Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Municipalização

12/11/2020 23:00h

O projeto tem como objetivo iniciar estudos e avaliações para eventual implementação de inovações no sistema eleitoral

Baixar áudio

No próximo domingo (15), data do primeiro turno das Eleições Municipais de 2020, as cidades de Curitiba (PR), Valparaíso de Goiás (GO) e São Paulo (SP) serão palco de demonstrações de propostas de inovações para o sistema eletrônico de votação adotado no Brasil desde 1996. 

As apresentações fazem parte do projeto “Eleições do Futuro” criado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde foi feito um chamamento público e a seleção de 26 empresas que deverão trazer as propostas.

As demonstrações, que acontecerão das 10h às 15h, contarão com a participação de eleitores, que votarão em candidatos fictícios.

Lançado em setembro, o projeto tem como objetivo iniciar estudos e avaliações para eventual implementação de inovações no sistema eleitoral. 

As propostas deverão preencher três requisitos: segurança da votação, proteção ao sigilo do voto e eficiência. Depois da eleição, o TSE decidirá se adotará ou não alguma inovação no sistema de votação.

Copiar o texto
Saúde
28/07/2020 13:00h

A informação é de que Garbugio tinha hipertensão e começou a sentir os primeiros sintomas há oito dias

Baixar áudio

A covid-19 fez mais uma vítima que pertence ao grupo de gestores municipais do Brasil. Fabio Garbugio (PDT), de 46 anos, prefeito de Alto Taquari, a 509 km de Cuiabá, morreu no último domingo após contrair a doença. Com o falecimento de Garbugio, o número de prefeitos mortos pela Covid-19, desde o início da pandemia, é de pelo menos nove.

Mato Grosso registra maior crescimento percentual no número de novas empresas, aponta Ministério da Economia

Medidas Provisórias de combate à Covid-19 somam R$ 39,6 bilhões, diz MS

Vacina contra a Covid-19 começa a ser testada em voluntários de cinco estados e do DF

A morte foi confirmada pelo secretário de Saúde do município, Michel Lucas Rocha, e pelo vice-prefeito, Marco Aurélio Julie. A informação é de que Garbugio tinha hipertensão e começou a sentir os primeiros sintomas há dez dias. Ele estava internado em um hospital particular em Goiânia. 

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, lamentou o falecimento de Fabio. Por meio de nota, ele disse que presta condolências à família, e reza “para que Deus dê forças aos amigos e familiares neste momento difícil". 
 

Copiar o texto

Use dados tenha mais votos nas eleições 2020