Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Turismo

18/01/2021 00:00h

Intitulado de MTUR Explica, o documento ilustra de forma simples e visual como se cadastrar no Cadastur

Baixar áudio

O Ministério do Turismo elaborou uma cartilha digital contendo informações sobre os principais programas ofertados pela pasta e seus benefícios, para facilitar o acesso e entendimento dos prestadores de serviços turísticos.

Intitulado de MTUR Explica, o documento ilustra de forma simples e visual como se cadastrar no Cadastur, como obter o Selo Turismo Responsável, os benefícios do Fungetur e do Programa de Qualificação, entre outras iniciativas que proporcionam incentivos e facilidades aos profissionais do setor.

Governo de Alagoas concederá selo Safe Travels a destinos e empreendimentos do estado

Casos da Covid-19 dobram em um mês no estado de Alagoas

Copiar o texto
16/01/2021 00:00h

39 municípios serão contemplados para a execução de projetos selecionados por Consulta Popular

Baixar áudio

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Rio Grande do Sul (Sedetur) distribuiu R$ 2,5 milhões a 39 municípios para a execução de projetos selecionados pela Consulta Popular. Esses recursos serão usados na instalação de placas turísticas, revitalização de praças, construção de infraestrutura e promoção regional estão entre as ações beneficiadas.

Total de empregos nas áreas de alojamento e alimentação apresentam estabilidade, segundo IBGE

Ministério da Saúde e IFCE lançam curso online sobre atrativos naturais e culturais

Além disso, existe ampla diversidade de projetos de turismo beneficiados pela Consulta Popular, como atualização da sinalização dos caminhos turísticos do município; obras de revitalização; desenvolvimento de plano para marketing turístico, entre outros.

O destino dos recursos da Consulta Popular é decidido anualmente. Governo e Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) organizam o processo por meio de assembleias públicas. Nessas reuniões, os temas são debatidos pela população. Depois disso, as prioridades são definidas em votação por parte dos eleitores.

Copiar o texto
09/01/2021 00:00h

Ideia é passar a certificar destinos turísticos que estejam seguindo protocolos sanitários de enfrentamento à Covid-19 de acordo com normas da Organização Mundial da Saúde (OMS)

Baixar áudio

O governo de Alagoas vai passar a certificar destinos turísticos que estejam seguindo protocolos sanitários de enfrentamento à Covid-19 de acordo com normas da Organização Mundial da Saúde (OMS). A ideia é expandir aos municípios e empreendimentos turísticos de todo o estado a certificação internacional Safe Travels, que Alagoas recebeu da World Travel and Tourism Council (WTTC). 

Como embaixador do selo Safe Travels, o governo alagoano passa a sublicenciar a autenticação de segurança sanitária concedendo-a a destinos, empresas e guias de turismo vinculados ao Cadastur, o Cadastro Nacional de Prestadores de Serviços Turísticos.  

Ministério da Saúde formaliza compra de 46 mi de doses da CoronaVac junto ao Instituto Butantan

MTur faz parceria com a UnB para mapear necessidade de qualificação nas 30 rotas turísticas estratégicas do país     

Índice de atividades turísticas tem alta pelo sexto mês consecutivo

Com isso, Alagoas visa conscientizar os destinos e empreendimentos sobre a importância do turismo para o estado. A análise das solicitações de certificação serão feitas pela equipe técnica da Superintendência de Turismo da Sedetur, que após dez dias vai poder aprovar o modelo do selo. 

Copiar o texto
07/01/2021 09:45h

Os dados mostram que as áreas somavam 4 milhões de trabalhadores no período entre agosto e outubro de 2020

Baixar áudio

Após sucessivas quedas, os empregos nos segmentos de alojamento e alimentação, atividades ligadas ao setor de turismo, registraram estabilidade. Entre agosto e outubro de 2020, último trimestre analisado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do IBGE, houve variação positiva de 4% nesses segmentos. O percentual é pouco significativo, mas interrompe diversas quedas no total de pessoas empregadas.

Os dados mostram que as áreas somavam 4 milhões de trabalhadores no período entre agosto e outubro. Esse foi o primeiro registro positivo nos segmentos, após consecutivos recuos no total de empregos.

Turismo prepara retomada das atividades com foco em destinos nacionais

O Ministério do Turismo afirma que, em novembro de 2020, lançou o movimento Retomada do Turismo, que tem o intuito de reduzir os impactos da pandemia no setor. De acordo com a pasta, “trata-se de uma aliança nacional para acelerar a retomada do setor de forma responsável e segura, que reúne 32 instituições do poder público, iniciativa privada, terceiro setor e Sistema S.”

Copiar o texto
06/01/2021 15:30h

Inscrições para as aulas devem ser abertas em março

Baixar áudio

O Ministério do Turismo e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) vão disponibilizar um curso online gratuito na área de atrativos naturais e culturais. O ministério afirma que o objetivo das aulas é qualificar os profissionais de turismo e melhorar a experiência dos viajantes.

A expectativa é que as inscrições sejam abertas em março. Ao todo, a qualificação terá carga horária de 320 horas. 

Atraso na aprovação da LDO deve prejudicar pequenos municípios brasileiros

A parceria, segundo a pasta, integra uma série de acordos de cooperação entre o órgão e instituições de ensino a fim de ofertar gratuitamente qualificação a profissionais da área, com o objetivo de capacitá-los para uma retomada segura e de qualidade do turismo em todo o País.

Copiar o texto
17/12/2020 12:20h

Serão oferecidos cursos de qualificação para trabalhadores, empreendedores e gestores de turismo

Baixar áudio

O Ministério do Turismo firmou um acordo de cooperação com a Universidade de Brasília (UnB) para identificar as demandas de capacitação em destinos turísticos estratégicos do País. Serão oferecidos cursos de qualificação para trabalhadores, empreendedores e gestores de turismo de todas as 30 rotas turísticas estratégicas brasileiras.

As 30 rotas turísticas estratégicas fazem parte do programa Investe Turismo – lançado pelo Ministério do Turismo, com apoio do Sebrae e Embratur para acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade e a competitividade de rotas estratégicas brasileiras.

Índice de atividades turísticas tem alta pelo sexto mês consecutivo

Pesquisa em São Paulo busca entender perfil de cidades turísticas do estado

Na primeira fase do diagnóstico, a UnB realizou o levantamento das necessidades de qualificação em oito rotas turísticas distribuídas em 55 municípios nas cinco regiões do país. 

Já a segunda fase abrangerá 22 rotas turísticas que fazem parte de 117 municípios brasileiros. Entre elas estão a região turística do Pantanal Norte e Chapada dos Guimarães (MT); Rota Pantanal Sul e Bonito (MS); Manaus e Polo Amazônico (AM); Palmas e Jalapão (TO); Boa Vista e Monte Roraima (RR); Macapá (AP); Maceió e Costa dos Corais (AL); Fernando de Noronha (PE); Costa do Descobrimento (BA); Costa do Sol – Região dos Lagos (RJ); e Porto Alegre e Serra Gaúcha (RS).

As inscrições para os novos cursos de capacitação para trabalhadores e gestores do setor de turismo serão divulgadas na página do Ministério do Turismo.

Copiar o texto
17/12/2020 00:00h

Ao todo, 169 municípios paulistas podem participar do levantamento

Baixar áudio

O governo de São Paulo promove uma pesquisa com  moradores de 169 municípios turísticos do estado. O levantamento busca traçar o perfil socioeconômico dos moradores, aprofundar a percepção sobre os impactos do fluxo turístico e saber a expectativa do desenvolvimento local pelos próximos dez anos.

A pesquisa é feita pela Secretaria de Turismo do Estado com apoio de entidades do setor e dos departamentos municipais de turismo. Por enquanto, segundo o governo estadual, Ubatuba, Garça, Araraquara, Marília e Tupã são as cidades com mais respondentes.

Turismo prepara retomada das atividades com foco em destinos nacionais

A pesquisa está disponível até 8 de janeiro e pode ser respondida pelo site www.turismo.sp.gov.br/publico

Copiar o texto
14/12/2020 10:50h

Impulsionado pelos serviços de alojamento e alimentação, crescimento foi de 7,1% em outubro

Baixar áudio

O índice de atividades turísticas no país teve crescimento pelo sexto mês consecutivo. Entre setembro e outubro, a alta foi de 7,1%, impulsionada pelos serviços de alojamento e alimentação, que avançaram 6,4%. No acumulado dos últimos seis meses, o setor registra variação positiva de 102,6%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo IBGE. 

Evento discute turismo e gestão em cidades históricas

Mais de 4 mil municípios recebem R$ 1,5 bilhão para investir na cultura

O indicador é feito em 12 estados brasileiros. Nesta última edição, os maiores aumentos foram registrados na Bahia (24,4%), Rio Grande do Sul (19,7%), Pernambuco (13,5%), Santa Catarina (12,9%) e Espírito Santo (11,7%). 

Por outro lado, Distrito Federal (7,5%), Rio de Janeiro (6,1%) e São Paulo (3,6%) foram as unidades da Federação com menor variação positiva em entre setembro e outubro. 

Copiar o texto
10/12/2020 14:45h

Em um dos painéis será discutido o projeto de conscientização implementado em Diamantina (MG)

Baixar áudio

Entre esta quinta-feira (10) e o próximo sábado (12) é realizado o 7º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial. O evento ocorre em Salvador (BA) e acontecerá de forma virtual e presencial. Entre outras entidades, o projeto conta com o apoio da Confederação Nacional de Municípios (CNM). 

Em dos painéis do encontro será debatido o projeto bem sucedido de Diamantina (MG), cidade histórica onde se promoveu uma ampla conscientização, por meio da educação, sobre o reconhecimento e a preservação  de seu patrimônio material e imaterial. 

Mais de 4 mil municípios recebem R$ 1,5 bilhão para investir na cultura

O encontro contará com a presença de gestores municipais, especialistas, membros de entidades de turismo, entre outros convidados. As inscrições para o evento, que é gratuito, podem ser feitas pelo site cidadeshistoricas.cnm.org.br

Copiar o texto
03/12/2020 11:00h

Micro e pequenas empresas do setor em todo o país, cadastradas no Cadastur, terão acesso a linhas de financiamento pelo fundo

Baixar áudio

A Caixa Econômica Federal iniciará a operação dos recursos do Fundo Geral do Turismo (Fungetur). Micro e pequenas empresas do setor em todo o País, cadastradas no Sistema de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), terão acesso a linhas de financiamento pelo fundo. Inicialmente, a pasta já disponibilizou R$ 200 milhões à instituição para que possa ofertar às empresas do setor.

Ao todo, já foram concedidos, neste ano, mais de R$ 2,5 bilhões em crédito emergencial para empreendedores da cadeia produtiva do turismo.  Com o novo parceiro, o Ministério do Turismo espera preservar mais empregos e empresas impactadas pela Covid-19.

Gestores públicos ganham mais prazo para prestarem contas sobre repasses do Bolsa Família e Cadastro Único

Projeto que moderniza Lei de Recuperação Judicial e Falência aguarda sanção presidencial

A medida foi possível a partir da ratificação de um termo assinado entre o Ministério do Turismo e a Caixa. A parceria já existia, mas agora, com esta atualização contratual, foi viabilizado o acesso da instituição aos R$ 5 bilhões disponibilizados pelo Governo Federal em socorro a empreendedores do setor, a fim de reduzir os efeitos da pandemia.

O Fungetur conta, atualmente, com 23 instituições financeiras credenciadas. A ampliação do número de instituições habilitadas a operar o fundo é parte de um esforço permanente do Ministério do Turismo para garantir que o dinheiro chegue, de forma facilitada e mais rápida, aos empreendedores do setor de turismo que precisam desses recursos.

Copiar o texto