e dignidade para o sertanejo”, afirmou o ministro do Desenvolvimento Regional.

Copiar o texto
15/09/2022 03:30h

Tecnologia que vai levar mais velocidade de navegação ao usuário comum também pode revolucionar o setor produtivo. Em Recife, a indústria, que rende mais de R$ 33 bilhões por ano, pode ser ainda mais produtiva

Baixar áudio

O sinal 5G foi liberado em Recife (PE) no último dia 5 e a tecnologia promete mais velocidade de navegação ao usuário comum. Mas é no setor produtivo que a nova tecnologia de internet móvel pode promover uma revolução. Com maior tráfego de dados, menor tempo de resposta entre envio e recebimento de comandos e a possibilidade de várias conexões em uma mesma rede, o setor produtivo do estado pode se automatizar, inserir novos maquinários e tecnologias, e otimizar os processos para gastar menos e gerar mais. 

Segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o PIB industrial de Pernambuco em 2019 foi de R$ 33,4 bilhões, o que equivale a 2,4% de toda a indústria nacional e o décimo maior PIB do país. O setor, que em 2020 superou 12 mil empresas, também gera mais de 273 mil empregos, com destaque para construção, serviços industriais de utilidade pública – que deve sofrer forte evolução graças ao processo de universalização do saneamento básico – e alimentos. 

Com o 5G, a tendência é que vários processos automatizados levem a uma maior economia e organização. E isso só é possível porque estima-se que a nova internet suporte aproximadamente a conexão simultânea de um milhão de dispositivos por quilômetro quadrado, o que leva à evolução da Internet das Coisas (IoT), em que máquina “conversa” com máquina para produzir uma análise mais rápida de dados.

Considerado o pilar da indústria 4.0, o 5G permitirá também que a Inteligência Artificial faça ajustes de forma contínua para que a produção se mantenha sempre de acordo com a demanda, ou ainda monitoramento 24 horas por dia e otimização de desempenho e segurança. Homero Salum, diretor de Engenharia da TIM Brasil, diz que a internet de quinta geração vai impactar não só a rotina do dia a dia do pernambucano, como também revolucionar diversos setores no estado.

“Com conexões melhores e mais rápidas, o 5G é capaz de conectar máquinas, objetos, coisas e pessoas. Por isso, é chamada a tecnologia do futuro. Essas características vão impactar o Brasil em inúmeros segmentos da indústria, do setor de serviços, do agronegócio e até mesmo as rotinas das pessoas dentro das casas”, aponta Salum. “Na indústria, que vai gerar máquinas e equipamentos para toda essa conectividade, o impacto será revolucionário.”

Luciano Stutz, presidente da Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel), revela que o 5G vai impactar tanto as micro e pequenas empresas quanto as de maior porte. Para a grande indústria, a maior novidade será a possibilidade de criar redes privadas com a tecnologia, o que vai otimizar ainda mais os processos e ganhos. Ele ressalta, no entanto, que todo e qualquer produtor que tenha acesso vai começar a se beneficiar a partir de agora.

“O empresário que está incrustado dentro da cidade e que faz também o processo fabril, ou o pequeno agricultor que está na borda e pode se cobrir com esse 5G, ou um microempreendedor pode, sim, ter seus processos produtivos melhorados. Você vai ter uma indústria que vai trabalhar com 5G, esse já vai poder operar um equipamento à distância, seja um drone, um semeador, seja uma máquina agrícola, se ele já tiver acesso ao 5G. Aquelas indústrias que se prevalecem de meios mecânicos, automatizados para fazerem seu processo produtivo, se aproveitam do 5G na medida em que estão presentes”, destaca Stutz.

5G vai permitir que máquinas agrícolas “conversem entre si”

Tecnologia 5G pode agregar US$ 1,2 trilhão ao PIB até 2035

O 5G que está sendo instalado nas capitais está presente principalmente na área central. No caso de Recife, segundo as regras do edital, as empresas Claro, Tim e Vivo devem ativar, pelo menos, 63 estações de 5G. Neste início, são 29 bairros atendidos com a nova tecnologia: Aflitos, Boa Viagem, Boa Vista, Casa Amarela, Derby, Espinheiro, Graças, Ilha do Leite, Ilha do Retiro, Jaqueira, Madalena, Paissandú, Parnamirim, Pina, Santana, Tamarineira, Torre, Alto Santa Terezinha, Apipucos, Casa Forte, Macaxeira, Morro da Conceição, Soledade, Torrões, Várzea, Zumbi, Santo Antônio e São José.

Em Recife, as micro e pequenas empresas são responsáveis por 94,1% do total de indústrias do estado. Somente em 2021, segundo a CNI, a indústria local exportou US$ 1,8 bilhão – o 14º maior volume no país. O setor é o responsável por mais de 86% de todas as exportações efetuadas por Pernambuco.

Recife recebeu o 5G no mesmo dia em que Natal (RN) e Fortaleza (CE). A tecnologia também está presente em Belo Horizonte (MG); Curitiba (PR); Florianópolis (SC); Goiânia (GO); João Pessoa (PB); Palmas (TO); Porto Alegre (RS); Rio de Janeiro (RJ); Salvador (BA); São Paulo (SP) e Vitória (ES), além de Brasília (DF).

O cronograma inicial de ativação do 5G no Brasil previa que o sinal inicial estivesse disponível em todo o país já no fim de setembro, mas a Anatel prorrogou o prazo por até dois meses, devido a um atraso na importação de equipamentos para a limpeza da faixa onde transita a tecnologia. Com isso, nas outras 12 capitais onde o serviço ainda não está disponível, as companhias terão até 27 de novembro para ligar as estações e passar a oferecer o sinal de quinta geração.
 

Copiar o texto
14/09/2022 03:15h

Pais e responsáveis da cidade de Recife, aproveitem a mobilização nas unidades de saúde do SUS para atualizar a caderneta de vacinas de seus filhos e protegê-los de doenças graves

Baixar áudio

As unidades de saúde do SUS de todo o País já aplicaram mais de 3,6 milhões de doses da vacina contra a paralisia infantil, desde o começo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação, iniciada no último dia 8 de agosto.

No Recife, são mais 21 mil doses aplicadas contra a pólio. O dado preliminar é do painel montado pelo Ministério da Saúde, com base nas notificações feitas em tempo real por estados e municípios.

O público-alvo é de cerca de 74 mil bebês e crianças menores de cinco anos. De acordo com a prefeitura da cidade, somente no Dia D, ocorrido no último dia 20, foram aplicadas mais 8 mil doses contra a poliomielite.

A Alcilene mora na cidade e é mãe. Ela mantém a caderneta vacinação dos filhos sempre atualizada. “Diria para os pais que temos a responsabilidade de proteger e cuidar dos nossos filhos. Então, não deixem de vacinar, porque quando vacinamos nossos filhos, nós os protegemos de várias doenças e cuidamos com amor. A vacinação é muito importante.”

O objetivo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é vacinar 95% da população menor de cinco anos de idade. Além de reduzir o número de crianças e adolescentes menores de 15 anos que estão com vacinas atrasadas, com a Campanha da Multivacinação.
A infectologista Joana D’arc alerta: o Brasil apresenta redução nas coberturas vacinais, o que pode ser um risco para a população.

“Essa campanha é importante porque a gente tem tido uma redução muito grande do número de pessoas vacinadas no Brasil e isso faz com que a gente tenha risco de reintrodução de doenças, podendo ter surtos e epidemias de doenças já controladas. Vacinar é um gesto de amor porque a gente tem a certeza de que nossos filhos vão estar protegidos.”

CADERNETA DE VACINAÇÃO: Pais devem manter documento atualizado

POLIOMIELITE: Entenda os riscos de não vacinar as crianças

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação vai até o dia 30 de setembro nas unidades básicas. Para as crianças e adolescentes estão disponíveis as vacinas BCG; hepatite A, hepatite B; penta; pneumocócica 10-valente; pneumocócica 23-valente; poliomielite inativada (VIP) e poliomielite oral (VOP); rotavírus humano; meningocócica C (conjugada), meningocócica ACWY (conjugada); febre amarela; tríplice viral; tetraviral; tríplice bacteriana (DTP); dupla adulto (dT); varicela e HPV quadrivalente. 

No Recife, a mobilização acontece nas mais de 150 salas de vacina, que funcionam de segunda a sexta-feira, das oito horas da manhã às quatro da tarde. A atualização da caderneta vacinal aumenta a proteção das crianças e adolescentes contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos, hospitalizações e óbitos. Todos os imunizantes são seguros e estão registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa.

Saiba mais:

Copiar o texto
13/09/2022 03:00h

Pais e responsáveis de Pernambuco podem aproveitar a mobilização nas unidades de saúde do SUS para atualizar a caderneta de vacinas de seus filhos e protegê-los de doenças graves

Baixar áudio

Os pais e responsáveis por bebês, crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade devem ficar atentos: a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação deste ano já começou. Em Pernambuco, a mobilização envolve as mais de 2,4 mil unidades de saúde do SUS espalhadas pelos municípios do estado. São 18 vacinas do Calendário Nacional de Vacinação, do Programa Nacional de Imunizações, que previnem doenças como a Poliomielite, Sarampo, Rubéola, Caxumba, entre outras. 

A intenção é ampliar as coberturas vacinais das crianças e adolescentes. Em 2022, a cobertura vacinal da poliomielite, por exemplo, está em 51%, no estado. Já a cobertura da primeira dose da Tríplice Viral é de 58,2%. Dados parciais Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações.

A infectologista Ethel reforça: é fundamental ter altas coberturas vacinais para o controle das doenças imunopreveníveis. 

“O que significa atingirmos um percentual grande da população para faixa etária indicada para cada vacina. Em geral, a meta de vacinação está entre 90 e 95% do público-alvo a ser vacinado.”

O foco da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é de vacinar 95% da população menor de cinco anos de idade. Além de reduzir o número de crianças e adolescentes menores de 15 anos, não vacinadas, que estão com vacinas atrasadas, com a Campanha de Multivacinação.

Ministério da Saúde realiza Dia D da Multivacinação com foco na poliomielite

POLIOMIELITE: Campanha nacional pretende vacinar 95% das crianças menores de 5 anos

Exemplo a ser seguido, o filho da agricultora Maria das Dores já tem 15 anos e está com a caderneta de vacinação em dia. A moradora de Araripina faz um pedido ao pais e responsáveis: “Considero importante vacinar meu filho, porque vai ajudar a prevenir vários tipos de doenças. Vacinem seus filhos! Não fiquem com receio, porque a vacina foi estudada para ajudar a prevenir contra vários tipos de doenças.”

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação vai até o dia 30 de setembro nas unidades básicas de saúde. Para as crianças e adolescentes estão disponíveis as vacinas BCG; hepatite A, hepatite B; penta; pneumocócica 10-valente; pneumocócica 23-valente; poliomielite inativada(VIP) e poliomielite oral(VOP); rotavírus humano; meningocócica C (conjugada), meningocócica ACWY (conjugada); febre amarela; tríplice viral; tetraviral; tríplice bacteriana (DTP); dupla adulto (dT); varicela e HPV quadrivalente. 

A atualização da caderneta vacinal aumenta a proteção das crianças e adolescentes contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos, hospitalizações e óbitos. Todos os imunizantes são seguros e estão registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa.

Saiba mais:

Copiar o texto
12/09/2022 04:00h

A meta da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite é vacinar 95% das crianças de um a quatro anos no estado. Para a Multivacinação a meta é atualizar a caderneta de vacinas de seus filhos e protegê-los de doenças graves. Pais e responsáveis de Jaboatão dos Guararapes, aproveitem a mobilização nas unidades de saúde do SUS para atualizar a caderneta de vacinas de seus filhos e protegê-los de doenças graves.

Baixar áudio

As unidades de saúde do SUS de todo o País já aplicaram mais de 4,6 milhões de doses da vacina contra a paralisia infantil, desde o começo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação, iniciada no último dia 8 de agosto.

Em Jaboatão dos Guararapes, são mais de 12,9 mil doses aplicadas. O dado preliminar é do painel disponibilizado pelo Ministério da Saúde, com base nas notificações feitas em tempo real por estados e municípios.

O público-alvo da vacinação contra a pólio no município é de 35 mil bebês e crianças menores de cinco anos.

O objetivo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é vacinar 95% da população menor de cinco anos de idade. Além de reduzir o número de crianças e adolescentes menores de 15 anos que estão com vacinas atrasadas, com a Campanha da Multivacinação.
As coberturas vacinais estão abaixo do recomendado em todo país, e para a Dra. Joana D’arc Gonçalves da Silva, isso representa um risco para a população.

“Essa campanha é importante porque a gente tem tido uma redução muito grande do número de pessoas vacinadas no Brasil e isso faz com que a gente tenha risco de reintrodução de doenças, podendo ter surtos e epidemias de doenças já controladas. Vacinar é um gesto de amor porque a gente tem a certeza de que nossos filhos vão estar protegidos. ”

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação vai até o dia 30 de setembro nas unidades básicas. Para as crianças e adolescentes estão disponíveis as vacinas BCG; hepatite A, hepatite B; penta; pneumocócica 10-valente; pneumocócica 23-valente; poliomielite inativada (VIP) e poliomielite oral (VOP); rotavírus humano; meningocócica C (conjugada), meningocócica ACWY (conjugada); febre amarela; tríplice viral; tetraviral; tríplice bacteriana (DTP); dupla adulto (dT); varicela e HPV quadrivalente.

Em Jaboatão dos Guararapes, a mobilização acontece em 75 salas de vacinação da rede municipal, de segunda a sexta-feira, das oito da manhã até quatro da tarde.

A vacinação aumenta a proteção das crianças e adolescentes contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos, hospitalizações e óbitos. Todos os imunizantes são seguros e estão registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa.

Saiba mais:

Sobre o Calendário Nacional de Vacinação.
Sobre o Número de crianças vacinadas durante as Campanhas Nacionais contra a Poliomielite e Multivacinação.

Copiar o texto
Brasil
10/09/2022 18:00h

Obras devem trazer mais segurança para os motoristas locais

Baixar áudio

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou, neste sábado (10), que concluiu a construção de dois viadutos de 19 metros cada, na BR-101/PE, que passa pelo município de Escada. O DNIT também liberou um retorno entre as pistas locais em desnível, ou seja, por baixo da rodovia, chamado de Passagem Inferior (PI). 

Os viadutos estão no mesmo ponto. Segundo o DNIT, uma estrutura é voltada para a pista reformada e a outra para a pista duplicada. A obra fica no trecho entre os quilômetros 126 e 127 da BR-101 e custou, aproximadamente, R$ 7 milhões.  

O DNIT afirma que antes dos viadutos que viabilizaram a Passagem Inferior do município, não existia passagem da pista local de um lado para o outro da rodovia. Dessa forma, os motoristas precisavam sair da pista local, acessar a via principal e andar por toda a área urbana de Escada até chegar ao primeiro retorno, que fica fora do perímetro urbano. Só assim passavam para a pista principal do outro lado, retornando por ela, até entrar na pista local desejada. 

Como os retornos entre as pistas restaurada e duplicada da BR-101 ficavam longe um do outro, a população se arriscava ao acessar e fazer retornos indevidos entre as pistas. A construção dos viadutos e da PI criou a possibilidade de realizar o retorno e a passagem de um lado para o outro da cidade sem a necessidade de entrar na rodovia. 

Infraestrutura: para especialistas, expectativa de investimentos para a próxima década é expressiva

Infraestrutura: Brasil estimula investimentos privados para diversificar e modernizar a matriz de transportes

Especialistas destacam que a indústria é fundamental impulsionar o crescimento econômico sustentado do país

Copiar o texto
Desenvolvimento Regional
09/08/2022 15:45h

Recursos serão repassados aos municípios de Barreiros, Quipapá, Cortês e Primavera

Baixar áudio

Quatro cidades pernambucanas atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 1,6 milhão para ações de defesa civil. As portarias com as liberações dos recursos foram publicadas na edição desta terça-feira (9) do Diário Oficial da União (DOU).

O maior repasse – de mais de R$ 1,1 milhão – será para a cidade de Barreiras. Os recursos serão destinados para a compra de cestas básicas e ajuda humanitária.

O município de Cortês terá R$ R$ 374 mil para obras de restabelecimento de ponte.

Outras duas cidades pernambucanas também foram atingidas por chuvas intensas. Quipapá terá R$ 122 mil para a compra de cestas básicas, galões de água e kits de limpeza, e higiene.

Já Primavera contará com R$ 27,5 mil para a compra de cestas básicas, colchões, kits de limpeza, higiene e dormitório, galões de água, além de auxílio aluguel.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
03/08/2022 15:47h

As fortes chuvas devem atingir a região ao longo desta quarta (3) e manhã desta quinta-feira (4). Os estados de Alagoas e Pernambuco devem ser os mais afetados

Baixar áudio

A Defesa Civil Nacional alerta para a previsão de chuvas intensas na região Nordeste ao longo desta quarta (3) e manhã de quinta-feira (4). Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os estados de Alagoas e Pernambuco devem ser os mais afetados.

De acordo com o Inmet, os acumulados de chuvas podem ser superiores a 60 milímetros por hora ou 100 milímetros por dia. Com isso, há risco elevado de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios.

Diante da previsão, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa e já comunicou as defesas civis estaduais do risco.

O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, pede para que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção. “Quem mora em região com risco de inundação, precisa ficar atento a qualquer sinal de avanço da água, inclusive, dos rios. Já quem mora em locais com risco de deslizamentos, precisa verificar o aparecimento de trincas nas paredes e tomar cuidado com qualquer movimentação do terreno. Diante de qualquer indício é preciso sair da residência imediatamente e procurar um local seguro”, observou.

Oito cidades atingidas por desastres receberão mais de R$ 3,4 milhões para ações de defesa civil

Três cidades mineiras atingidas por desastres receberão mais de R$ 1,2 milhão para ações de defesa civil

Alertas

A Defesa Civil Nacional orienta os moradores das regiões de risco a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS, com o CEP do local onde mora, para o número 40199. Em caso de desastre, a população receberá um aviso. Outra recomendação é ficar atento aos alertas publicados no Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_).

Copiar o texto
03/08/2022 15:08h

Recursos serão repassados aos municípios de Jaqueira, Pombos e Passira

Baixar áudio

Três cidades de Pernambuco atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 1 milhão para ações de defesa civil. As portarias com as liberações dos recursos foram publicadas na edição desta quarta-feira (3) do Diário Oficial da União (DOU).

O município de Jaqueira receberá mais de R$ 517 mil para a compra de cestas básicas, colchões, galões de água e kits de higiene. Pombos terá R$ 407 mil para a compra de cestas básicas e kits de limpeza, higiene e dormitório. Ambos os municípios foram afetados por chuvas intensas.

Já Passira, atingida por enxurradas, contará com mais de R$ 98 mil para o restabelecimento da trafegabilidade.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Defesa Civil Nacional reconhece situação de emergência em Iranduba, no Amazonas

Governo Federal apresenta diagnóstico sobre gestão técnica de esgoto no Brasil

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
Brasil 61