19/04/2024 03:00h

De acordo com a cotação da companhia Morningstar, o euro está cotado a R$ 5,58

Baixar áudio

Nos últimos dias, o dólar pode alcançar um recorde histórico, que não havia sido observado em mais de um ano. A moeda esteve próxima de R$ 5,30 em um dos fechamentos; influenciada por questões externas e internas. A possível guerra no Oriente Médio, a partir dos ataques de Irã a Israel, deterioraram o humor dos investidores e levaram a um “nervosismo de mercado”. Todas as moedas consideradas mais fracas, em relação ao dólar, sofreram algum choque negativo. 

Antes disso, os investidores já estavam de olho na taxa de juros dos Estados Unidos, que se encontra estável e sem perspectivas de queda. Isto favorece que saiam investimentos de países emergentes, por exemplo, para serem alocados em títulos americanos. A situação interna brasileira de dúvidas quanto ao cumprimento da meta fiscal também não colaborou para uma cotação mais equilibrada do dólar. 

Porém, as falas do presidente do Banco Central, Campos Neto, em Washington, aliviaram a alta. Em viagem junto à comitiva do Ministério da Fazenda, o economista afirmou que o câmbio no Brasil é flutuante e que não haverá intervenções nesta política. Esta fala é bem recebida pelo mercado. 

No último fechamento, o dólar comercial esteve quase estável, cotado a R$ 5,24.

Já o euro comercial teve leve queda e está cotado a R$ 5,58.

Para as moedas de turismo, os valores são superiores.

Os dados são da companhia Morningstar.

Copiar textoCopiar o texto
19/04/2024 03:00h

Após quase fechar no negativo de novo, o índice pode se recuperar levemente

Baixar áudio

O índice da bolsa de valores brasileira (Ibovespa) conseguiu escapar de sete quedas consecutivas e teve leve alta, de 0,020%. O índice está cotado a 124.195 pontos. 

As altas da Petrobras (PETR4) e da Vale (VALE3) contribuíram para este resultado, com ações em alta, a menos de 1,00%. Entre as mais negociadas, a Sabesp (SBSP3) também subiu, a 1,65%. 

Outras altas são da Assaí (ASAI3), TOTVS (TOTS3) e Alpargatas (ALPA4), que subiram 2,65%, 2,50% e 1,80%. 

Já as baixas do dia ficaram com CVC Brasil (CVCB3), Casas Bahia (BHIA3) e Azul (AZUL4), que caíram 4,25%, 4,20% e 3,80%. 

No último fechamento, foram negociados R$ 21,8 bilhões na bolsa de valores brasileira.

Os dados referentes à bolsa de valores brasileira podem ser consultados através da B3.


 

Copiar textoCopiar o texto
19/04/2024 03:00h

Café arábica é negociado a R$ 1.319,75/saca em São Paulo

Baixar áudio

Nesta sexta-feira (19), a saca de 60 quilos do café arábica tem queda de preços, de 1,65%, e é comercializada a R$ 1.319,75 na cidade de São Paulo. O preço do café robusta também caiu e a saca de 60 quilos, à vista, é comercializada a R$ 1.146,35 para retirada próxima à região produtora de Colatina e São Gabriel da Palha, no Espírito Santo. 

A saca de 60 quilos do milho seguiu a tendência de queda, de 0,20%, e o preço é de R$ 59,30.

Já na cidade de São Paulo, o valor da saca de 50 quilos do açúcar cristal, sem impostos, está em alta e é comercializada a R$ 150,60. Em Santos, há também alta de preços e a saca de 50 quilos do açúcar cristal custa R$ 145,33.

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
19/04/2024 03:00h

Já os preços dos quilos do frango congelado e do resfriado estão estáveis

Baixar áudio

A cotação do boi gordo subiu 1,25% nesta sexta-feira (19). Com isso, o produto é negociado a R$ 232,05 no estado de São Paulo. 

Já os preços dos quilos do frango congelado e do resfriado estão estáveis, a R$ 7,20 e R$ 7,45, nas regiões da Grande São Paulo, São José do Rio Preto e Descalvado.

O preço da carcaça suína especial também está estável, a R$ 9,50/quilo, em atacado da Grande São Paulo. Também ocorre estabilidade para o suíno vivo no Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo, a R$ 6,12, R$ 6,40 e R$ 6,65. 

Em Santa Catarina e no Paraná, houve queda de preços do suíno vivo, a R$ 5,90 e R$ 6,15/quilo. 

As informações são do Cepea
 

Copiar textoCopiar o texto
19/04/2024 03:00h

O preço do trigo também caiu neste estado

Baixar áudio

A saca de 60 quilos de soja começou esta sexta-feira (19) com queda média de 0,60%, entre diferentes regiões do interior do Paraná. Nestes locais, a média de preços é de R$ 123,65, por saca de 60 kg. 

Já no litoral, o produto é comercializado a R$ 127,45, por saca de 60 kg do produto, em baixa de 0,85%. 

Para o trigo, houve baixa de preço no Paraná e no Rio Grande do Sul, onde os preços caíram 0,20%. Nesses estados, a tonelada corresponde a R$ 1.269,60 e R$ 1.211,90.

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
18/04/2024 03:00h

Ibovespa renovou o menor nível desde novembro de 2023

Baixar áudio

O índice da bolsa de valores brasileira (Ibovespa) segue no negativo, pelo sexto fechamento consecutivo. A perspectiva de alta dos juros nos Estados Unidos é um fator de peso para o desempenho ruim do Ibovespa. No último fechamento, o índice caiu 0,17% e está cotado a 124.171 pontos. Este é o menor nível desde novembro de 2023. 

As maiores baixas do dia foram das ações das empresas Marfrig (MRFG3), CVC Brasil (CVCB3) e BRF (BRFS3), que caíram 6,45%, 5,05% e 4,00%. 

Já as altas ficaram com CSN Mineração (CMIN3), LWSA (LWSA3) e Grupo Vamos (VAMO3), as quais subiram 5,50%, 3,70% e 2,55%. 

No último fechamento, foram negociados R$ 47,7 bilhões na bolsa de valores brasileira.

Os dados referentes à bolsa de valores brasileira podem ser consultados através da B3.

 

Copiar textoCopiar o texto
18/04/2024 03:00h

Café arábica é negociado a R$ 1.342,20/saca em São Paulo

Baixar áudio

Nesta quinta-feira (18), o preço do açúcar cristal subiu 1,05% e é comercializado a R$ 149,77 por saca de 50 kg, na cidade de São Paulo. Em Santos, o preço também subiu. Sem impostos, a saca do açúcar cristal é comercializada a R$ 144,70 com frete até o porto da cidade. 

A saca de 60 quilos do café arábica teve forte alta de 4,45% e é cotada a R$ 1.342,20 na cidade de São Paulo.

O mesmo ocorre para o preço do café robusta, com alta acima de 4,00%. A saca de 60 quilos, valor líquido, à vista, é comercializada a R$ 1.160,45 na região de referência de Colatina e São Gabriel da Palha, no Espírito Santo. 

Já o preço do milho caiu e a commodity custa R$ 59,40 na região de referência de Campinas (SP). 

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
18/04/2024 03:00h

O preço do quilo do frango congelado também tem queda

Baixar áudio

A cotação do boi gordo começou a quinta-feira (18) em queda de 0,7%. O produto é negociado a R$ 229,20 no estado de São Paulo. O valor é referente à arroba de 15 kg. 

O mesmo ocorre para o frango congelado, cujo preço caiu 0,55% e está cotado a R$ 7,20/quilo. Já o preço do quilo do frango resfriado subiu 0,4% e está cotado a R$ 7,45.  A região de referência destas mercadorias é a Grande São Paulo, São José do Rio Preto e Descalvado.

A carcaça suína teve queda e está cotada a R$ 9,50/quilo. A queda de preços também se verifica para o suíno vivo em São Paulo, a R$ 6,65. Em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná há estabilidade, com preços variando entre R$ 5.90 e R$ 6,15. 

As informações são do Cepea
 

Copiar textoCopiar o texto
18/04/2024 03:00h

O preço do trigo também subiu neste estado

Baixar áudio

A saca de 60 quilos de soja está cotada, nesta quinta-feira (18), a R$ 128,55, em baixa no litoral do Paraná (Paranaguá). 

Já entre diferentes cidades do interior do Paraná, a saca de 60kg é negociada a R$ 124,42. Para esta região, houve alta de preços.

O preço do trigo subiu no Paraná e no Rio Grande do Sul, onde as toneladas são negociadas a R$ 1.272,40 e R$ 1.214,80. 

Os valores são do Cepea.
 

Copiar textoCopiar o texto
18/04/2024 03:00h

De acordo com a cotação da companhia Morningstar, o euro está cotado a R$ 5,59

Baixar áudio

Após alcançar o seu maior valor em mais um ano, o dólar arrefeceu diante das falas do presidente do Banco Central, Campos Neto. Em Washington, nos Estados Unidos, em viagem junto ao Ministro da Fazenda, o economista afirmou que o câmbio no Brasil é flutuante e que não haverá intervenções nesta política. 

Essa informação é bem interpretada pelo mercado e evita que as cotações subam ainda mais. Hoje, o dólar comercial está cotado a R$ 5,23, mas os valores para a cotação de turismo são superiores. 

O euro comercial também teve leve queda e está cotado a R$ 5,59.

Os dados são da companhia Morningstar.

Copiar textoCopiar o texto