Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil

CAIXA PRA ELAS: Banco lança ações para aperfeiçoar atendimento a pessoas com autismo e acompanhantes

Capacitação de empregados, por meio de vídeos e cartilhas; espaços reservados para atendimento e sinalizações específicas são algumas das medidas que serão implementadas pela CAIXA para o atendimento preferencial e personalizado


A CAIXA iniciou, nesta segunda-feira, 19 de setembro, um conjunto de ações para aprimorar o atendimento a pessoas com Transtorno do Espectro Autista, o TEA, em suas agências. 

As medidas foram implementadas a partir das ações do CAIXA Pra Elas, estratégia do banco voltada para mulheres, e também se estendem aos acompanhantes de pessoas com autismo.

Segundo a CAIXA, haverá capacitação dos funcionários, reforço nas orientações sobre o atendimento e sinalização específica nas agências. 

A iniciativa ocorre em setembro, mês voltado para a inclusão de pessoas com deficiência. Foi pensada após o relato de uma cliente que estava com o filho com autismo, durante um atendimento em um espaço CAIXA Pra Elas, como conta a presidente da CAIXA, Daniella Marques.

“Foi essa mãe que sensibilizou a gente, a Ester, e entendemos a demanda. Vimos que, realmente, existe um número grande de pessoas com autismo, de mães ou pais com filhos autistas. E hoje, inauguramos, para que haja onde tem atendimento preferencial. As pessoas estão treinadas e prontas para dar o direcionamento, atendimento específico e preferencial [para pessoas com TEA, familiares ou acompanhantes].”
 
Mulheres com autismo ou as que acompanham pessoas com autismo poderão ser atendidas também no espaço CAIXA Pra Elas, ambientes mais reservados, já disponíveis em mais de mil unidades do banco em todo o país. 

A previsão é que todas as unidades passem a contar com o espaço CAIXA PRA ELAS até dezembro de 2022.
Em outros casos, sempre que necessário, o gestor da unidade avaliará a antecipação do atendimento e o local mais adequado. 

O banco implementará ainda sinalização específica para o atendimento do cliente com autismo em todas as unidades até 2023. Até o fim deste ano, está prevista a atualização em 500 agências. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A CAIXA iniciou, nesta segunda-feira, 19 de setembro, um conjunto de ações para aprimorar o atendimento a pessoas com Transtorno do Espectro Autista, o TEA, em suas agências. 

As medidas foram implementadas a partir das ações do CAIXA Pra Elas, estratégia do banco voltada para mulheres, e também se estendem aos acompanhantes de pessoas com autismo.

Segundo a CAIXA, haverá capacitação dos funcionários, reforço nas orientações sobre o atendimento e sinalização específica nas agências. 

A iniciativa ocorre em setembro, mês voltado para a inclusão de pessoas com deficiência. Foi pensada após o relato de uma cliente que estava com o filho com autismo, durante um atendimento em um espaço CAIXA Pra Elas, como conta a presidente da CAIXA, Daniella Marques.

TEC./SONORA: presidente da CAIXA, Daniella Marques

“Foi essa mãe que sensibilizou a gente, a Ester, e entendemos a demanda. Vimos que, realmente, existe um número grande de pessoas com autismo, de mães ou pais com filhos autistas. E hoje, inauguramos, para que haja onde tem atendimento preferencial. As pessoas estão treinadas e prontas para dar o direcionamento, atendimento específico e preferencial [para pessoas com TEA, familiares ou acompanhantes].”

LOC.: Mulheres com autismo ou as que acompanham pessoas com autismo poderão ser atendidas também no espaço CAIXA Pra Elas, ambientes mais reservados, já disponíveis em mais de mil unidades do banco em todo o país. 

A previsão é que todas as unidades passem a contar com o espaço CAIXA PRA ELAS até dezembro de 2022.
Em outros casos, sempre que necessário, o gestor da unidade avaliará a antecipação do atendimento e o local mais adequado. 

O banco implementará ainda sinalização específica para o atendimento do cliente com autismo em todas as unidades até 2023. Até o fim deste ano, está prevista a atualização em 500 agências. 

Reportagem, Camila Costa