;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Programa

06/04/2021 10:30h

A inscrição vale até esta sexta-feira (9) e para esta seleção serão exigidos, exclusivamente, a nota do candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020

Baixar áudio

A partir desta terça-feira (06), o Sistema de Seleção Unificado (Sisu), do Ministério da Educação, começa a receber inscrições para o primeiro semestre de 2021. A inscrição vale até esta sexta-feira (9) e para esta seleção serão exigidos, exclusivamente, a nota do candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020.

Municípios já podem se inscrever no SIMEC

SP: derrubada do veto que impede uso dos recursos FNDCT significa avançar no campo da ciência, diz Vitor Lippi

Para se inscrever no Sisu, a pessoa interessada não pode ter zerado a redação do Enem 2020. Já o peso de cada prova para o curso de escolha varia e deve ser consultado no edital da instituição superior de interesse ou no site do Sisu. As notas individuais do Enem 2020, que foram divulgadas na semana passada, estão disponíveis para consulta na Página do Participante ou aplicativo do Enem.

Quem tiver interesse em participar do Sisu deve escolher até duas opções de curso/instituição e especificar a ordem de preferência. O candidato também pode optar por concorrer às vagas de ampla concorrência ou aquelas reservadas a políticas de ações afirmativas, as cotas. Pelas regras, não é permitida a inscrição em mais de uma modalidade de concorrência para o mesmo curso e turno, na mesma instituição de ensino e local de oferta. Mais informações podem ser acessadas em sisu.mec.gov.br/

Copiar o texto
02/04/2021 04:00h

De acordo com o órgão, a medida tem como objetivo reduzir os impactos da pandemia da Covid-19

Baixar áudio

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prorrogou os prazos para procedimentos de trânsito em 22 estados e no Distrito Federal. As medidas estão valendo para todos os condutores habilitados, veículos registrados nos estados e infrações de trânsito ou rodoviário do estado e têm como objetivo reduzir os impactos da pandemia da Covid-19.

“O grande impacto dessa pandemia na questão econômica está nas micro e pequenas empresas”, afirma o deputado Alexis Fonteyne

Empresas da construção civil recebem dicas do Sebrae sobre processo de retomada da economia

De acordo com o órgão, todas as 27 unidades da federação que necessitarem da prorrogação dos prazos serão atendidas. Desta forma, os prazos ficam prorrogados por tempo indeterminado, podendo ser revogados pelo governo estadual dependendo da evolução do combate à pandemia.

Desde o dia 17 de março, foram publicadas 20 portarias e três resoluções a respeito dessa prorrogação nos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo, Sergipe e Tocantins.
 

Copiar o texto
13/03/2021 04:00h

Por enquanto, foram registradas 188 solicitações, que ultrapassam R$ 24 milhões

Baixar áudio

No dia 18 deste mês termina o prazo para que os empreendedores dos municípios de Presidente Getúlio, Ibirama e Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, solicitem o crédito do RecomeçaSC. Essa data segue determinação do Decreto Estadual de Santa Catarina a respeito do estado de calamidade pública, editado em 28 de dezembro de 2020. Por enquanto, foram registradas 188 solicitações, que ultrapassam R$ 24 milhões. Deste valor, mais de R$ 18 milhões já foram liberados aos empreendedores.

Acesso à internet e infraestrutura escolar foram os maiores desafios das redes municipais de educação em 2020

Gerente técnico do Censo 2021 esclarece como será feita a pesquisa em meio a pandemia

O Recomeça SC tem objetivo de estimular a reconstrução e retomada dos negócios afetados por desastres naturais ou catástrofes climáticas. Para solicitar o crédito o empreendedor deverá acessar o site do Badesc (www.badesc.gov.br), clicar no banner da página inicial e seguir o passo a passo com as orientações e lista de documentos necessários para a abertura do processo, que é realizado na maior parte online. Dúvidas podem ser enviadas para o e-mail recomecasc@badesc.gov.br.

Copiar o texto
13/03/2021 00:00h

A medida faz parte do programa Bolsa Reciclagem e o pagamento é referente ao material coletado nos centros urbanos de Minas Gerais no primeiro trimestre de 2020

Baixar áudio

O governo de Minas Gerais começou a pagar R$ 750 mil aos catadores de materiais recicláveis vinculados a 70 associações da categoria do estado. A medida faz parte do programa Bolsa Reciclagem e o pagamento é referente ao material coletado nos centros urbanos de Minas Gerais no primeiro trimestre de 2020. Esse valor é a primeira parcela e a expectativa da atual gestão é chegar ao repasse de R$ 5,5 milhões pelos serviços ambientais prestados pelas associações de catadores.

75 mil lojas fecharam ano passado devido a pandemia da Covid-19

Acesso à internet e infraestrutura escolar foram os maiores desafios das redes municipais de educação em 2020

O valor inclui um passivo deixado pela administração anterior e foi suficiente para regularizar o ano de 2019. Além disso, os pagamentos que serão creditados ao longo dessa semana variam de R$ 13 mil até R$ 52 mil. O número de 70 associações beneficiadas neste momento é menor que as 145 inscritas no programa por conta da pandemia, que levou à suspensão das atividades em alguns municípios.

Copiar o texto
25/02/2021 14:00h

A ação faz parte do programa Wi-Fi Brasil e já instalou 276 pontos de internet no estado

Baixar áudio

A cidade de Cruzeiro do Sul (AC) recebeu, nesta quarta-feira (24), dois pontos de conexão de internet banda larga via satélite do programa Wi-Fi Brasil. O município fica em uma das regiões atingidas pelas fortes chuvas e enchentes dos últimos dias.

Ramal do Agreste promete distribuir água para até 2,2 milhões de pessoas

Decreto determina que postos de combustíveis informem o preço final do produto

As antenas foram instaladas no Centro Multiuso, na Comunidade Santa Rosa; e, na Unidade de Saúde da Vila Santa Luzia, instalada com sinal livre de internet de alta velocidade e gratuita. Com 4.500 habitantes, a região da Vila Santa Luzia é, até agora, a área mais populosa atendida pelo programa Wi-Fi Brasil Livre em todo o país.

Copiar o texto
05/02/2021 09:50h

Objetivo do programa é promover o acesso à eletricidade para populações que moram em regiões remotas da Amazônia Legal

Baixar áudio

Consulta pública sobre o Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica da Amazônia Legal – o Mais Luz – segue até 3 de março. O programa foi instituído pelo Decreto n° 10.221/2020 e tem o objetivo de promover o acesso à eletricidade para populações que moram em regiões remotas da Amazônia. 

Por meio da consulta pública n° 073/2020, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai colher as opiniões da sociedade sobre a previsão inicial de metas, fiscalização do cumprimento, fixação das regras para aumento da potência disponibilizada, e estabelecimento dos custos para operação e manutenção dos sistemas de geração isolada para atendimento aos consumidores.

AM: produção de castanha-do-brasil, pirarucu e guaraná ganha incentivo de R$ 2 milhões

Anatel adia leilão que irá analisar proposta de edital para internet 5G

Interessados devem enviar as contribuições, até 3 de março deste ano, para o e-mail cp073_2020@aneel.gov.br.

Copiar o texto