;<-- teste -->

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Agronegócio

17/05/2021 09:00h

Em Goiânia, o produto é vendido à vista a R$ 285,50

Baixar áudio

A cotação da arroba do boi gordo começou a segunda-feira (17) com queda de 1,56% e o produto é negociado a R$ 307 em São Paulo. Em Goiânia, o produto é vendido à vista a R$ 285,50. Já em Barretos e Araçatuba, em São Paulo, a arroba é comercializada a R$ 299,50. 

O preço do quilo do frango congelado não sofreu variação e o produto ainda é vendido a R$ 7,11. O preço do quilo do frango resfriado também não mudou e a mercadoria ainda é comercializada a R$ 7,22.

No mercado financeiro, o preço da carcaça suína especial também continuou o mesmo e o produto ainda é negociado a R$ 10,46. Em Minas Gerais, o suíno vivo é vendido a R$ 7,26. No Paraná, o produto é comercializado à vista a R$ 6,62. Os valores são do Canal Rural e Cepea.


 

Copiar o texto
17/05/2021 09:00h

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve recuo de 0,44% e é negociada a R$ 101,34

Baixar áudio

A saca de 60 quilos do café arábica começou a segunda-feira (17) com alta de 0,09% no preço e é vendida a R$ 805,55 na cidade de São Paulo. Já o café robusta teve redução no valor. A baixa foi de 0,39% e a saca é comercializada a R$ 457,74 para retirada no Espírito Santo.

O açúcar cristal registrou aumento de 0,12% e o produto é vendido a R$ 115,06 em São Paulo. Em Santos, no litoral paulista, o valor da saca de 50 quilos, sem impostos, caiu 1,76% e a mercadoria é comercializada a R$ 110,79.

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve recuo de 0,44% e é negociada a R$ 101,34. Em Cascavel, no Paraná, o preço é R$ 102. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o milho é vendido a R$ 87. Em Uberaba, Minas Gerais, o preço à vista é R$ 99. Os valores são do Canal Rural e Cepea. 


 

Copiar o texto
15/05/2021 03:45h

AnalisaCAR será implantada, primeiramente, no estado do Amapá ainda este ano

Baixar áudio

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou a criação da AnalisaCAR, uma plataforma que ajudará na análise dos dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

TV digital será ampliada para municípios do interior do país

Produtos tecnológicos prometem eliminar o coronavírus

Na prática, a plataforma vai usar tecnologias de sensoriamento remoto que ajudará os estados a fazerem a análise, em larga escala, dos cadastros ambientais. Assim, irá facilitar o processo de verificação de milhares de informações declaradas sobre a situação da regularidade ambiental, das áreas de preservação permanente e das reservas legais em todo o Brasil.

O novo sistema está alinhado com o Código Florestal Brasileiro e o Amapá será o primeiro estado a ter o sistema implantado. Até o fim deste ano, pelo menos dez estados deverão estar utilizando a ferramenta, que será disponibilizada para todo o país em um prazo de dois anos.

Copiar o texto
Agronegócios
14/05/2021 09:15h

No mercado financeiro, o preço da carcaça suína especial teve recuo de 0,85% e o produto é negociado a R$ 10,46

Baixar áudio

A cotação da arroba do boi gordo começou a sexta-feira (14) com alta de 1,35% e o produto é negociado a R$ 311,85 em São Paulo. Em Goiânia, o produto é vendido à vista a R$ 285,50. Já em Barretos e Araçatuba, em São Paulo, a arroba é comercializada a R$ 299,50. 

O preço do quilo do frango congelado teve diminuição de 0,14% e o produto é vendido a R$ 7,12. Já o preço do quilo do frango resfriado não sofreu variação e a mercadoria ainda é comercializada a R$ 7,22.

No mercado financeiro, o preço da carcaça suína especial teve recuo de 0,85% e o produto é negociado a R$ 10,46. Em Minas Gerais, o suíno vivo é vendido a R$ 7,43. No Paraná, o produto é comercializado à vista a R$ 6,68. Os valores são do Canal Rural e Cepea.
 

Copiar o texto
Agronegócios
14/05/2021 09:15h

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve recuo de 0,59% e é negociada a R$ 101,79

Baixar áudio

A saca de 60 quilos do café arábica começou a sexta-feira (14) com alta de 1,17% no preço e é vendida a R$ 804,79 na cidade de São Paulo. O café robusta também teve elevação no valor. A alta foi de 0,01% e a saca é comercializada a R$ 459,54 para retirada no Espírito Santo.

O açúcar cristal registrou diminuição de 0,27% e o produto é vendido a R$ 114,92 em São Paulo. Em Santos, no litoral paulista, o valor da saca de 50 quilos, sem impostos, caiu 0,62% e a mercadoria é comercializada a R$ 112,77.

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve recuo de 0,59% e é negociada a R$ 101,79. Em Cascavel, no Paraná, o preço é R$ 103. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o milho é vendido a R$ 87. Em Uberaba, Minas Gerais, o preço à vista é R$ 99. Os valores são do Canal Rural e Cepea. 
 

Copiar o texto
Agronegócios
13/05/2021 09:30h

Em Goiânia, o produto é vendido à vista a R$ 285,50

Baixar áudio

A cotação da arroba do boi gordo começou a quinta-feira (12) com queda de 1,41% e o produto é negociado a R$ 307,70 em São Paulo. Em Goiânia, o produto é vendido à vista a R$ 285,50. Já em Barretos e Araçatuba, em São Paulo, a arroba é comercializada a R$ 299,50. 

O preço do quilo do frango congelado não sofreu variação e o produto ainda é vendido a R$ 7,12. Já o preço do quilo do frango resfriado subiu 0,42% e a mercadoria é comercializada a R$ 7,22.

No mercado financeiro, o preço da carcaça suína especial também não mudou e o produto ainda é negociado a R$ 10,55. Em Minas Gerais, o suíno vivo é vendido a R$ 7,49. No Paraná, o produto é comercializado à vista a R$ 6,73. Os valores são do Canal Rural e Cepea.

Copiar o texto
Agronegócios
13/05/2021 09:30h

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve salto de 0,98% e é negociada a R$ 102,39

Baixar áudio

A saca de 60 quilos do café arábica começou a quinta-feira (13) com queda de 2,17% no preço e é vendida a R$ 795,48 na cidade de São Paulo. O café robusta também teve redução no valor. A queda foi de 0,46% e a saca é comercializada a R$ 459,50 para retirada no Espírito Santo.

O açúcar cristal registrou aumento de 0,69% e o produto é vendido a R$ 115,23 em São Paulo. Em Santos, no litoral paulista, o valor da saca de 50 quilos, sem impostos, subiu 1,28% e a mercadoria é comercializada a R$ 113,47.

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve salto de 0,98% e é negociada a R$ 102,39. Em Cascavel, no Paraná, o preço é R$ 105. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o milho é vendido a R$ 87. Em Uberaba, Minas Gerais, o preço à vista é R$ 99. Os valores são do Canal Rural e Cepea. 
 

Copiar o texto
Agronegócios
12/05/2021 17:55h

Por outro lado, suínos e frangos apresentam crescimento na produção

Baixar áudio

Segundo os resultados da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais, divulgada nesta quarta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os dados da produção animal para o primeiro trimestre de 2021 mostram que o abate de bovinos recuou 10,3%. Por outro lado, o de suínos teve alta de 4,9% e o de frangos aumentou em 2,4%, em comparação com o mesmo período de 2020.

Em relação ao quarto trimestre do ano passado, o abate de bovinos apresentou queda de 10,5%, o de suínos cresceu 0,2% e o de frangos ficou estável. Quanto à quantidade de animais abatidos no mesmo período analisado, as cabeças de bovinos também sofreram queda, enquanto os suínos e frangos tiveram acréscimo.

Já a aquisição de leite teve alta de 1,3%, chegando a mais de 6 bilhões de litros. As peças de couro caíram 6,6% na comparação anual e em relação aos ovos de galinha, foram produzidos mais de 900 milhões de dúzias nos três primeiros meses deste ano, o que representa uma queda de 0,1% na comparação anual.

Copiar o texto
Agronegócios
12/05/2021 17:50h

Agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos

Baixar áudio

Nesta quarta-feira (12) foram publicadas no Diário Oficial da União as portarias com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) do ano-safra 2021/2022 para o cultivo da soja. Dezesseis Unidades Federativas foram contempladas e a relação pode ser encontrada por meio da plataforma “Painel de Indicação de Riscos”.

O zoneamento tem como objetivo reduzir os riscos relacionados aos problemas climáticos e permite ao produtor identificar a melhor época para plantar, levando em conta a região do país, a cultura e os diferentes tipos de solos. Os agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e ainda poderão ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).

Crédito rural atinge mais de R$ 200 bilhões em dez meses

Através do aplicativo Plantio Certo, disponível para iOS e Android, os produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar as informações oficiais do Zarc.

Copiar o texto
12/05/2021 17:45h

Arroz, milho e soja são os principais produtos e representam 92,9% da produção

Baixar áudio

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quarta-feira (12), os dados da estimativa de abril do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Os números mostram que a safra brasileira deve atingir o recorde de 264,5 milhões de toneladas em 2021.

Crédito rural atinge mais de R$ 200 bilhões em dez meses

Aplicativo Plantio Certo facilita o acesso às informações do Zoneamento Agrícola de Risco Climático

Em comparação com os números do ano passado, o aumento deve ser de 4,1% na produção de grãos, cereais e leguminosas. O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos desse grupo e, somados, representam 92,9% da produção. Já o café deve ter sua produção reduzida em 24,3% frente ao ano passado, chegando a 2,8 milhões de toneladas.

Segundo a pesquisa, o estado de Mato Grosso lidera com uma participação de 27,2% na produção total do país, seguido do Paraná (15,3%), Rio Grande do Sul (13,4%), Goiás (9,8%), Mato Grosso do Sul (8,3%) e Minas Gerais (6,4%). Somados, representaram 80,4% do total nacional.

Copiar o texto