;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Agronegócios

22/04/2021 09:00h

Devido ao feriado do dia 21 de abril, os valores dos produtos agropecuários, nesta quinta-feira (22), seguem referência do mercado no dia 20, quando o preço da saca do café arábica registrou estabilidade

Baixar áudio

Devido ao feriado do dia 21 de abril, os valores dos produtos agropecuários, nesta quinta-feira (22), seguem referência do mercado no dia 20, quando o preço da saca do café arábica registrou estabilidade com venda a R$ 736,30, em São Paulo. O valor da saca do café robusta teve queda de quase 1%, sendo comercializada a R$ 445,97, na capital paulista. 

O preço da saca de açúcar cristal teve alta de quase 1,5%, em São Paulo, sendo comercializada a R$ 109,53, nesta quinta-feira (22). A saca do açúcar bruto é vendida a R$ 115 em Recife (PE), a R$ 111 em Maringá (PR), e a R$ 109 no Triângulo Mineiro.  

Na bolsa de valores o preço da saca do milho é cotado a R$ 97,91. No mês, o produto regista alta de preço de quase 4,5% no mercado financeiro. Em Campinas (SP), a saca do milho é comercializada a R$ 100. Em Rondonópolis (MT), a saca do milho é vendida a R$ 82. 

As informações são do Canal Rural e Cepea. 
 

Copiar o texto
22/04/2021 09:00h

Devido ao feriado do dia 21 de abril, os valores dos produtos agropecuários, nesta quinta-feira (22), seguem referência do mercado no dia 20, quando o preço da arroba do boi gordo teve alta de quase 1%

Baixar áudio

Devido ao feriado do dia 21 de abril, os valores dos produtos agropecuários, nesta quinta-feira (22), seguem referência do mercado no dia 20, quando o preço da arroba do boi gordo teve alta de quase 1%, sendo comercializada, nesta quinta-feira (22), a R$ 515,40, em São Paulo. Em Dourados, Mato Grosso do Sul, o preço da arroba do boi gordo registra queda de quase 3,5% no mês, sendo comercializada a R$ 299,50. No oeste de Santa Catarina, a arroba do boi gordo é vendida a R$ 290,50. A região acumula queda mensal no preço da arroba do boi gordo de mais de 6%. 

O preço do quilo do frango congelado registra estabilidade, em São Paulo, sendo comercializado a R$ 6,09. O quilo do frango vivo é vendido a R$ 4.80 no Paraná, a R$ 4.30 no Rio Grande do Sul, e a R$ 3.30 em Santa Catarina. 

A carcaça do suíno é negociada a R$ 10.80 o quilo, em São Paulo. No Mato Grosso, o quilo da carcaça suína é vendido a R$ 9,50.  O quilo do suíno vivo está cotado a R$ 7,61 em Minas Gerais, R$ 6.97 no Paraná, e a R$ 6,85, em Santa Catarina..

As informações são do Canal Rural e Cepea. 
 

Copiar o texto
21/04/2021 10:15h

Em outubro de 2020, a Câmara de Comércio Exterior já tinha autorizado a suspensão. Cotações internacionais pressionaram os preços internos

Baixar áudio

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex), suspendeu novamente a alíquota do imposto de importação aplicada ao milho, à soja, ao óleo de soja e ao farelo de soja. A medida termina em 31 de dezembro de 2021.

Em outubro do ano passado a Câmara de Comércio Exterior já tinha autorizado a suspensão do imposto de importação para o milho até 31 de março de 2021, e da soja, do óleo em bruto e da farinha até 15 de janeiro de 2021. A expectativa era de que haveria estabilização nas cotações externas e uma produção suficiente. Porém, as cotações internacionais tiveram comportamento de alta, pressionando ainda mais os preços internos.

Além do cenário de preços não ter se confirmado, os preços internos seguiram em alta em virtude da forte demanda externa e da manutenção da desvalorização do real em relação ao dólar.

Copiar o texto
Agronegócios
20/04/2021 18:20h

Espera-se imunizar cerca de 170 milhões de animais de todas as idades. Produtor deve declarar a vacinação no órgão de seu estado

Baixar áudio

A primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa de 2021 começa no dia 1º de maio. Deverão ser vacinados bovinos e bubalinos de todas as idades. Ao todo, espera-se imunizar cerca de 170 milhões de animais.

As vacinas devem ser adquiridas nas revendas autorizadas e mantidas entre 2°C e 8°C, durante todo o processo de aquisição, transporte, até o momento da aplicação na fazenda. Além de vacinar o rebanho, o produtor deve também declarar ao órgão de defesa sanitária animal de seu estado. A declaração deve ser realizada de forma online ou presencial nos postos designados pelo serviço veterinário estadual nos prazos estipulados.

Em caso de dúvidas, a orientação é procurar o órgão de defesa sanitária animal de seu estado.

Copiar o texto
20/04/2021 12:15h

MAPA disponibiliza vagas remanescentes para credenciamento de embarcações, até sexta-feira (23)

Baixar áudio

A temporada de pesca da tainha vai ter início em 1° de junho e deve agitar o mercado pesqueiro até 31 de julho. O pescador profissional que participou do processo de credenciamento de embarcações, no segundo semestre do ano passado, já pode conferir a relação de barcos liberados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para captura da tainha, este ano. A lista foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (19). 

Ao todo, seis embarcações de cerco/traineira foram credenciadas e 120 da categoria emalhe anilhado.  

Governo lança programa de revitalização de bacias hidrográficas

Governo federal lança projeto voltado para prevenção ao uso de álcool e drogas em comunidades indígenas

Ainda sim quem não participou do processo seletivo ainda tem chances de conseguir a liberação da embarcação. É que, o MAPA abriu inscrições para vagas remanescentes para credenciamento de pesqueiros da tainha. Sobraram quatro vagas para pesca de cerco traineira e 10 para emalhe anilhado.

O prazo para tentar o credenciamento é curto e o interessado deverá apresentar toda documentação e preencher os formulários de inscrição até a próxima sexta-feira (23). 

Documentos

Inscrição cerco traineira
Inscrição emalhe anilhado

Anexo I do Edital

Edital de Convocação nº 2/2020 
Portaria n°104/2021 
Portaria n°106/2021 
Portaria n° 113/2021 

Para saber como se inscrever ou esclarecer dúvidas, o MAPA disponibiliza o número de telefone: (61) 3276 4439

Copiar o texto
20/04/2021 09:30h

O preço da saca de açúcar cristal teve alta de quase 1,5%, em São Paulo, sendo comercializada a R$ 109,53, nesta terça-feira (20).

Baixar áudio

O preço da saca do café arábica registra estabilidade com venda a R$ 736,30, em São Paulo. O valor da saca do café robusta teve queda de quase 1%, sendo comercializada a R$ 445,97, na capital paulista. 

O preço da saca de açúcar cristal teve alta de quase 1,5%, em São Paulo, sendo comercializada a R$ 109,53, nesta terça-feira (20). A saca do açúcar bruto é vendida a R$ 115 em Recife (PE), a R$ 111 em Maringá (PR), e a R$ 109 no Triângulo Mineiro.  

Na bolsa de valores o preço da saca do milho é cotado a R$ 97,91. No mês, o produto regista alta de preço de quase 4,5% no mercado financeiro. Em Campinas (SP), a saca do milho é comercializada a R$ 100. Em Rondonópolis (MT), a saca do milho é vendida a R$ 82. 

As informações são do Canal Rural e Cepea. 
 

Copiar o texto
20/04/2021 09:30h

No oeste de Santa Catarina, a arroba do boi gordo é vendida a R$ 290,50. A região acumula queda mensal no preço da arroba do boi gordo de mais de 6%.

Baixar áudio

O preço da arroba do boi gordo teve alta de quase 1%, nesta segunda-feira (19), sendo comercializada R$ 515,40, em São Paulo. Em Dourados, Mato Grosso do Sul, o preço da arroba do boi gordo registra queda de quase 3,5% no mês, sendo comercializada a R$ 299,50. No oeste de Santa Catarina, a arroba do boi gordo é vendida a R$ 290,50. A região acumula queda mensal no preço da arroba do boi gordo de mais de 6%. 

O preço do quilo do frango congelado registra estabilidade, em São Paulo, sendo comercializado a R$ 6,09. O quilo do frango vivo é vendido a R$ 4.80 no Paraná, a R$ 4.30 no Rio Grande do Sul, e a R$ 3.30 em Santa Catarina. 

A carcaça do suíno é negociada a R$ 10.80 o quilo, em São Paulo. No Mato Grosso, o quilo da carcaça suína é vendido a R$ 9,50.  O quilo do suíno vivo está cotado a R$ 7,61 em Minas Gerais, R$ 6.97 no Paraná, e a R$ 6,85, em Santa Catarina. 

As informações são do Canal Rural e Cepea. 
 

Copiar o texto
19/04/2021 10:55h

É a primeira vez que as vendas no mercado internacional superam a marca da US 10 bi no mês, desde 1997

Baixar áudio

As exportações do agronegócio do país superaram o valor de US 11,5 bilhões no mês de março. É a primeira vez que as vendas no mercado internacional superam a marca da US 10 bi no mês, desde 1997. Em comparação com o mesmo período de 2020, as exportações de produtos agropecuários tiveram alta de quase 30%. Os dados são do Ministério da Agricultura, Pecuária e abastecimento. 

A soja foi o produto que teve o melhor desempenho nas vendas do mês, com arrecadação superior a US 1,6 bi no mercado internacional. A venda de carnes no exterior também superou US 1,6 bi, alta de 16%, em comparação ao ano passado. Apenas as carnes bovinas lucraram mais de US 710 milhões, em março. A China foi o país que mais comprou carnes do Brasil, no mês passado. 

“Carne bovina deve ter redução do preço em abril”, afirma Ricardo Nissen, assessor técnico da CNA

Desmatamento faz com que municípios da região amazônica liderem a emissão de gases do efeito estufa no País

A venda do açúcar brasileiro no mercado internacional teve aumento de quase 40%, em março, gerando mais de US 630 milhões de receitas. O valor representa cerca de 50% de alta nas vendas, em comparação a março de 2020. 

Por outro lado, as importações do agronegócio brasileiro tiveram aumento de 4,5%, passando de US 1,2 bi, gastos em março de 2020, para US 1,3 bi este ano. 

No mercado interno, a saca de 50 kg do açúcar cristal acumula alta de quase 4%, em abril, sendo comercializada a pouco mais de R$ 108. Já a arroba do boi gordo registra queda no preço de 1% nos últimos 30 dias sendo vendida em São Paulo por R$ 312.  

Copiar o texto
Agronegócios
16/04/2021 12:30h

O pagamento integral do benefício será realizado em parcela única, em decorrência das medidas de enfrentamento da propagação da pandemia de Covid-19

Baixar áudio

Em portaria publicada no Diário Oficial da União, a Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), autorizou o pagamento do benefício Garantia-Safra aos agricultores de 27 municípios, que aderiram na safra 2019/2020.

O pagamento integral do benefício será realizado em parcela única, em decorrência das medidas de enfrentamento da propagação da pandemia da Covid-19. Os valores serão creditados a partir deste mês, nas mesmas datas definidas pelo calendário de pagamento de benefícios sociais da Caixa Econômica Federal.

Registro de 39 defensivos agrícolas genéricos é publicado pelo Diário Oficial da União

Mapa divulga lista de produtos para agricultura familiar com descontos em abril

Cabe ao agricultor familiar consultar o seu cadastro de inscrição no sistema informatizado de gerenciamento do Garantia-Safra, disponibilizado no site do MAPA na internet. A consulta deverá ser realizada pelo agricultor familiar dentro do prazo de 30 dias.

Confira a lista dos municípios:

AL - Canapi

AL - Girau do Ponciano

AL - Olho D'Água das Flores

AL - Ouro Branco

AL - Piranhas

AL - Jacaré dos Homens

AL - Palestina

BA - Ibiassucê

BA - Pindaí

CE - Itatira

CE - Marco

CE - Massapê

CE - Moraújo

MG - Itacambira

PB - Araruna

PB - Cacimba de Dentro

PE - Betânia

PE - Petrolândia

PE - Itaíba

PE - Lajedo

PE - Manari

PE - Serra Talhada

SE - Aquidabã

SE - Gararu

SE - Itabi

SE - Poço Redondo

SE - Porto da Folha

 

Copiar o texto
16/04/2021 10:50h

O preço do quilo do frango congelado é de R$ 6.08, em São Paulo, aumento de meio por cento, no dia.

Baixar áudio

O preço da arroba do boi gordo está estável, nesta sexta-feira (16), em São Paulo, comercializada a 319,40. Em Goiânia, a arroba do boi gordo é vendida a R$ 294,50. No Triângulo Mineiro a cotação da arroba do boi gordo está em R$ 300,50.

O preço do quilo do frango congelado é de R$ 6.08, em São Paulo, aumento de meio por cento, no dia. O quilo do frango resfriado também teve elevação de meio por cento sendo comercializado, em São Paulo, a R$ 6,27. 

A carcaça suína especial é vendida em São Paulo a R$ 10,61 e registra estabilidade nos preços, no dia.  O quilo do animal vivo é comercializado a R$ 7,31, em São Paulo, a R$ 6,55 no Paraná, e R$ 6,99, em Minas Gerais. Os valores são do Canal Rural e Cepea. 
 

Copiar o texto