;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Turismo

05/04/2021 16:00h

Virtual, gratuito e com carga horária de 16 horas, curso é indicado aos gestores públicos e empreendedores do turismo

Baixar áudio

A Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo (Setur) abriu inscrições para um curso de planejamento em situações de crise. Virtual, gratuito e com carga horária de 16 horas, o curso é indicado aos gestores públicos e empreendedores do turismo.
 
Interessados devem realizar a inscrição até 8 de abril, data do início das aulas. São 200 vagas na turma inicial e a conclusão da formação leva 30 dias. A ideia da pasta é oferecer suporte a vereadores, deputados, prefeitos, secretários municipais e diretores de turismo. 
 
As atividades também são abertas aos empresários e membros dos conselhos dos municípios paulistas afetados pela crise da Covid-19. O conteúdo do curso foi planejado pela Fundação Instituto de Administração (FIA-USP), em parceria com a Setur. 
 
As aulas vão abordar temas como medidas de contenção, erros de gerenciamento, Planejamento Estratégico Situacional, desafios impostos pela crise e planos de contingências.
 

Copiar o texto
01/04/2021 10:50h

O texto foi aprovado com alterações pela relatora, senadora Daniella Ribeiro (PP-PB). Agora, a matéria segue para nova análise da Câmara dos Deputados

Baixar áudio

O projeto que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) foi aprovado nesta semana pelo Senado Federal. O PL 5.638/2020 é composto por medidas que compensam a perda de receitas das empresas de eventos e turismo, devido à pandemia.

O texto foi aprovado com alterações pela relatora, a senadora Daniella Ribeiro (PP-PB). Agora, a matéria segue para nova análise da Câmara dos Deputados. A proposta divide o pagamento de débitos das empresas dos setores de eventos e turismo com o Fisco.

Auxílio Emergencial: governo anuncia pagamento do benefício já na próxima semana

STF determina que cabe à União decidir sobre vacinação prioritária de profissionais de segurança pública

Além disso, o texto conta com outras medidas para compensar a perda de faturamento, como a alíquota zero de PIS/Pasep, Cofins, e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), por exemplo.

Poderão aderir ao Perse empresas de hotelaria, cinemas, casas de eventos, casas noturnas, de espetáculos, e buffets sociais e infantis. Além dessas, poderão aderir companhias que realizem ou comercializem congressos, feiras, shows, festivais e eventos em geral.

 

Copiar o texto
19/03/2021 16:30h

O prazo vai até o dia 31 de dezembro de 2022 e o objetivo é reduzir perdas causadas pela Covid-19

Baixar áudio

Com a Medida Provisória n°1.036 deste ano, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada na última quinta-feira (18), os consumidores, prestadores de serviços dos setores de turismo e cultura, artistas e profissionais contratados para realização de eventos terão novo prazo para remarcação, concessão de crédito ou devolução de valores referentes as atividades, reservas e eventos turísticos e culturais cancelados em 2020 e 2021 por conta da pandemia.

“O auxílio não pode ser visto como uma ajuda. A ajuda é antônima ao direito”, afirma doutor em Serviço Social

Sebrae mapeia dicas para funcionamento de salões de beleza durante a pandemia

Isso significa que o prazo se estende até o dia 31 de dezembro de 2022. Nesse período será possível fazer as remarcações, emissões de créditos para utilização na compra ou abatimentos em outros serviços ou devoluções de valores já pagos em serviços, reservas e eventos. A ação tem objetivo de garantir o direito dos consumidores e a sobrevivência do turismo e da cultura, que foram impactados pela pandemia.

No setor cultural, a legislação é válida para cinemas, teatros, plataformas digitais de vendas de ingressos pela internet, artistas, palestrantes e demais profissionais contratados para a realização de eventos cancelados ou adiados, por razão da pandemia da Covid-19.

Copiar o texto
19/03/2021 16:30h

O benefício abrange empresas do ramo de hotéis, apart-hotéis, bares, restaurantes e o comércio varejista de suvenires e artesanatos, dentre outros que interromperam as atividades devido à segunda onda da pandemia

Baixar áudio

Para minimizar os efeitos da pandemia na economia da Bahia o governo do estado concedeu benefícios fiscais ao setor de turismo. A iniciativa consiste no adiamento do pagamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicações (ICMS) referente aos meses de março e abril.

A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (18). O benefício abrange empresas do ramo de hotéis, apart-hotéis, bares, restaurantes e o comércio varejista de suvenires e artesanatos, dentre outros que interromperam as atividades devido à segunda onda da pandemia.

FPM: Municípios recebem R$ 3,3 bi nesta sexta, referentes à segunda parcela de março

“O auxílio não pode ser visto como uma ajuda. A ajuda é antônima ao direito”, afirma doutor em Serviço Social

De acordo com a determinação, as empresas ligadas ao setor de turismo também vão poder pagar o tributo em três parcelas, nos meses de agosto, setembro e outubro. As medidas são válidas para 96 segmentos econômicos em 356 municípios baianos, dentre eles, Salvador, Porto Seguro, Camaçari e Mata de São João.

Outra medida anunciada pelo governo estadual é o adiamento do pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) dos transportes turísticos. O decreto que deve ser publicado nos próximos dias determina que o imposto de 2020 fica prorrogado para julho de 2022, e o de 2021, para julho de 2023.
 

Copiar o texto
17/03/2021 11:30h

Aulas online serão oferecidas gratuitamente pelo Instituto de Educação de Rondônia

Baixar áudio

Curso de “Libras para atendimento ao público” está com inscrições abertas até sexta-feira (19). As aulas online serão oferecidas gratuitamente pelo Instituto de Educação de Rondônia, em parceria com o Ministério do Turismo, e direcionadas para profissionais do turismo e de outras áreas, além de estudantes que atuam ou desejam atuar no setor.

O curso tem carga horário de 120 horas, divididas em três módulos: contexto histórico-cultural e aspectos linguísticos 1 e 2. O conteúdo contempla, desde o alfabeto da Língua Brasileira de Sinais, até a formação de frases e temas do dia a dia, como profissões, gastronomia, natureza, transporte, entre outros.

Interessados podem se inscrever pelo link, até sexta-feira (19).

Sebrae destaca cuidados que podem ajudar na retomada das atividades do turismo

Ministério do Turismo abre inscrições gratuitas para 21 cursos

O Ministério do Turismo, em parceria com outras instituições de ensino de todo o País, está com inscrições abertas em mais 20 cursos, com o objetivo de agregar conhecimento aos diferentes segmentos turísticos. Saiba mais no site da pasta.

Copiar o texto
16/03/2021 00:00h

Estudo aponta que 85% desses empreendimentos tiveram queda no faturamento mensal

Baixar áudio

O turismo é um dos segmentos mais atingidos pela pandemia causada pela Covid-19 no Brasil. Essa informação vem de um estudo feito pelo Sebrae, que aponta para 85% dos empreendimentos deste tipo com queda no faturamento mensal.

Esse é o caso da Sandra Castro, proprietária de uma pousada em Caucaia, no interior do Ceará. Logo que a crise se agravou, a empresária disse que foi preciso demitir funcionários que estavam em estágio de experiência para assegurar os funcionários mais antigos. 

Acesso à internet e infraestrutura escolar foram os maiores desafios das redes municipais de educação em 2020

75 mil lojas fecharam ano passado devido a pandemia da Covid-19

“Neste mês estamos dando férias coletivas aos funcionários e vamos fechar a pousada. Foi a solução que encontramos, pelo menos, nesse momento de março em que está mais agravada a pandemia aqui no estado do Ceará. Vamos ver se esse fechamento vai ser por um mês ou mais, vai depender de como as coisas vão caminhar por aqui”, explicou a empresária.

Para ajudar os micro e pequenos empresários nesse momento de pandemia, o Sebrae preparou um conjunto de recomendações para a retomada segura das atividades do setor neste novo contexto de relações sociais e econômicas. 

Entre as medidas estão a instalação de cartazes sinalizadores em locais relevantes de maior fluxo de pessoas no meio de hospedagem, lembrando hóspedes, colaboradores terceirizados e funcionários sobre o distanciamento social, a necessidade do uso contínuo de álcool gel 70% e o uso adequado de máscaras. São medidas simples e que ajudam na retomada rápida e segura das atividades, como afirma Ana Clévia Guerreiro, Analista do Sebrae Nacional.

“O turismo, mais do que uma atividade econômica, é uma atividade social. A interação entre as pessoas assegura o bem estar social. Portanto, é fundamental que empresários e turistas sigam cumprindo rigorosamente os protocolos. Assim, todos nós poderemos viajar com segurança e usufruir dos benefícios que o turismo nos oferece”, afirmou a analista.   

Além disso, o Sebrae destaca que é importante levar em consideração as medidas do poder público e o decreto vigente em cada região, no que rege os regulamentos e o funcionamento do comércio.

Outras dicas presentes no documento elaborado pelo Sebrae são a divulgação dos protocolos de segurança, a fiscalização dos procedimentos realizados pelo comércio, atuação junto aos empresários, entre outras. Para mais informações sobre esses e outros setores acesse: www.sebrae.com.br/cuidados.

Copiar o texto
10/03/2021 15:00h

A certificação atesta as boas práticas intersetoriais do Plano São Paulo quanto à higiene e segurança sanitária

Baixar áudio

Cidades paulistas e estabelecimentos privados poderão utilizar o selo Safe Travels, concedido pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo para o estado de São Paulo. A certificação atesta as boas práticas intersetoriais do Plano São Paulo quanto à higiene e segurança sanitária.

Considerado embaixador, o Estado recebeu o selo no final de setembro do ano passado. A certificação poderá ser usada pelos municípios e empresas, desde que assumam os mesmos compromissos.

Ministério do Turismo abre inscrições gratuitas para 21 cursos

Setor aéreo brasileiro teve maior operação desde início da pandemia, em janeiro

As cidades, entidades ou empresas interessadas no selo devem fazer o pedido para a Secretaria de Turismo do Estado pelo e-mail promocao@turismo.sp.gov.br

Copiar o texto
10/03/2021 11:15h

A ação visa promover o turismo em áreas rurais do País, apoiando a promoção e a comercialização de produtos, serviços e destinos da agricultura familiar

Baixar áudio

Começam as inscrições para a seleção de roteiros turísticos, que contemplam empreendimentos de agricultura familiar, para participarem do Projeto Experiências do Brasil Rural. A ação visa promover o turismo em áreas rurais do País, apoiando a promoção e a comercialização de produtos, serviços e destinos da agricultura familiar. 

As inscrições podem ser feitas até o dia 2 de abril. Neste primeiro edital do projeto, serão selecionados oito roteiros turísticos, das cinco regiões do Brasil, pertencentes às cadeias agroalimentares do queijo, do vinho, da cerveja e dos frutos da Amazônia.

Ministério do Turismo abre inscrições gratuitas para 21 cursos

Setor aéreo brasileiro teve maior operação desde início da pandemia, em janeiro

Aos roteiros selecionados neste edital será disponibilizada uma equipe de apoio técnico para auxiliar na estruturação dos destinos e empreendimentos, bem como na comercialização de produtos e serviços.

As rotas serão contempladas com uma pesquisa diagnóstica, para identificar as potencialidades e os possíveis desafios ao trabalhar a agricultura familiar como diferencial competitivo. Com base no resultado da pesquisa, será elaborado um plano de ação e inovação para superar os principais gargalos observados em cada roteiro turístico.

Copiar o texto
08/03/2021 12:30h

Qualificações em diversas áreas de conhecimento são direcionadas a profissionais de turismo de todo País

Baixar áudio

Estão abertas as inscrições para capacitação em libras, inglês, espanhol, enoturismo e desenvolvimento, agências de viagem e turismo oferecidos de forma gratuita pelo Ministério do Turismo. Ao todo, 21 cursos estão disponíveis a profissionais de turismo de todo o Brasil.

A demanda de capacitação é ofertada por meio de parceria entre o Ministério de Turismo e outras instituições, como o Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). As inscrições nesta escola podem ser realizadas até o dia 30 de junho no site do IFRS

São 20 cursos gratuitos e online, entre eles Geografia e Turismo; Libras: compreensão básica; Indicação Geográfica: Agregando Valor a Produtos e Regiões; Geografia e Geopolítica na Atualidade; Biologia; Enoturismo e Desenvolvimento Regional; Agências de Viagem e Turismo; Geografia 1 e 2; e Higiene e Controle de Qualidade de Alimentos, voltado a trabalhadores do segmento de alimentação, como bares e restaurantes. 

Outro acordo firmado com o Instituto de Educação de Rondônia (IERO/Acelibras) oferece curso da Língua Brasileira de Sinais (Libras) para atendimento ao público. Podem se inscrever profissionais de várias áreas e estudantes que desejam atuar no setor. As inscrições ficam abertas até o dia 15 de março pelo site da instituição. 

 

Copiar o texto
24/02/2021 00:00h

A quantidade de passageiros em voos domésticos no mês passado foi de 6,09 milhões, maior volume registrado desde março de 2020

Baixar áudio

Janeiro deste ano foi o melhor mês para o setor aéreo brasileiro desde o início da pandemia, em março de 2020. Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) mostram 6,09 milhões de passageiros em voos domésticos no mês passado.

O percentual médio de ocupação de aeronaves domésticas em janeiro foi de 81,7%, que ainda representa uma redução de 4,4% em relação ao ano passado, mas está acima do apurado dos últimos 12 meses, de 79,2%.

Para possibilitar a retomada das atividades turísticas de forma segura no País, o Ministério do Turismo lançou o Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro, uma sinalização visual que identifica estabelecimentos e guias de turismo que assumiram o compromisso em adotar protocolos de biossegurança para proteger turistas e trabalhadores contra a Covid-19. 

Copiar o texto