;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Estudantes

16/04/2021 11:00h

Os interessados podem consultar pela página do Sisu na internet e a matrícula poderá ser realizada a partir da próxima segunda-feira (19)

Baixar áudio

Nesta sexta-feira (16) o Ministério da Educação (MEC) divulga o resultado do processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do primeiro semestre de 2021. Os interessados podem consultar pela página do Sisu na internet e a matrícula será realizada a partir da próxima segunda-feira (19) até sexta-feira (23), em dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição de ensino.

“Dia Nacional da Educação Profissional é uma forma de valorização do ser humano no mundo do trabalho”, destaca senador Flávio Arns

Covid-19: Saiba a forma correta de usar a máscara

O processo seletivo do Sisu referente à primeira edição de 2021 vai ser feito em uma única chamada. Quem não conseguiu uma vaga pode participar da lista de espera. O estudante deve manifestar interesse por meio da página do Sisu na internet, a partir de hoje (16) em apenas um dos cursos para o qual optou por concorrer.

Quem foi selecionado na chamada regular em uma de suas opções de vaga não pode participar da lista de espera, independentemente de ter realizado a matrícula na instituição. Os procedimentos para preenchimento das vagas não ocupadas na chamada regular serão definidos em edital próprio de cada instituição participante. O site do Sisu é https://sisualuno.mec.gov.br/

Copiar o texto
Educação
12/04/2021 11:30h

Com a determinação do Ministério da Educação, a nota do candidato parcialmente classificado no curso de sua primeira opção de inscrição não será mais computada para efeito do cálculo da segunda opção

Baixar áudio

As notas de corte dos cursos ofertados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bem como a classificação parcial dos candidatos inscritos nesta primeira edição, voltaram a ser geradas e apresentadas no mesmo formato adotado em edições passadas, anteriores às duas edições de 2020.
 
Com a determinação do Ministério da Educação (MEC), a nota do candidato parcialmente classificado no curso de sua primeira opção de inscrição não será mais computada para efeito do cálculo da segunda opção.

Sisu começa inscrições nesta terça-feira (06)

Informações sobre situação do aluno devem ser enviadas até esta quarta-feira (7) para o Censo Escolar 2020
 
A nota de corte é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados para cada curso, com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, de acordo com o desempenho obtido no Enem.
 
O sistema de inscrição do Sisu estará apto a operacionalizar essa alteração em dois momentos: de zero hora até uma hora de terça-feira (13) e em segundo momento de zero hora até uma hora de quarta-feira (14). O total de vagas ofertadas nesta edição do Sisu chega a 206.609 mil para 5.571 cursos de graduação, distribuídos em todos os estados brasileiros.

Copiar o texto
26/03/2021 00:10h

Marta Litwinczik, coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, recomenda manter a distância entre uma mão e outra, com os braços abertos

Baixar áudio

As aulas estão de volta, seja a distância ou presencial. Nessa volta às aulas, é preciso seguir as novas regras para proteger todos contra o coronavírus. Na escola, é fundamental manter o espaçamento seguro das mesas e organizar as turmas. Como fazer isso na prática? Marta Litwinczik, coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, detalha.

“O espaçamento mínimo deve ser de um metro entre uma carteira e outra. E garantir o máximo possível de distanciamento das crianças dentro do transporte escolar. E é necessário também manter o espaçamento nas outras áreas em que há atividades. Promover atividades que garantam pelo menos a distância mínima, entre uma criança e outra, de um metro. Como que a gente mede esse um metro? É mais ou menos a distância entre uma mão e outra com os braços abertos”, orienta.

O fechamento das escolas deve ser sempre a última opção. Caso elas tenham que ser fechadas, devem ser as primeiras a reabrir assim que a situação epidemiológica permitir.

Nessa volta às aulas, cada um faz a sua parte. Use máscara, lave sempre as mãos, mantenha a distância e siga as orientações da escola. Saiba mais em unicef.org.br.

Copiar o texto
24/03/2021 14:00h

Prazo segue até 14 de abril, por blocos de municípios

Baixar áudio

Novos alunos da rede de ensino da Bahia já podem fazer a matrícula. O prazo segue até 14 de abril, por blocos de municípios. No entanto, até o dia 25 de março, o procedimento é voltado para os novos egressos de escolas municipais. O cronograma dos municípios está disponível no Portal da Educação

O primeiro bloco, iniciado na terça-feira (23) – e que segue até 25 de março – contempla os municípios de Almadina, Macaúbas, Itabuna, Mucugê, Tucano, Taperoá, Jussarí, Rio de Contas, Itaetê, Piatã, Xique-xique, Gandu, Iguaí, entre outros.

Os alunos concluintes do 5º ou 9º ano do ensino fundamental, regularmente matriculados na rede pública municipal de ensino, no ano letivo de 2020 – cujas escolas não oferecem a série subsequente – deverão se matricular até o dia 25 de março.

MG: Projeto “Mãos Dadas” fortalece a cooperação entre estado e municípios na Educação

Minuto Unicef: como limpar e desinfectar corretamente o ambiente escolar?

A matrícula pode ser feita pelo SAC Digital no site sacdigital.ba.gov.br, ou pelo aplicativo SAC DIGITAL, disponível gratuitamente para os sistemas Android ou IOS. No caso de estudantes sem acesso à internet, a matrícula pode ser feita diretamente na escola, com horários agendados por telefone, e adotando todos os protocolos sanitários para evitar o contágio pelo coronavírus.

Para outras informações, acesse o Portal da Educação.

Copiar o texto
24/03/2021 00:00h

Marta Litwinczik, coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, recomenda cuidados na sala de aula, biblioteca, direção e até no transporte escolar

Baixar áudio

As aulas estão de volta, seja a distância ou presencial. Nessa volta às aulas, é preciso seguir as novas regras para proteger todos contra o coronavírus. Na escola, é importante manter a ventilação adequada das salas. Mas como fazer isso na prática? Marta Litwinczik, coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, explica.

“Devemos observar se todas as portas e janelas estão abertas. Garantir que fiquem abertas o maior tempo possível, nos diversos espaços da escola: na sala de aula, na sala da direção, na sala da coordenação pedagógica, na cantina, na biblioteca. Ar-condicionado não é recomendável. Mas se não houver outra possibilidade, é necessário fazer a higienização e a limpeza do equipamento com maior regularidade. Com relação à ventilação, é necessário observar e garantir também no transporte escolar”, recomenda.

O fechamento das escolas deve ser sempre a última opção. Caso elas tenham que ser fechadas, devem ser as primeiras a reabrir assim que a situação epidemiológica permitir.

Nessa volta às aulas, cada um faz a sua parte. Use máscara, lave sempre as mãos, mantenha a distância e siga as orientações da escola. Saiba mais em unicef.org.br.

Copiar o texto
22/03/2021 15:00h

Benefício vai ajudar a combater os efeitos da crise econômica causada pela pandemia da Covid-19

Baixar áudio

O governo da Bahia antecipou o crédito do vale-alimentação estudantil por determinação do governador Rui Costa. O valor de R$55 foi creditado no último domingo (21). Até agora já são R$ 220 milhões de investimentos com recursos próprios do estado no Programa Vale-alimentação Estudantil (PVAE) que ajuda a combater os efeitos da crise econômica causada pela pandemia da Covid-19.  

Minuto Unicef: como limpar e desinfectar corretamente o ambiente escolar?

Sebrae elabora orientações para fortalecer o setor de artesanato durante a pandemia da Covid-19

Para saber se está incluído neste primeiro lote, o estudante pode acessar o aplicativo da Alelo, disponível nas plataformas Android e iOS; o site da Alelo (alelo.com.br); e os canais de comunicação no verso do cartão, como a central telefônica (4004 – 7733). Depois é só se dirigir a qualquer um dos 20 mil estabelecimentos que aceitam a bandeira Alelo na Bahia para fazer as compras.

O vale-alimentação é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios, a aquisição dos alimentos é de livre escolha dos estudantes. Em caso de dúvida, o estudante deve entrar em contato com a escola onde está matriculado ou pelos canais da Ouvidoria 0800 284 0011 ou pelo e-mail ouvidoria@educacao.ba.gov.

Copiar o texto
22/03/2021 00:00h

Coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, Marta Litwinczik, explica a diferença entre limpeza e desinfecção, e como realizá-las

Baixar áudio

As aulas estão de volta, seja a distância ou presencial. Nessa volta às aulas é preciso seguir as novas regras para proteger todos contra o coronavírus. Na escola, é fundamental manter a higienização e a desinfecção dos ambientes. Mas você sabe como elas devem ser feitas?  Marta Litwinczik, coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, explica.

“É importante fazer primeiro a limpeza, depois a desinfecção. A limpeza tem como objetivo retirar a parte física: a poeira e o papel que ficou em cima da mesa. É necessário fazer a limpeza, com todo o equipamento de higiene: rodos, baldes, buchas e panos limpos. Utilizar os materiais de limpeza nas cadeiras, no chão, nas janelas, nas maçanetas, nos locais onde há mais contato das pessoas com a superfície. A segunda etapa que realmente vai desinfectar; eliminar a substância contaminante. Essa parte tem que ser feita com água sanitária, com a diluição adequada.”

Marta Litwinczik orienta que o processo seja feito, no mínimo, uma vez por turno escolar, em todos os ambientes da escola: salas de aula, pátio, áreas de uso coletivo e locais onde fica a equipe de trabalho.

O fechamento das escolas deve ser sempre a última opção. Caso elas tenham que ser fechadas, devem ser as primeiras a reabrir assim que a situação epidemiológica permitir.

Nessa volta às aulas, cada um faz a sua parte. Use máscara, lave sempre as mãos, mantenha a distância e siga as orientações da escola. Saiba mais em unicef.org.br.

Copiar o texto
17/03/2021 14:30h

A volta às aulas dessas séries estava prevista para esta quarta-feira (17), porém, foi adiada por duas semanas

Baixar áudio

O retorno do ensino presencial na rede de educação do município do Rio de Janeiro foi adiado para o 3º, 4º, 5º, 6° e 9º anos do ensino fundamental, com alunos acima de 8 anos de idade. A volta às aulas dessas séries estava prevista para esta quarta-feira (17), porém, foi adiada por duas semanas.

Com isso, as aulas presenciais continuam apenas para a pré-escola e 1º e 2º anos do ensino fundamental, para alunos com idade entre 4 e 8 anos. Pelo menos 270 escolas que oferecem atendimento para esses segmentos estão abertas.

CNM alerta gestores sobre prazos de programas da educação que devem ser cumpridos este mês

Após promulgação da PEC do auxílio emergencial estudo traça perfil dos beneficiários

Como a aula presencial é opcional, os estudantes que optarem por não ir à escola, ou que ainda não tiveram retorno das aulas presenciais, podem conferir os conteúdos pelo aplicativo Rioeduca em casa e pelo Rioeduca na TV, que vai ao ar pela TV Escola (canal aberto 2.3), NET/Claro (canal 15), Claro TV (canal 8), Oi TV (canal 25), Sky (canal 21) e Vivo (canal 7), ou ainda pelo YouTube.

 

Copiar o texto
16/03/2021 14:00h

Interessados nas vagas remanescentes podem pleitear uma vaga na EJA Novos Rumos

Baixar áudio

Interessados em uma das vagas remanescentes das escolas públicas de Minas Gerais podem se cadastrar no Sistema Único de Cadastro Escolar e Encaminhamento de Matrícula (Sucem). O programa da Secretaria de Estado de Educação oferece uma chance para alunos maiores de 18 anos concluírem o ensino médio, em tempo mais curto, por meio do EJA Novos Rumos, além de incentivar a participação de jovens e adultos em cursos de Formação Inicial Continuada. 

Inscrições vão até 2 de abril pelo link. Após o cadastro, o candidato vai receber a indicação da escola mais próxima de sua residência, onde ainda houver vaga para o ano e a etapa de ensino pretendidos. Com essas informações, o aluno maior de idade ou seus pais e/ou responsáveis devem fazer o processo de matrícula.

MINUTO UNICEF: higienização das mãos deve ser parte do cronograma escolar

SE: estado prorroga prazo para entrega de documentos necessários à efetivação da matrícula

No caso das escolas localizadas em municípios que estiverem na onda roxa do Plano Minas Consciente, as matrículas serão feitas digitalmente, por e-mail. Já nas demais unidades, o procedimento deverá ser feito de forma presencial, na unidade de ensino para onde o estudante foi encaminhado. Apenas uma pessoa terá acesso à escola para a entrega da documentação. 

Copiar o texto
Educação
15/03/2021 15:30h

Os alunos que fizeram a matrícula têm até 5 de abril para entregar a documentação na própria unidade de ensino em que vão estudar

Baixar áudio

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura de Sergipe estendeu o prazo de entrega da documentação necessária para a efetivação da matrícula online. Os alunos que fizeram a matrícula têm até 5 de abril para entregar a documentação na própria unidade de ensino em que vão estudar.

A diretora da Coordenadoria de Estudos e Avaliação Educacional da Seduc, Jonniely Cruz, a prorrogação do período se dá por conta das novas diretrizes de restrições do comitê científico do Governo de Sergipe, já que ocasiona uma redução de horário e de pessoal nas escolas.

A efetivação da matrícula depende da entrega de documentos como comprovante de matrícula online, original ou fotocópia de Certidão de Nascimento, do RG ou CPF, Número de Inscrição Social (NIS), caso tenha; Guia de Transferência ou Declaração; comprovante de residência com o CEP, quando houver; duas fotografias 3x4, entre outros.

Nova campanha do Sebrae dá dicas para empresas de eventos culturais na retomada econômica

Imposto de Renda 2021: tire suas dúvidas para acertar as contas com o Leão

A matrícula online começou no dia 1º de março para os alunos estudantes da rede estadual e seguiu com mais duas fases: de 5 a 10 para os alunos que desejaram mudar de escola na própria rede e de 11 a 15 para os alunos que desejam ingressar na rede estadual.

O início das aulas remotas do ano letivo 2021 está previsto para o dia 22 de março. Já a previsão de início das aulas presenciais foi alterada para o dia 5 de abril.

 

Copiar o texto