;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Enem

04/05/2021 17:30h

Solicitações devem ser feitas entre 17 e 28 de maio. Candidatos que faltaram ao Enem 2020 devem justificar ausência para ser isento da taxa este ano

Baixar áudio

Em edital publicado na segunda-feira (3) no Diário Oficial da União (DOU), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou as datas para os candidatos que quiserem pedir isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) neste ano.

O prazo para a solicitação é de 17 a 28 de maio. Aqueles que se inscreveram e faltaram no Enem 2020 devem justificar a ausência para poder solicitar a isenção. Os resultados serão divulgados em 9 de junho e mesmo que o candidato tenha a isenção concedida, será preciso realizar nova inscrição no Enem quando estas forem abertas.

Começam as inscrições para as bolsas remanescentes do Prouni

Entre os critérios para pedir isenção da taxa estão: ter cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou ser bolsista integral na rede privada, ou declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica.

As datas para a inscrição no Enem e os dias de prova do ano de 2021 ainda não foram divulgados.

Copiar o texto
19/04/2021 18:00h

Nesta edição a chamada é única. Cerca de 200 mil vagas de graduação serão oferecidas em instituições públicas

Baixar áudio

Começa nesta segunda-feira (19) o prazo para candidatos aprovados no processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do primeiro semestre de 2021, realizarem as suas matrículas. Os estudantes devem ficar atentos aos horários e locais de atendimento definidos por cada instituição de ensino.

O Sisu é o programa do Ministério da Educação para acesso de brasileiros a cursos de graduação em universidades públicas do país. As vagas são abertas semestralmente e os candidatos são selecionados de acordo com suas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Nesta edição do Sisu, a chamada será única. Cerca de 200 mil vagas serão oferecidas para mais de 5 mil cursos de graduação e quem não conseguiu uma vaga pode participar da lista de espera. Para isso, é necessário manifestar o interesse por meio da página do Sisu na internet, até a próxima sexta-feira (23).

Reportagem, Poliana Fontenele

Copiar o texto
17/04/2021 08:00h

Estudantes que fizeram o Enem nos últimos 10 anos poderão se inscrever. Resultado sairá em 7 de maio

Baixar áudio

Nos dias 3 e 4 de maio, o Ministério da Educação abrirá as inscrições para a ocupação de bolsas remanescentes do processo seletivo do primeiro semestre de 2021 do Programa Universidade para Todos (Prouni). A inscrição será realizada exclusivamente pela internet, no site oficial do Prouni.

As bolsas remanescentes ofertadas são aquelas não preenchidas no processo seletivo regular para o primeiro semestre de 2021. Os estudantes que fizeram qualquer uma das edições do Enem nos últimos 10 anos, poderão se inscrever para disputar uma das bolsas ofertadas. Entre os critérios exigidos, estão o bom desempenho no Enem, com a pontuação mínima obtida de 450 pontos, e a condição socioeconômica do estudante.

O resultado está previsto para ser divulgado no dia 7 de maio e o prazo para que os aprovados entreguem a documentação necessária, é de 10 a 13 de maio.

Copiar o texto
Educação
12/04/2021 11:30h

Com a determinação do Ministério da Educação, a nota do candidato parcialmente classificado no curso de sua primeira opção de inscrição não será mais computada para efeito do cálculo da segunda opção

Baixar áudio

As notas de corte dos cursos ofertados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bem como a classificação parcial dos candidatos inscritos nesta primeira edição, voltaram a ser geradas e apresentadas no mesmo formato adotado em edições passadas, anteriores às duas edições de 2020.
 
Com a determinação do Ministério da Educação (MEC), a nota do candidato parcialmente classificado no curso de sua primeira opção de inscrição não será mais computada para efeito do cálculo da segunda opção.

Sisu começa inscrições nesta terça-feira (06)

Informações sobre situação do aluno devem ser enviadas até esta quarta-feira (7) para o Censo Escolar 2020
 
A nota de corte é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados para cada curso, com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, de acordo com o desempenho obtido no Enem.
 
O sistema de inscrição do Sisu estará apto a operacionalizar essa alteração em dois momentos: de zero hora até uma hora de terça-feira (13) e em segundo momento de zero hora até uma hora de quarta-feira (14). O total de vagas ofertadas nesta edição do Sisu chega a 206.609 mil para 5.571 cursos de graduação, distribuídos em todos os estados brasileiros.

Copiar o texto
01/03/2021 10:50h

Interessados têm até terça-feira (2) para se inscreverem

Baixar áudio

Estão abertas as inscrições para lista de espera do ProUni – Programa Universidade para Todos. Quem não foi aprovado na primeira ou na segunda chamada da seleção, deve entrar novamente no site, com os dados do Exame Nacional do Ensino Médio – o Enem – e manifestar interesse em participar do processo. O prazo vai até terça-feira (2).

A inclusão na lista de espera não está aberta a novos inscritos e só vale para quem já participou da primeira e da segunda chamada.

Metodologia do Colégio Sesi-PR desenvolve habilidades emocionais desde o ensino infantil

Programa Jovem Aprendiz do Senai-PA oferece formação profissional na maior produtora de bauxita do Brasil

O ProUni acontece duas vezes ao ano e seleciona alunos, com base nas notas do Enem, para estudarem em universidades particulares, com bolsas parciais ou integrais. É necessário comprovar a renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa – para bolsas de 100% - ou de três salários mínimos – para bolsas de 50%.

Copiar o texto
23/02/2021 10:50h

Provas vão atender a pessoas privadas de liberdade, estudantes que foram impedidos de comparecer anteriormente por decretos locais ou que estavam com sintomas de Covid-19 nos dias da primeira aplicação

Baixar áudio

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 que vão fazer as provas nesta terça-feira (23) e na quarta-feira (24) já podem conferir os locais de prova. As informações estão disponíveis no Cartão de Confirmação de Inscrição, que pode ser acessado na Página do Participante
 
Nesses dois dias, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) fará a reaplicação do Exame para pessoas privadas de liberdade e para candidatos que não fizeram a prova por causa de decretos locais relacionados à Covid-19. 

Senado vota nesta terça-feira PL para disponibilizar internet para alunos e professores da rede pública

Ferramenta ajuda escolas públicas a compartilharem livros didáticos

Copiar o texto
09/02/2021 15:00h

Estudantes podem solicitar reaplicação em casos de não participação por conta de sintomas de Covid-19 ou problemas logísticos

Baixar áudio

Está aberto o prazo de solicitação de reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os candidatos têm até o dia 12 de fevereiro para informar a impossibilidade de participação nas provas que aconteceram em 31 de janeiro e 7 de fevereiro, devido a sintomas de Covid-19 ou problemas logísticos, por exemplo.

O prazo se iniciou nesta segunda-feira (8). Para realizar o pedido, é necessário acessar a Página do Participante e enviar exames e laudos médicos ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), caso os documentos ainda não tenham sido anexados nas semanas anteriores. 

De acordo com o último balanço divulgado pelo Inep, 320 participantes do Enem digital solicitaram a reaplicação, já aprovada para 194 pessoas. As provas serão realizadas nos dias 23 e 24 de fevereiro, apenas na versão impressa. Além da Covid-19, podem solicitar a reaplicação os participantes com coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela.

Dentro dos problemas logísticos aceitos pelo edital no Enem, estão, por exemplo, desastres naturais que impliquem no comprometimento da infraestrutura do local, falta de energia elétrica, falha no dispositivo eletrônico fornecido ao participante que solicitou uso de leitor de tela ou erro de execução de procedimento de aplicação que incorra em comprovado prejuízo ao participante.

Copiar o texto
Educação
09/02/2021 11:25h

Por meio do programa, estudantes que fizeram o Enem podem concorrer a vagas em instituições públicas de ensino superior

Baixar áudio

As instituições públicas de educação superior já podem aderir ao primeiro processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para 2021. O prazo para adesão se estende até a próxima sexta-feira (12). 
 
Por meio do Sisu, os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem usar os seus resultados da prova para concorrer a uma vaga no ensino superior em universidades públicas. 

Inep aponta disparidades no acesso à internet em escolas brasileiras

Mais da metade das famílias com crianças e adolescentes que estudam em escola pública não recebeu alimentação escolar durante fechamento na pandemia
 
Segundo o edital, as instituições devem disponibilizar o acesso virtual para que os estudantes selecionados possam encaminhar a documentação exigida e efetuar a matrícula de forma remota, caso não seja possível realizar esse procedimento presencialmente. 
 
De 17 a 23 de fevereiro, essas instituições terão que ratificar, caso necessário, as informações que constam nos documentos de adesão, que deverão ser encaminhados ao Ministério da Educação (MEC). Além disso, as instituições devem divulgar na internet e em locais de grande circulação de estudantes, as condições específicas de concorrência às vagas ofertadas por meio do Sisu.

Copiar o texto
08/02/2021 12:00h

Prova digital terminou neste último domingo (7), quando participantes de 104 cidades fizeram provas de matemática e ciências da natureza

Baixar áudio

O primeiro Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital terminou neste último domingo (7), quando participantes de 104 cidades fizeram provas de matemática e ciências da natureza. Apesar de ser uma novidade para os brasileiros, a experiência deve ser aprimorada e incentivada nos próximos cinco anos. A meta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é de que o Enem seja realizado de forma totalmente digital até 2026. 

Neste modelo, os participantes realizam a prova em computadores instalados em locais de prova estabelecidos pelo Inep. Os candidatos recebem um código que precisa ser inserido na tela antes de começar o exame e quando finalizam as questões. Os computadores só permitem acesso às provas, sem dispor de internet ou calculadora, por exemplo.

No primeiro dia de aplicação, 30 mil candidatos optaram pelo modelo computadorizado, o que corresponde a aproximadamente 32% do total de 93 mil inscritos. O exame, tanto na modalidade impressa quanto digital, foi suspenso no estado do Amazonas devido aos impactos da pandemia da Covid-19. A prova impressa ainda foi cancelada em Rolim de Moura (RO) e em Espigão D'Oeste (RO) pelo mesmo motivo sanitário. Esses estudantes poderão fazer as provas na reaplicação.

Copiar o texto
08/02/2021 11:20h

No entanto, alguns relataram diferentes reações por fazer a prova em novo modelo

Baixar áudio

Candidatos que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital no último domingo (7) aprovaram o uso da tecnologia. No entanto, alguns não se adequaram ao novo modelo. Segundo relatos dos estudantes, há quem considere o formato menos cansativo, enquanto outros têm uma percepção exatamente oposta.

Os portões de acesso aos locais de prova se fecharam às 13h e os candidatos tiveram prazo até as 18h30 para concluir o exame. Eles usaram um computador sem acesso à internet ou à calculadora. As questões objetivas eram todas marcadas na tela, e os participantes não precisavam preencher o cartão-resposta à mão. A redação, no entanto, foi escrita à mão.

Participantes do Enem podem solicitar reaplicação das provas

MEC anuncia regras para o processo seletivo do Fies

Esta é a primeira edição do Enem digital, realizada de forma piloto pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O exame pode ser usado para concorrer a vagas no ensino superior por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A expectativa é que as provas sejam totalmente digitais até 2026.

 

Copiar o texto