Foto: IPE Saúde/Divulgação
Foto: IPE Saúde/Divulgação

Novembro Azul: câncer de próstata também atinge homens jovens

O tratamento precoce tem índices de 80% de cura


O câncer de próstata é o segundo que mais afeta os homens, fica atrás apenas do câncer de pele do tipo não melanoma. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, 29% dos cânceres entre os homens estão neste órgão que faz parte do sistema reprodutor masculino. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima quase 66 mil novos diagnósticos por ano. 

Os casos estão concentrados em homens com mais de 50 anos. A doença é silenciosa, em alguns casos leva anos para evoluir. Mas o câncer de próstata também pode atingir jovens, por isso, o médico urologista Antônio Miletto recomenda o acompanhamento preventivo a partir dos 35 anos. “Quando atinge pessoas com menos de 50, normalmente ele é muito mais agressivo e de evolução muito mais rápida. Se não tratar adequadamente a pessoa acaba falecendo pela doença em menos de um ano.”  

O diagnóstico é feito por meio de exames de sangue, imagem e toque. A união dos três métodos é capaz de oferecer resultados mais precisos. O preconceito relativo ao toque digital muitas vezes atrasa a identificação e acaba resultando no avanço da doença. Atualmente, o prognóstico do câncer de próstata é de cura em 80% dos casos. Há 40 anos, esse índice era de 5%. O médico acredita que o Novembro Azul ajudou a estimular os cuidados com a saúde masculina e reconhece que há aumento da procura durante o período da campanha. “Mas eu sugiro que se faça o acompanhamento da saúde sempre no mês de aniversário”, recomenda Miletto. 

Entre os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata estão: 

  • Idade 
  • Fatores genéticos 
  • Excesso de gordura corporal 
  • Exposição a materiais tóxicos.

A próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino responsável por produzir parte do semem. Ela é do tamanho de uma maçã e fica localizada atrás do intestino grosso. Na fase avançada, o câncer de próstata pode causar problemas no trato urinário e dor óssea. O tratamento do câncer é feito por meio de retirada da próstata, radioterapia ou terapia hormonal.  

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O câncer de próstata é o segundo que mais afeta os homens, fica atrás apenas do câncer de pele do tipo não melanoma. O Novembro Azul, que neste ano traz o tema “Cuide do que é Seu,” chama atenção especial para o câncer de próstata. O Instituto Nacional do Câncer, o Inca, estima quase 66 mil novos diagnósticos por ano. O tratamento depende do estágio em que é detectada a doença. O médico urologista Antônio Miletto alerta que o diagnóstico na fase inicial é importante para o sucesso do tratamento. 

TEC/SONORA: Antônio Carlos Miletto, urologista. 

“Normalmente traz muito pouco sintoma. No início, a doença é praticamente assintomática e não existe nenhum sinal. Não tem nem sintoma, nem sinal. Então, por isso é importante o exame preventivo. Quando eu me formei há 47 anos atrás a chance de cura de câncer de próstata era menos de 5%. Não é muito tempo 40 anos, mas passou de menos de 5% para 80% a chance de cura para câncer de próstata”. 

LOC.: O médico recomenda que homens já comecem um acompanhamento rotineiro com o urologista a partir dos 35 anos. Isso porque, apesar de ser mais raro, o câncer de próstata também atinge jovens. 

TEC/SONORA: Antônio Carlos Miletto, urologista. 

“O câncer de próstata, quando atinge pessoas com menos de 50, normalmente ele é muito mais agressivo e de evolução muito mais rápida. Se não tratar adequadamente a pessoa acaba falecendo pela doença em menos de um ano.” 

LOC.: O diagnóstico mais preciso é feito a partir de exames de sangue, imagem e toque digital. O preconceito costuma ser um vilão. Mas o especialista considera que as gerações mais novas estão cada vez mais preocupadas com a saúde e, por isso, costumam manter acompanhamento regular. A próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino responsável por produzir parte do semem. Ela é do tamanho de uma maçã e fica localizada atrás do intestino grosso.