Paraná

14/06/2024 00:44h

A soja é negociada a R$ 136,05 no interior do Paraná

Baixar áudio

Os preços da soja estão altos no país, após a valorização do dólar. 

No interior do Paraná, o preço da oleaginosa é de R$ 136,05, por saca de 60 kg. Em Paranaguá (PR), a saca é comercializada a R$ 140,55. 

O preço da tonelada de trigo também subiu. No último fechamento, a commodity é comercializada a R$ 1.554,40 no Paraná e R$ 1.432,30 no Rio Grande do Sul.

Os valores são do Cepea/USP.


 

Copiar textoCopiar o texto
13/06/2024 00:55h

A tonelada do grão é negociada a R$ 1.538,00 no Paraná

Baixar áudio

Nesta quinta-feira (13), a tonelada do trigo subiu de preço, conforme a tendência já observada. Os valores são os maiores desde meados de 2023, com menores estoques no Brasil e no exterior. Além disso, houve queda da produção e relatos de alguns compradores de dificuldades em encontrar trigo de melhor qualidade. 

No Paraná, a tonelada custa R$ 1.538,00 e, no Rio Grande do Sul, R$ 1.429,10. 

O preço da soja também avançou no dia e a saca de 60 quilos custa R$ 136,15 no interior do Paraná. No litoral do estado, o valor é de R$ 140,10/saca.

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
12/06/2024 00:55h

Alta da oleaginosa foi sentida no interior e no litoral do Paraná

Baixar áudio

De acordo com o Cepea, a valorização da cotação do dólar sustenta os preços da soja no país. Além disso, os negócios estão lentos e os vendedores retraídos à espera de um câmbio ainda maior. 

No interior do Paraná, o preço da oleaginosa é de R$134,95, por saca de 60 kg, em alta de 0,25% no dia. Em Paranaguá, a saca é comercializada a R$140,20. 

O preço da tonelada de trigo também está alto - no maior patamar, desde meados de 2023. Porém, no último fechamento, a commodity obteve uma leve queda e a commodity é comercializada a R$1.523,15 no Paraná e R$1.424,70 no Rio Grande do Sul.

Os valores são do Cepea/USP.
 

Copiar textoCopiar o texto
11/06/2024 00:55h

No último fechamento, houve crescimento de preços também para o trigo

Baixar áudio

Nesta terça-feira (11), a saca de 60 quilos de soja está cotada a R$ 134,60 em diferentes cidades do interior do Paraná. Já para o litoral, em Paranaguá, o preço é de R$ 140,15. Ambas as localidades tiveram alta de preços no último fechamento de mercado. 

O preço do trigo, também em alta no Paraná e no Rio Grande do Sul, custa R$ 1.540,10 e R$ 1.425,20/tonelada. 

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
10/06/2024 00:22h

No último fechamento, houve crescimento de preços no Paraná e no Rio Grande do Sul

Baixar áudio

Os preços do trigo são os maiores desde meados de 2023. O dado é de levantamento do Cepea. De acordo com pesquisadores, as cotações firmes do cereal (com menores estoques) no segundo semestre de cada ano contribuem para esse cenário. A queda de estoque mundial pelo terceiro ano consecutivo também influenciou na alta dos valores. 

Com a queda da produção em 2023, alguns compradores ainda relatam dificuldades em encontrar o trigo de melhor qualidade no mercado interno e se veem obrigados a aumentar as importações.

No último fechamento, o preço da tonelada subiu acima de 3,00% no Rio Grande do Sul e custa R$ 1.401,45. O Paraná também teve alta, a R$ 1.533,90. 

Já a saca de 60 quilos de soja subiu 0,15% no Paraná e custa R$ 133,65. No Rio Grande do Sul, o preço é de R$ 138,30. 

Os valores são do Cepea/USP.

Reportagem, Luigi Mauri, narração, Felipe Moura. 

As informações são do Cepea/USP.
 

Copiar textoCopiar o texto
07/06/2024 00:22h

No dia, a tendência de alta também se verifica para o trigo no estado

Baixar áudio

Nesta sexta-feira (7), a saca de 60 quilos de soja está cotada a R$ 133,45 em diferentes cidades do interior do Paraná. Já para o litoral, em Paranaguá, o preço é de R$ 138,50. Ambas as localidades tiveram alta de preços no último fechamento de mercado. 

O preço do trigo, também em alta no Paraná, custa R$1.531,20/tonelada. Já no Rio Grande do Sul, houve leve queda de preços e a tonelada é negociada a R$1.359,30. 

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
06/06/2024 00:33h

No dia, a tendência de alta também se verifica para o trigo

Baixar áudio

Nesta quinta-feira (6), a saca de 60 quilos de soja está cotada a R$131,80 em diferentes cidades do interior do Paraná. Já para o litoral, em Paranaguá, o preço é de R$137,00. Ambas as localidades tiveram alta de preços no último fechamento de mercado. 

O preço do trigo, também em alta no Paraná e no Rio Grande do Sul, custa R$1.487,85 e R$1.361,10/tonelada. 

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
05/06/2024 00:22h

A tendência de maiores preços da commodity ocorre no Paraná e no Rio Grande do Sul

Baixar áudio

Nesta quarta-feira (5), a saca de 60 quilos de soja está cotada a quase R$131,62 em diferentes cidades do interior do Paraná. Já para o litoral, em Paranaguá, o preço é de R$136,36.

Para o preço do trigo, há alta no Paraná, a R$1.471,35/tonelada. No Rio Grande do Sul há também alta e a tonelada é de R$1.346,50.

De acordo com o Cepea, os preços do trigo são os maiores desde meados de 2023. Há um cenário de baixa de estoques no mundo e, também, no mercado interno, elevando os preços da commodity. As importações continuam altas. 

Os valores são do Cepea.

Copiar textoCopiar o texto
04/06/2024 00:11h

No Paraná, a tendência de queda foi também observada no último dia

Baixar áudio

A saca de 60 quilos de soja custa R$132,50, nesta terça-feira (4), referente a diferentes regiões do interior do Paraná. O resultado é de um mês de maio em que houve maior oferta do grão e os preços recuaram. De modo geral, houve maior disponibilidade da oleaginosa na América do Sul e nos Estados Unidos. No caso do Brasil, os vendedores aumentaram a disponibilidade até o fim da colheita.

No litoral paranaense, também ocorreu a tendência de queda de preços no dia. Hoje, a saca é negociada a R$136,65 em Paranaguá. 

Apesar disso, os valores médios de maio continuaram como os maiores do ano.

Para o trigo, no Paraná, houve queda de 2,15% no último fechamento, a R$1.451,85/tonelada. 

Já no Rio Grande do Sul, o preço teve alta, a R$1.338,90/tonelada. 

As informações são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
27/05/2024 19:24h

Com a medida, os municípios estão aptos a solicitar recursos do Governo Federal para executar ações de defesa civil

Baixar áudio

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Defesa Civil Nacional, reconheceu, nesta segunda-feira (27), a situação de emergência em sete cidades do Paraná que registraram aumento no número de casos de dengue.

Estão na lista as cidades de Cândido de Abreu, Jacarezinho, Manoel Ribas, Matelândia, São Pedro do Iguaçu, Tapira e Umuarama.

Confira o link da portaria abaixo:

Portaria nº 1.861

Com a medida, os municípios estão aptos a solicitar recursos do Governo Federal para executar ações de defesa civil, como compra de cestas básicas e de água potável.

Como solicitar recursos

Cidades com o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública podem solicitar ao MIDR recursos para ações de defesa civil. A solicitação pelos municípios em situação de emergência deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas nos planos de trabalho, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com o valor a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos.

Fonte: MIDR

Copiar textoCopiar o texto