;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Espírito Santo

16/04/2021 14:30h

Romualdo Milanese foi condenado por improbidade administrativa. Tribunal determina a realização de novas eleições majoritárias

Baixar áudio

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seguindo o parecer do Ministério Público Eleitoral, manteve, nesta quinta-feira (15), decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE/ES) que indeferiu o registro de candidatura de Romualdo Milanese (Solidariedade), prefeito eleito nas eleições de 2020 pelo município de Boa Esperança (ES). Por maioria, a Corte anulou os votos da chapa vencedora e determinou a realização de novas eleições majoritárias no município.

Romualdo Milanese foi condenado por improbidade administrativa à pena de suspensão de direitos políticos por três anos. Pela Lei de Improbidade (Lei 8.429/1992), o marco inicial para execução da pena é o trânsito em julgado, que foi decretado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em maio de 2017.

Em outubro do ano passado, o Juízo de Boa Esperança considerou inválido o trânsito em julgado do STF, o que na época, fez o candidato ser considerado elegível.

Copiar o texto
25/02/2021 00:00h

A cidade é a sétima melhor do Brasil para se investir, de acordo com o estudo da Urban Systems, publicado no fim de 2020

Baixar áudioBaixar áudio

O desempenho do município de Aracruz (ES) em relação ao setor industrial tem repercutido positivamente no Congresso Nacional. A cidade é a sétima melhor do Brasil para se investir, de acordo com o estudo da Urban Systems, publicado no fim de 2020.

Para o deputado federal Felipe Rigoni (PSB-ES), isso começou com a implantação da Aracruz Celulose e a evolução do município no setor naval, metal-mecânica e outras áreas da indústria.

“Agora, com a implementação do porto da Imetame, com a concessão de Barra do Riacho e com a ampliação de Praia Mole, esse ambiente favorável à indústria e um ambiente de negócios melhorado vai ser ainda mais potencializado em Aracruz. Isso é ótimo para a cidade, para a região e para o estado”, afirma.

Denominado “Melhores Cidades para Fazer Negócios 2.0”, a pesquisa analisou dados e indicadores de 326 municípios brasileiros, todos com mais de 100 mil habitantes. A 80 km da capital Vitória, Aracruz ficou entre as mais atrativas para investimentos no setor industrial. Segundo o conselheiro da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes), Luís Soares, a classificação pode ser explicada por diversos fatores.

“Aracruz conta com portos, ferrovia e uma boa malha rodoviária. Isso coloca a condição logística da cidade entre uma das mais privilegiadas do Espírito Santo. Também conta com grandes empresas, produção de petróleo, uma rede de gasodutos, o estaleiro de Aracruz, além de um parque metal-mecânico composto por empresas que têm atuação nacional”, pontua.

Além desses fatores, Soares também destaca a articulação da classe empresarial, a atuação da própria Findes e de autoridades municipais, estaduais e federais como essenciais para o desempenho do município nos pontos avaliados.  

“Aracruz com esse resultado de sétimo lugar, sem dúvida alguma, vai atrair mais negócios e mais investimentos para o nosso município. Estamos honrados com essa colocação nessa importante pesquisa”, diz.

O levantamento

O levantamento que classifica as 100 Melhores Cidades para Fazer Negócios é publicado pela Urban Systems anualmente, desde 2014. Até 2019, a metodologia para elaboração do ranking não sofreu muitas mudanças. O estudo apresentava uma lista única das melhores cidades para se investir e levava em conta quatro eixos: desenvolvimento econômico e social, capital humano e infraestrutura.

Sistema FIEP oferece capacitação voltada para importação e exportação de serviços

Sesi abre inscrições para Torneio de Robótica

Projeto “Na Fábrica” aproxima setor produtivo industrial e órgãos do governo do Pará

Com os efeitos causados pela pandemia, no entanto, assim como intenção de manter o estudo atual e renovado, a publicação de 2020 mudou e aposta em uma análise mais segmentada dos melhores municípios para negócios. Entre os pontos levados em consideração estão os resultados para seis setores da economia: indústria, comércio, serviços, educação, mercado imobiliário e agropecuária.

Para chegar ao ranking, o estudo utiliza oito indicadores como base para todas as cidades. Eles estão atrelados ao impacto da Covid-19 na saúde da população e na economia, além do desempenho econômico das cidades em aspectos como empregabilidade, por exemplo. Além disso, para cada setor são utilizados indicadores específicos para atribuir pontuação.
 

Copiar o texto
24/02/2021 14:00h

Reunião para tratar o assunto foi promovida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco

Baixar áudio

A participação do Espírito Santo, Minas Gerais e de Goiás nos recursos gerados pela renovação antecipada da concessão da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) foi cobrada pelos governadores desses estados ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Para isso foi realizada reunião promovida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

Projeto “Na Fábrica” aproxima setor produtivo industrial e órgãos do governo do Pará

Novas cepas da Covid-19 acendem alerta mesmo após vacinação

A FCA é explorada por um consórcio formado pela Vale, um grupo canadense e outro japonês. Para a renovação do contrato por mais 30 anos, o consórcio teria de investir R$ 13 bilhões. De acordo com os governadores do Espírito Santo e de Minas Gerais, não há previsão de recursos para os estados que integram o corredor Centro-Leste, que começa em Goiás, passa pelo interior mineiro e chega ao porto de Vitória (ES).

Copiar o texto
04/02/2021 13:00h

O Sebrae ofertará 180 consultorias e 20 oficinas

Baixar áudio

Mais de mil empreendedores capixabas devem  receber consultorias para agroindústrias. A iniciativa será realizada pela Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) junto ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). 

Pelo convênio, o Sebrae ofertará 180 consultorias e 20 oficinas, com ações nas áreas de identidade visual, design de rótulos, adequação à legislação sanitária e aos serviços de inspeção e elaboração de manuais de boas práticas no processamento de alimentos.

Senar abre cursos técnicos sobre agronegócio e fruticultura

Pará fecha 2020 com saldo positivo na balança comercial brasileira

Serão investidos mais de R$ 1,4 milhão. O objetivo é apoiar o desenvolvimento das agroindústrias rurais e da pesca, com o fornecimento de oficinas (capacitações) e serviços de consultoria, visando à melhoria dos processos, produtos e serviços. Os interessados em participar devem acessar e preencher o formulário.

Copiar o texto
26/01/2021 15:30h

Medida leva em consideração o 41º Mapa de Risco Covid-19

Baixar áudio

Todas as 35 unidades prisionais do Espírito Santo voltaram a realizar visitas sociais. A medida leva em consideração o 41º Mapa de Risco Covid-19, divulgado pelo governo estadual, com vigência entre 25 e 31 de janeiro, que classifica as regiões pelo risco de contágio pelo coronavírus. As visitas seguem normalmente, com agendamento prévio do serviço social das unidades. 

Apenas três visitantes são autorizados a entrar, podendo ser um adulto e duas crianças ou adolescentes, ou dois adultos e um menor de idade. As visitas possuem duração de uma hora e ocorrem no pátio das unidades prisionais, uma vez ao mês, com limite de 100 pessoas, entre internos e visitantes. Já nos Centros de Detenção Provisória, as visitas ocorrem no parlatório.

Plano de Forças-Tarefas quer reduzir índices de violência e crime no Brasil

Inep prorroga prazo de inscrições do Enem PPL

CE: SENAI participa de capacitação de egressos do sistema penitenciário do estado

Famílias que não realizaram o cadastro devem enviar a documentação necessária para o Centro de Cadastramento de Visitantes, pelo telefone (27) 99257-4718. Para conferir as orientações, acesse o link.

Copiar o texto
25/01/2021 00:00h

Em estudo com outros 325 cidades brasileiras, município capixaba reúne características que o colocam em posição de destaque, afirma conselheiro da Findes

Baixar áudio

O setor industrial do município de Aracruz, cidade a cerca de 80 km de Vitória (ES), é o sétimo melhor do País para se investir. É o que mostra a pesquisa “Melhores Cidades para Fazer Negócios 2.0”, da Urban Systems, publicada em dezembro do ano passado.
 
O estudo analisou dados e indicadores de 326 municípios brasileiros, todos com mais de 100 mil habitantes. A cidade capixaba está entre as mais atrativas para investimentos no setor industrial e vários fatores explicam a boa classificação no ranking, segundo Luís Soares Cordeiro, conselheiro da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes).
 
“Aracruz conta com portos, ferrovia e uma boa malha rodoviária. Isso coloca a condição logística da cidade entre uma das mais privilegiadas do Espírito Santo. Também conta com grandes empresas, produção de petróleo, uma rede de gasodutos, o estaleiro de Aracruz, além de um parque metal-mecânico composto por empresas que têm atuação nacional”, cita.
 
Para Cordeiro, esses fatores, aliados à articulação da classe empresarial, atuação da própria Findes e autoridades municipais, estaduais e federais posicionam o município entre os melhores do Brasil para se fazer negócios. “Aracruz com esse resultado de sétimo lugar, sem dúvida alguma, vai atrair mais negócios e mais investimentos para o nosso município. Estamos honrados com essa colocação nessa importante pesquisa”, diz.


 
O estudo

O estudo das 100 Melhores Cidades para Fazer Negócios é publicado pela Urban Systems anualmente, desde 2014. Até 2019, a metodologia para elaboração do ranking teve poucas alterações. A pesquisa apresentava uma lista única das melhores cidades para se investir, considerando quatro eixos: desenvolvimento econômico e social, capital humano e infraestrutura. 
 
No entanto, com o impacto do novo coronavírus e a intenção de manter o estudo atual e renovado, a publicação de 2020 está de cara nova e aposta em um olhar mais segmentado das melhores cidades para negócios, levando em conta os resultados para seis setores da economia: indústria, comércio, serviços, educação, mercado imobiliário e agropecuária.
 
Diretor de marketing da Urban Systems e responsável pelo estudo, Willian Rigon, diz que o estudo vai ajudar os investidores, empresários e a iniciativa privada, em geral, na tomada de decisões sobre quais especialidades de cada município podem ser melhor exploradas. “O estudo é importante nesse momento de pandemia, em que é necessário que se mantenham os investimentos, mas [aportes] assertivos, que possam ter sustentabilidade econômica. O objetivo dele no período pré, durante e pós-pandemia é direcionar em relação aos novos negócios, empresas e empreendedores”, afirma.
 
Segundo ele, apesar de cada município ter as suas peculiaridades, há pontos em comum às melhores cidades para fazer negócios, que podem ser observados. “É importante ter um ambiente favorável, ter mão de obra qualificada e uma gestão pública eficiente. Se a gente pudesse apontar três pontos específicos, são essas as características comuns às cidades melhores posicionadas”, cita.

Metodologia

Para chegar ao ranking, o estudo utiliza oito indicadores como base para todos os municípios. Eles estão atrelados ao impacto do novo coronavírus na saúde da população e na economia, além do desempenho econômico das cidades em aspectos como empregabilidade. Além disso, para cada setor, como o de serviços, por exemplo, são utilizados indicadores específicos para atribuir pontuação a cada cidade. 

Copiar o texto
22/01/2021 00:00h

As vagas estão abertas para os municípios de Cariacica, Serra, Vila Velha e Vitória

Baixar áudio

Nesta semana, o IEL Espírito Santo está com 66 vagas de estágio abertas, sendo 52 para estudantes do ensino superior, outras 10 vagas para alunos de cursos técnicos e duas para estudantes do Ensino Médio. As oportunidades são para as mais diversas áreas, como Administração, Arquitetura, Ciência da Computação, Contábeis, Engenharias, Jornalismo, Marketing, Sistema da Informação, entre outras.
 
As vagas estão abertas para os municípios de Cariacica, Serra, Vila Velha e Vitória. Os detalhes de cada vaga e o acesso à inscrição estão no site do IEL Espírito Santo. As bolsas variam entre R$ 450 e R$ 900, podendo ser complementadas com benefícios como Auxílio ou Vale Transporte e Alimentação na empresa. 
 
A psicóloga do IEL-ES, Luíza Bazoni Hemerly, destacou que o estágio é um meio importante para a inserção dos estudantes no mundo profissional. “É onde ele pode praticar o que aprendeu na teoria, é a porta de entrada para o mercado de trabalho. Estamos atuando há 51 anos no mercado capixaba e é difícil mensurar quantos estudantes atendemos desde que iniciamos essa atividade. Mas no último ano foram 38.873 estudantes”, disse.

PE: IEL oferece 34 vagas de estágio

CE: IEL tem processo seletivo para estágio no TCE
 
Estudante do sexto período do curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Yuri Barreto, de 21 anos, já está há um ano e cinco meses no seu primeiro estágio, que conseguiu por meio do processo seletivo do IEL. Ele contou como a plataforma facilita a busca do estudante. 
 
“Encurta muito o processo, porque tudo você consegue fazer ali mesmo cadastrar o currículo, então não tem essa coisa de ficar entregando currículo. Olhar as vagas e se candidatar naquelas que você tem interesse, enfim, todo o processo é lidado por essa plataforma só e isso facilita muito”, contou.
 
Para o professor do curso de administração do Centro Universitário IESB, Marco Lucinda, o estágio é uma oportunidade de o aluno conhecer melhor sua futura atividade e escolher uma área de atuação, além de criar contatos profissionais importantes para o futuro.
 
“Sabemos que muitos dos alunos que fazem estágio acabam sendo contratados e se não são contratados eles recebem indicação do responsável pelo estágio para outros empregos. Então é uma ótima, é uma excelente oportunidade, de fazer o networking dele”, afirmou.

Copiar o texto
Saúde
21/01/2021 13:00h

O investimento é superior a R$ 5 milhões, sendo que a Central de Regulação das Urgências será totalmente custeada pelo Estado

Baixar áudio

O Governo do Estado do Espírito Santo oficializou, na última quarta-feira (20), o início do funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) na Região Norte de Saúde, que faz parte do programa “Samu para Todos”. O investimento é superior a R$ 5 milhões, sendo que a Central de Regulação das Urgências será totalmente custeada pelo Estado. 

Inicialmente, 11 municípios serão contemplados: Boa Esperança, Conceição da Barra, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus e Vila Pavão. Os municípios de Água Doce do Norte, Barra de São Francisco e Ecoporanga serão contemplados na segunda etapa de implantação do serviço na região.

Curso do Ministério da Saúde visa capacitar profissionais de saúde a registrarem dados dos pacientes corretamente

Covid-19: vacina começa a chegar nos municípios

O Consórcio Público da Região Norte do Estado (CIM Norte/ES) é parceiro na iniciativa. Segundo o superintendente de Saúde da Região, essa ampliação permite o maior alcance do atendimento pré-hospitalar à sociedade. Na ocasião, o governador Renato Casagrande assinou também a Ordem de Serviço para as obras de pavimentação asfáltica e drenagem na Avenida Jairo Mendonça Bahia, em São Mateus.

Copiar o texto
18/01/2021 14:30h

Nossa Bolsa 2021 oferta 1.021 auxílios em instituições de ensino privadas no Espírito Santo, com possibilidade de uso das notas do Enem desde 2015

Baixar áudio

As incertezas provocadas pela atual edição do Exame Nacional do Ensino Médio, em meio à pandemia, remodelaram o Programa Nossa Bolsa, do governo do Espírito Santo. Em 2021, o projeto vai permitir que candidatos às vagas de bolsistas se inscrevam com as notas das provas de 2015 a 2019. 

O incentivo governamental oferta 1.021 bolsas em instituições de ensino privadas do Espírito Santo, sendo que a maior parte cobre o valor integral da mensalidade, e 39 cobrem o valor parcial. Para concorrer, os estudantes precisam ter concluído um curso técnico ou o Ensino Médio na rede pública ou na rede particular na condição de bolsista integral, além de residirem no estado.  

As bolsas de 100% da mensalidade são destinadas para pessoas de grupos familiares com renda de até um salário mínimo, enquanto as bolsas de 50% são voltadas para aqueles com renda de até três salários mínimos. O quadro total de vagas e faculdades estão presentes nos anexos do edital que será publicado no site da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo. As inscrições ficam abertas entre 25 e 29 de janeiro. 

Copiar o texto
08/01/2021 13:30h

Valores do Sistema Transcol vão ter reajuste a partir deste domingo (10)

Baixar áudio

A partir deste domingo (10), começa a valer a nova tarifa do Sistema Transcol, que passa de R$ 3,90 para R$ 4,00, um reajuste de 2,56%. A Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) do Espírito Santo informa que a mudança de valores é necessária para cumprir o contrato de concessão do sistema, assinado em 2014 e que prevê reajustes anuais no mês de janeiro.

Denatran define agenda regulatória para 2021 e 2022

Projeto pretende favorecer vendedores ambulantes com acesso ao transporte público

Mesmo com o aumento, se for comparada às tarifas cobradas nos Estados da Região Sudeste, a passagem do Transcol continua sendo a mais barata. Rio de Janeiro (R$ 4,05), São Paulo (R$ 5,10) e Belo Horizonte (R$ 5,60), ainda vão reajustar seus valores.

A tarifa com desconto no domingo, vai passar de R$ 3,40 para R$ 3,50 e o Bike GV passará de R$ 1,95 para R$ 2,00. O índice foi apresentado na última reunião do conselho que delibera sobre tarifa, com representantes do governo, da iniciativa privada e da sociedade civil organizada. Atualmente, o Sistema Transcol opera com 1,4 mil veículos na frota, aproximadamente 11,5 mil viagens diárias e uma média de 420 mil passageiros por dia.

Copiar o texto