;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Cursos

22/04/2021 11:00h

Formação “BNCC na Prática” engloba dois cursos gratuitos: “Como Planejar as aulas de Educação Física” e “do Currículo à sala de aula”

Baixar áudio

O Ministério da Educação (MEC) abriu inscrições para uma formação on-line e gratuita sobre como aplicar a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nas aulas de Educação Física. As atividades são voltadas para professores, coordenadores pedagógicos e gestores da área da educação.

A formação “BNCC na Prática” engloba dois cursos: “Como Planejar as aulas de Educação Física” e “do Currículo à sala de aula”. Ambos são de carga horária de 20 horas e certificados pelo Programa Impulsiona e pelo Instituto Singularidades.

O primeiro curso conta com quatro módulos com videoaulas, fóruns de discussão e sugestões de atividades. O segundo oferece três módulos, que contemplam os ensinos infantil, fundamental e médio. 

O material das atividades foi elaborado por um grupo de especialistas da área, que pensaram em soluções para traduzir para a prática as 600 páginas da BNCC. As inscrições devem ser realizadas por meio do site do Impulsiona

Copiar o texto
20/04/2021 15:00h

Cursos de qualificação profissional fazem parte do Programa Educar para Trabalhar e das políticas públicas voltadas para fortalecer a aprendizagem dos estudantes de ensino público

Baixar áudio

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia lançou o Programa Educar para Trabalhar, que oferta, inicialmente, 200 mil vagas de cursos profissionais para estudantes e egressos do sistema público. A iniciativa tem como objetivo fortalecer a aprendizagem dos estudantes.

A pasta pretende ampliar a oferta da Educação Profissional Técnica de nível médio com as atividades, para assegurar a jovens e adultos a Formação Inicial Continuada (FIC). 

“Desafios da educação na pandemia vão perdurar por anos”, alerta Vitor de Angelo

Olimpíada de Língua Portuguesa tem inscrições abertas até o dia 30 de abril

Programa Qualifica Mais reabre inscrições para processo seletivo

O Programa Educar para Trabalhar foi instituído por meio do Decreto 20.401, publicado na edição extra do Diário Oficial do último domingo (18). O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, ainda irá fixar a identificação dos cursos ofertados, eixos tecnológicos, número total de vagas ofertadas e mais detalhes.

O decreto também estabelece que os cursos do programa poderão ter aproveitamento de estudo ou convalidação de componente curricular do Ensino Médio.

Copiar o texto
19/04/2021 12:30h

Inscrições vão até 20 de junho pelo Portal Capacitação Cidadania

Baixar áudio

O Ministério da Cidadania lançou um curso online de Estatística Básica para Políticas Públicas. A capacitação tem carga horaria de 36 horas, com uma linguagem autoinstrucional, ou seja, não necessita de instrutor. O objetivo é apresentar conteúdos básicos de estatística – ferramenta fundamental para o trabalho com políticas públicas, no processo de tomada de decisão e na construção e compreensão de indicadores.

Apesar de o curso ser voltado para gestores e técnicos federais, estaduais e municipais, é aberto gratuitamente a qualquer um interessado no tema. As inscrições podem ser realizadas até 20 de junho no Portal Capacitação Cidadania.

As aulas estão divididas em quatro módulos: Apresentação; Conhecendo os Dados; Distribuição de Frequências e suas Representações; Medidas de Posição, Dispersão e Probabilidade. Para receber o certificado é necessário concluir a capacitação até o dia 30 de junho, realizar o teste final e obter desempenho mínimo de 60%, além da Avaliação de Reação. 

Governo federal vai lançar plataforma unificada para venda de imóveis públicos

Repasse do Programa Previne Brasil é prorrogado pelo Ministério da Saúde

O curso foi elaborado pelo Departamento de Formação e Disseminação e pelo Departamento de Avaliação da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação, em parceria com a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). 

O Portal EaD do Ministério da Cidadania oferece atualmente 32 cursos e tutorias em temas como Primeira Infância, Assistência Social, Programa Bolsa Família, entre outros. São abertas novas turmas para todos os cursos a cada dois meses.

Copiar o texto
07/04/2021 10:45h

Conteúdo também apresenta boas práticas para as grávidas se protegerem do coronavírus

Baixar áudio

O Ministério da Saúde, em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), lançou uma série de videoaulas para qualificar profissionais de saúde que atuam como puérperas e na assistência a gestantes, no contexto da pandemia da Covid-19. Os vídeos também apresentam boas práticas para as pacientes grávidas se protegerem do coronavírus.

As videoaulas foram organizadas em 15 vídeos e abordam os seguintes temas: formas de transmissão, prevenção e uso de EPI; fatores de risco e critérios de gravidade da grávida com Covid-19; diagnóstico laboratorial da Covid-19; telemedicina na assistência à gestante e puérpera em época de pandemia por Covid-19; assistência pré-natal em época de pandemia pela Covid-19; manejo das pacientes com Covid-19 em ambiente hospitalar; manejo e tratamento farmacológico do gestante com Covid-19; manejo de pacientes graves, ventilação invasiva e não invasiva; e vigilância do bem-estar fetal na gestante com Covid-19.

Dia Mundial da Saúde: profissionais da área pedem socorro

Câmara aprova PL que amplia doenças detectadas pelo teste do pezinho

A capacitação foi planejada com base no Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera.

Todas as videoaulas estão disponíveis no canal da Secretaria de Atenção Primária à Saúde no Youtube.

Copiar o texto
05/04/2021 16:00h

Virtual, gratuito e com carga horária de 16 horas, curso é indicado aos gestores públicos e empreendedores do turismo

Baixar áudio

A Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo (Setur) abriu inscrições para um curso de planejamento em situações de crise. Virtual, gratuito e com carga horária de 16 horas, o curso é indicado aos gestores públicos e empreendedores do turismo.
 
Interessados devem realizar a inscrição até 8 de abril, data do início das aulas. São 200 vagas na turma inicial e a conclusão da formação leva 30 dias. A ideia da pasta é oferecer suporte a vereadores, deputados, prefeitos, secretários municipais e diretores de turismo. 
 
As atividades também são abertas aos empresários e membros dos conselhos dos municípios paulistas afetados pela crise da Covid-19. O conteúdo do curso foi planejado pela Fundação Instituto de Administração (FIA-USP), em parceria com a Setur. 
 
As aulas vão abordar temas como medidas de contenção, erros de gerenciamento, Planejamento Estratégico Situacional, desafios impostos pela crise e planos de contingências.
 

Copiar o texto
05/04/2021 00:00h

Iniciativa é uma parceria entre UNICEF, Unaids e Cedaps

Baixar áudio

Jovens de todo o Brasil podem participar do curso online e gratuito HIV+Covid-19 – Prevenção em tempo de pandemia para adolescentes e jovens. A iniciativa é uma parceria entre o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Centro de Promoção da Saúde (Cedaps) e o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids).

Através da plataforma digital, os jovens podem se inscrever e já iniciar o curso, que ficará disponível por seis meses. A duração média é de três a quatro horas para conclusão e, ao final, será emitido um certificado de participação.

O curso é totalmente autoinstrucional, ou seja, o aluno pode acompanhar o conteúdo sem a necessidade de um tutor e pode estudar de acordo com seu próprio ritmo de aprendizagem e disponibilidade de tempo.

Arte - Unicef

A chefe da área de Saúde e HIV/Aids do UNICEF no Brasil, Cristina Albuquerque, destaca como é importante, em tempos de pandemia, os adolescentes e jovens terem acesso a informações confiáveis sobre prevenção do HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis.

Minuto Unicef: como limpar e desinfectar corretamente o ambiente escolar?

SUS vai oferecer teste rápido de tuberculose para pessoas com HIV/AIDS

A produção do curso contou com apoio e curadoria de 23 adolescentes e jovens; contribuição de profissionais e ativistas; além de estudos de caso e análise participativa de materiais informativos e educativos sobre o tema.

Copiar o texto
03/04/2021 00:00h

O curso também prevê a realização de fóruns de discussão e resolução de exercícios, estudos de casos e atividades práticas feitas no âmbito do serviço – chamadas de trabalhos de campo

Baixar áudio

Os profissionais de saúde de diversas áreas poderão se inscrever no Curso de Especialização em Epidemiologia de Campo (EpiSUS Intermediário) entre os dias 5 e 21 de abril. A capacitação tem carga horária de 564 horas, com conteúdo dividido em oito módulos, sendo seis deles à distância e os outros dois em formato presencial – caso a situação epidemiológica da covid-19 permita. As aulas iniciam em 3 de maio, com duração total de nove meses, incluindo o trabalho final de conclusão.

Escala Brasil Transparente avalia cumprimento da Lei de Acesso à Informação entre estados e municípios

Auxílio Emergencial: governo anuncia pagamento do benefício já na próxima semana

O curso também prevê a realização de fóruns de discussão e resolução de exercícios, estudos de casos e atividades práticas feitas no âmbito do serviço – chamadas de trabalhos de campo. A tutoria terá duração de dez horas semanais a cada cinco estudantes, com ao menos duas horas por semana em encontros simultâneos, em horário comercial.

O Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde – EpiSUS foi criado em 2000, no âmbito federal das ações de vigilância em saúde. O objetivo é fortalecer a capacidade nacional de resposta às emergências em saúde pública, com a colaboração do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. As inscrições devem ser realizadas pelo link ead.efg.fiocruz.br/inscricao/77.

Copiar o texto
Educação
03/04/2021 00:00h

Ao todo, são 90 vagas para o curso que visa incentivar os jovens a aprenderem a lidar consigo mesmos, com os outros e com os desafios da vida.

Baixar áudio

Lançado pela Secretaria Especial da Juventude Carioca, o Emprega JUV, é um programa que trata de empregabilidade e capacitação para adolescentes e jovens com idade entre 14 a 29 anos. A ação está conectada à iniciativa Um Milhão de Oportunidades (1MiO) - plataforma que tem o objetivo de beneficiar jovens, com foco nos que estão em situação de vulnerabilidade.

Ao todo, são 90 vagas para o curso que visa incentivar os jovens a aprenderem a lidar consigo mesmos, com os outros e com os desafios da vida. Com isso, o intuito é que os participantes possam ter acesso a melhores oportunidades no mercado de trabalho.

“O grande impacto dessa pandemia na questão econômica está nas micro e pequenas empresas”, afirma o deputado Alexis Fonteyne

Hospital Universitário de Sergipe tem cirurgia pioneira para tratar perda de olfato causada pela Covid-19

As inscrições podem ser feitas em um link disponível no site da Secretaria Especial da Juventude Carioca. Essa é a primeira ação do Emprega JUV, que vai auxiliar a juventude da cidade na busca de uma oportunidade de trabalho e ajudar empresas a atender a Lei da Aprendizagem.

O programa vai promover a inclusão profissional de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio de orientação profissional, oferta de oportunidade de qualificação e inserção no mercado de trabalho.
 

Copiar o texto
29/03/2021 17:30h

Os cursos estão divididos entre diversos estados nas modalidades presencial, semipresencial e à distância

Baixar áudio

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) está oferecendo mais de 20 mil vagas para cursos por diversos estados do país, nas modalidades presencial, semipresencial e à distância (on-line). Além disso, mais de seis mil dessas oportunidades são de cursos gratuitos.

Cemitérios estimam aumento de até 60% de enterros com agravamento da pandemia

Sebrae fornece orientações para retomada econômica no setor de transporte

O SENAI do Distrito Federal, por exemplo, está com cerca de 6 mil vagas abertas para cursos gratuitos de qualificação profissional e de aperfeiçoamento, além do curso técnico em Segurança do Trabalho. São 2.268 vagas do Programa SENAI de Gratuidade Regimental e outras 3.904 do DF Inova Tech. Para se inscrever, é necessário preencher o formulário no site do SENAI/DF.

Outro estado que oferece muitas oportunidades é o SENAI de Tocantins, com mais de 21 turmas. São mais de 700 vagas em cursos como o de Eletricista Residencial, Almoxarife, Operador de Computador, Pintor de Obras Imobiliárias, Supervisor Inovador, Auxiliar de Recursos Humanos, entre outras opções on-line, presenciais e semipresenciais distribuídas nas unidades do Tocantins. Para acessar todas as vagas disponíveis pelo SENAI, basta acessar https://noticias.portaldaindustria.com.br/

Copiar o texto
29/03/2021 10:40h

Capacitação está marcada para os dias 30 e 31 de março, nos municípios mais vulneráveis à situação de risco

Baixar áudio

Defesa Civil de Rondônia promove, nos dias 30 e 31 de março, treinamentos para situações de riscos e desastres que envolvam alagamentos, enchentes e inundações. A capacitação ocorrerá nos municípios mais vulneráveis como Ariquemes, Buritis, Chupinguaia, Cabixi, Costa Marques, Cacoal, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Machadinho d’Oeste, Monte Negro, Nova Mamoré, Pimenta Bueno, Pimenteiras do Oeste, Rolim de Moura e Vilhena.

Segundo a Comissão de Defesa Civil do Estado (Cedec), Guajará-Mirim e Nova Mamoré, por exemplo, estão na faixa de fronteira com a Bolívia, e geralmente são tomados pelas águas, quando ocorre o aumento do nível do rio Mamoré e seus afluentes.

O que será ensinado

- Roteiro para que o Poder Executivo Municipal crie e efetive a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil;

- Orientação para ação tanto no período de normalidade, quanto no período de anormalidade;

- Capacitação dos entres municipais para utilização do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres;

- Medidas práticas nos processos de reconhecimento federal e solicitação de recursos para resposta e reconstrução;

- Treinamento de agentes de Defesa Civil Municipais, quanto aos procedimentos de situação emergência e/ou estado de calamidade pública.

AC: Governo federal auxilia municípios a enfrentar efeitos das enchentes

MDR publica portaria com Norma de Defesa Civil

Segundo a Cedec, todo integrante da Defesa Civil, voluntário ou não, deve participar do treinamento para ações de prevenção, preparação, socorro e assistência às populações atingidas e reconstrução de moradias. 

Copiar o texto