Homens

Dr. Ajuda
19/11/2021 14:00h

A Oncologista Dra. Allyne Queiroz dá mais detalhes sobre câncer de próstata hereditário

Baixar áudioBaixar áudio

Você tem familiares com câncer de próstata? Sabe se é hereditário? A Oncologista Dra. Allyne Queiroz dá mais detalhes sobre a doença.  

A maior parte dos cânceres de próstata é esporádica, ou seja, acontece devido ao envelhecimento do corpo. No entanto, nos casos de câncer hereditário, a pessoa já nasce com esse defeito genético que é passado pelos pais, fazendo com que ela desenvolva câncer geralmente em idades mais jovens.

O câncer de próstata hereditário corresponde a 5-10% dos casos de câncer. Essas alterações herdadas podem passar de pai para filho e também para filhas. Na verdade, todos seus parentes de primeiro grau (irmãos, pais e filhos) estão sob risco, e este risco é de 50%.

Quais famílias devem suspeitar de Câncer de próstata hereditário?

  • Família em que há presença de vários casos de câncer de próstata (mais de três casos).
  • Quando você ou algum familiar apresenta caso de câncer de próstata avançado (chamado de metastático) logo ao diagnóstico.
  • Quando, além de casos de câncer próstata na família, você também tem casos de câncer de mama e ovário.
  • Famílias de judeus Ashkenazi.
  • Familiares próximos já com o diagnóstico de síndrome de câncer de próstata hereditário.

Nesses casos, o que fazer?

  • Exames preventivos: os homens, devem iniciar as visitas ao urologista mais cedo que o habitual, por volta dos 40 anos. Além disso, terá que realizar outros exames preventivos para diagnóstico precoce de tumores de pâncreas, de intestino, dentre outros.
  • Teste genético: um exame simples, feito através de uma coleta de sangue (como um hemograma) ou de maneira mais simples ainda, com uma coleta de saliva. 

Portanto se a sua família apresentar vários casos de câncer de próstata ou ao menos um caso de câncer de próstata jovem, converse com seu médico para chegar ao melhor diagnóstico e ao melhor tratamento.

CONTEÚDO PARA EMISSORAS DE RÁDIO: Nesta edição, você pode utilizar dois áudios sobre o tema: 

  • O que é e fatores de risco.
  • Rastreamento e diagnóstico da síndrome hereditária.

Para saber mais, assista ao vídeo no canal Dr. Ajuda.

Copiar o texto
Saúde
15/11/2021 02:00h

O tratamento precoce tem índices de 80% de cura

Baixar áudio

O câncer de próstata é o segundo que mais afeta os homens, fica atrás apenas do câncer de pele do tipo não melanoma. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, 29% dos cânceres entre os homens estão neste órgão que faz parte do sistema reprodutor masculino. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima quase 66 mil novos diagnósticos por ano. 

Os casos estão concentrados em homens com mais de 50 anos. A doença é silenciosa, em alguns casos leva anos para evoluir. Mas o câncer de próstata também pode atingir jovens, por isso, o médico urologista Antônio Miletto recomenda o acompanhamento preventivo a partir dos 35 anos. “Quando atinge pessoas com menos de 50, normalmente ele é muito mais agressivo e de evolução muito mais rápida. Se não tratar adequadamente a pessoa acaba falecendo pela doença em menos de um ano.”  

O diagnóstico é feito por meio de exames de sangue, imagem e toque. A união dos três métodos é capaz de oferecer resultados mais precisos. O preconceito relativo ao toque digital muitas vezes atrasa a identificação e acaba resultando no avanço da doença. Atualmente, o prognóstico do câncer de próstata é de cura em 80% dos casos. Há 40 anos, esse índice era de 5%. O médico acredita que o Novembro Azul ajudou a estimular os cuidados com a saúde masculina e reconhece que há aumento da procura durante o período da campanha. “Mas eu sugiro que se faça o acompanhamento da saúde sempre no mês de aniversário”, recomenda Miletto. 

Entre os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata estão: 

  • Idade 
  • Fatores genéticos 
  • Excesso de gordura corporal 
  • Exposição a materiais tóxicos.

A próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino responsável por produzir parte do semem. Ela é do tamanho de uma maçã e fica localizada atrás do intestino grosso. Na fase avançada, o câncer de próstata pode causar problemas no trato urinário e dor óssea. O tratamento do câncer é feito por meio de retirada da próstata, radioterapia ou terapia hormonal.  

Copiar o texto
Brasil 61