Caixa pra Elas

20/09/2022 04:00h

Capacitação de empregados, por meio de vídeos e cartilhas; espaços reservados para atendimento e sinalizações específicas são algumas das medidas que serão implementadas pela CAIXA para o atendimento preferencial e personalizado

Baixar áudio

A CAIXA iniciou, nesta segunda-feira, 19 de setembro, um conjunto de ações para aprimorar o atendimento a pessoas com Transtorno do Espectro Autista, o TEA, em suas agências. 

As medidas foram implementadas a partir das ações do CAIXA Pra Elas, estratégia do banco voltada para mulheres, e também se estendem aos acompanhantes de pessoas com autismo.

Segundo a CAIXA, haverá capacitação dos funcionários, reforço nas orientações sobre o atendimento e sinalização específica nas agências. 

A iniciativa ocorre em setembro, mês voltado para a inclusão de pessoas com deficiência. Foi pensada após o relato de uma cliente que estava com o filho com autismo, durante um atendimento em um espaço CAIXA Pra Elas, como conta a presidente da CAIXA, Daniella Marques.

“Foi essa mãe que sensibilizou a gente, a Ester, e entendemos a demanda. Vimos que, realmente, existe um número grande de pessoas com autismo, de mães ou pais com filhos autistas. E hoje, inauguramos, para que haja onde tem atendimento preferencial. As pessoas estão treinadas e prontas para dar o direcionamento, atendimento específico e preferencial [para pessoas com TEA, familiares ou acompanhantes].”
 
Mulheres com autismo ou as que acompanham pessoas com autismo poderão ser atendidas também no espaço CAIXA Pra Elas, ambientes mais reservados, já disponíveis em mais de mil unidades do banco em todo o país. 

A previsão é que todas as unidades passem a contar com o espaço CAIXA PRA ELAS até dezembro de 2022.
Em outros casos, sempre que necessário, o gestor da unidade avaliará a antecipação do atendimento e o local mais adequado. 

O banco implementará ainda sinalização específica para o atendimento do cliente com autismo em todas as unidades até 2023. Até o fim deste ano, está prevista a atualização em 500 agências. 

Copiar o texto
15/09/2022 04:00h

Mulheres terão vantagens em produtos e serviços, redução das taxas de juros em linhas de crédito, além de ações de acolhimento e orientação financeira. Os benefícios marcam um mês de atividades do Caixa pra Elas

Baixar áudio

O Caixa pra Elas completa um mês de ações de acolhimento, orientação financeira e atendimento voltadas às mulheres em mais de mil unidades dedicadas à iniciativa. Até o fim de setembro, essas unidades estarão com ações comemorativas pelo primeiro mês de funcionamento, com taxas de juros reduzidas para as mulheres. 

Na modalidade Pessoa Física, as clientes que contratarem o CDC terão 5% de desconto na taxa de juros. No consórcio para veículos leves, o desconto é de 10% sobre a taxa de administração.

A Caixa tem, hoje, mais de 72 milhões de clientes mulheres, e criar estratégias para esse público é uma ponte para alcançar um objetivo maior: o de transformar a vida da cidadã brasileira. É o que afirma a presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques. Ela faz questão de lembrar a história de superação de uma cliente, para reforçar a missão do projeto Caixa pra Elas.

“Estava ali porque ela vivia na cracolândia, viciada em drogas, viu uma propaganda do Caixa pra Elas em um ponto de ônibus, entrou para entender e a embaixadora direcionou para o Auxílio Brasil, para o CRAS, e, no dia da minha visita, estava recebendo pela primeira vez o cartão para receber os 600 reais. Estava há 25 dias sem usar drogas, e disse que usaria todo o dinheiro para comprar balas e chicletes para vender no sinal e tentar reconstruir a vida dela.”

Dados do último mês mostram que 58 mil cartões de crédito Pessoa Física foram contratados por mulheres, um crescimento de 65% em comparação ao mês de julho. Em agosto, também registrou-se seis vezes mais contratações do crédito Caixa Tem para MEI e mais de 70% a mais no crédito Pessoa Jurídica para empresas com participação societária feminina. A vice-presidente da Caixa, Thays Cintra, explica que essas ações terão continuidade.

“Todas as mulheres terão condições diferenciadas nos produtos bancários, nos serviços financeiros dentro da CAIXA. Diferenciais que lançamos agora, mas continuam mensalmente, como uma estratégia perene, para que ela se identifique que é na CAIXA que tem diferencial em todos os produtos e serviços. Que tem benefícios, que entende a necessidade, agregando a necessidade dela, muitas vezes não financeira, aos nossos produtos e serviços financeiros.”

Com o Caixa pra Elas, gestantes serão beneficiadas com carência de até 6 meses para início do pagamento das prestações na concessão de crédito habitacional SBPE. Essa ação será permanente. 

Copiar o texto
Brasil 61