07/09/2021 17:02h

Ato reuniu brasilienses e caravanas de 14 grupos favoráveis ao governo. PMDF não divulgou estimativa de público

Baixar áudio

Brasileiros de todas as partes do País se encontraram na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na celebração do 7 de Setembro, nesta terça-feira. Muitos já estavam na cidade, nos últimos dias, em hotéis e pousadas. Outros chegaram de caravanas e acamparam nos gramados próximos ao Teatro Nacional. O esforço foi impulsionado por convocações do presidente Jair Bolsonaro para que as comemorações da independência do Brasil fossem um “grito” pela liberdade, Democracia e fortalecimento do governo.

7 DE SETEMBRO: Bolsonaro discursa para milhares de manifestantes na Esplanada

BAMIN investirá R$ 3,3 bilhões na Ferrovia de Integração Oeste-Leste

Oito municípios vão receber R$ 3 milhões para obras de saneamento básico

Logo cedo, Belini, morador de Franca, São Paulo, já estava pronto para caminhar pela Esplanada em apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

“É a Nação, é o Povo, é a Liberdade. É tudo isso. Liberdade é tudo! É o que nós precisamos e é o que o nosso presidente Jair Bolsonaro está buscando para todos nós”, disse o Representante Comercial.

Já o agricultor Otávio Oliveira, de Luiz Eduardo Magalhães (BA), justifica sua participação nos atos do 7 de Setembro como uma forma de reafirmar o voto concedido no presidente Jair Bolsonaro nas últimas eleições. Para ele, os ministros do Supremo Tribunal Federal estão interferindo no Poder Executivo de forma negativa.

“Temos que comemorar a Pátria, mas estamos indignados de ter de vir aqui. Já fomos às urnas e temos de reafirmar o que a gente quer. Tivemos de vir aqui de novo. O pessoal (STF) não está cumprindo a regra e a gente tem de vir para dar o aviso”, afirmou.  

Gênova Suzi, de Recife, esbanjou simpatia pelos gramados da Esplanada, dançou, cantou e tremulou com orgulho as bandeiras do Brasil e de Pernambuco. Ela também pedia por liberdade ao governo de Jair Bolsonaro. 

“Se nós estivermos, nesse momento, pedindo por nossa liberdade, pedindo para que esses ratos de esgoto saiam desses porões, nós não vamos conseguir nada nunca”, afirmou a manifestante. 

Os manifestantes eram milhares e se deslocaram até a frente do Congresso Nacional. Durante a marcha pela Esplanada dos Ministérios, foi possível ver grupos de caminhoneiros, motociclistas, representantes do agronegócio, indígenas, motoristas de aplicativos, agricultores, de todas as regiões do país. 

Por volta de 10h30, o presidente Jair Bolsonaro sobrevoou a Esplanada de helicóptero e foi ovacionado pelo público. Em seguida, o presidente discursou em cima de um carro de som. Em tom forte, Jair Bolsonaro reafirmou seu compromisso em "defender" a Constituição. 

“Não vamos mais admitir pessoas, como Alexandre de Moraes, continuem a açoitar a nossa Democracia e desrespeitar a nossa Constituição”, afirmou o presidente. 
De acordo com o Governo do Distrito Federal, as comemorações ao 7 de Setembro e as manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro foram realizadas sem nenhuma ocorrência grave. 

 

Foto: Brasil 61

Foto: Brasil 61

Foto: Brasil 61

Copiar o texto
03/07/2021 16:45h

Foram mais de R$ 3 bilhões investidos para trazer benefícios à população e melhorar a logística do país

Baixar áudio

No primeiro semestre deste ano, 51 obras de infraestrutura de transportes foram entregues em todo o país pelo Governo Federal. São obras que melhoram a logística e trazem mais eficiência e segurança para os transportes rodoviário, ferroviário, aéreo e aquaviário. O investimento foi de mais de R$ 3 bilhões em novos empreendimentos e na retomada de obras paradas. O balanço foi divulgado nesta sexta-feira (2), pelo Ministério da Infraestrutura.

No período, foi possível entregar restauração e finalização de rodovias, construir instalações portuárias e investir em melhoramentos aeroportuários. Nos primeiros seis meses, foram R$ 18,89 bilhões de investimentos contratados.

Natal e Recife vão receber investimentos de R$ 30 milhões para a CBTU

RO: mais dois municípios dão inícios a obras de asfaltamento e recapeamento nesta sexta-feira (25)

Na área de concessões, 29 ativos públicos de infraestrutura foram concedidos à iniciativa privada, totalizando R$ 17,85 bilhões em investimentos contratados. 

Entre as entregas em destaque estão a Ponte do Abunã, que faz a integração entre Rondônia e Acre e facilita o transporte de cargas que era feito por balsa e a conclusão da ponte sobre o Rio Parnaíba, entre Santa Filomena (PI) e Alto Parnaíba (MA), na BR-235. 
 

Copiar o texto
03/07/2021 16:35h

Em recente audiência na Câmara dos Deputados sobre o tema, foi destacado a defasagem de valores e o crescimento da demanda

Baixar áudio

Na última sexta-feira (2), o Ministério da Saúde e a Confederação Nacional de Municípios (CNM) voltaram a se reunir com representantes de consórcios municipais para debater repasses ao Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em recente audiência na Câmara dos Deputados sobre o tema, foi destacado a defasagem de valores e o crescimento da demanda.

Por isso, o objetivo dos encontros é discutir a possibilidade de promover reajustes nos repasses mensais aos Samus municipais. A defasagem estimada nos valores é de 78%. O pleito é para um incentivo financeiro de custeio específico para o Samu, no âmbito do enfrentamento à pandemia da Covid-19 em 2021, além da promoção de reajustes orçamentários para 2022.

Ministério da Saúde repassa R$ 1,3 bilhão de reais para o SAMU anualmente

Portaria direciona recursos de emendas parlamentares para a Saúde

Com o objetivo de subsidiar a pauta e justificar o pleito, consórcios públicos estão produzindo um estudo que comprove esta defasagem de aporte de recursos para custear o serviço nos municípios brasileiros. 
 

Copiar o texto
03/07/2021 16:30h

Imunizantes estavam armazenados abaixo da temperatura ideal e precisarão passar por análise, que indicará se a aplicação ainda é segura.

Baixar áudio

Na manhã deste sábado (3), o Distrito Federal recebeu 40,1 mil doses da vacina Janssen. No entanto, no momento da conferência na Rede de Frio Central, foi observado que as vacinas estavam congeladas, abaixo da temperatura adequada para este imunizante, que é de 2°C. 

Sendo assim, o Ministério da Saúde já foi acionado pela Secretaria de Saúde do DF e a orientação do órgão federal é deixar toda a carga das vacinas em quarentena. Elas ficarão armazenadas e indisponíveis para uso no momento.

Covid-19: DF abre neste sábado agendamento da vacina para quem tem até 44 anos

Óbitos por Covid-19 apresentam queda no País

O ministério afirmou que na segunda-feira (5) solicitará análise da qualidade pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) para verificar a estabilidade dos imunobiológicos e se é seguro aplicar essas vacinas.
 

Copiar o texto
03/07/2021 15:15h

O feirão termina neste domingo (3) e oferta 180 mil imóveis novos

Baixar áudio

Termina neste domingo (4) o 1º Feirão Digital da Casa Própria, organizado pela Caixa Econômica Federal com o objetivo de colocar em oferta 180 mil imóveis novos em condições especiais de financiamento. Esta é a primeira edição online do feirão, por meio de uma plataforma disponibilizada na internet, pelo banco.  

Na plataforma é possível acessar informações sobre os imóveis ofertados, escolher o imóvel, realizar uma simulação de financiamento habitacional e ser atendido por um correspondente Caixa Aqui ou incorporadores imobiliários via chat. O feirão conta com a participação de 800 incorporadoras imobiliárias e 1,1 mil correspondentes Caixa Aqui.

Cidadãos e empresas estão dispensados de apresentar Certidão Negativa de Débitos para pegar empréstimos

Indicador de incerteza da economia brasileira volta a subir em junho

De acordo com a Caixa, para o negócio ser fechado basta o interessado apresentar um documento oficial de identificação e um comprovante de renda atualizado, emitido no máximo há 2 meses.

É possível usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a aquisição do imóvel. Para tanto, basta apresentar a última declaração do Imposto de Renda e recibo de entrega à Receita Federal, além da Carteira de Trabalho ou extrato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
 

Copiar o texto
03/07/2021 15:00h

Decisão foi tomada após a chegada de vacinas da Pfizer. Imunização inicia na quarta (7)

Baixar áudio

O governo do Distrito Federal abriu, neste sábado (3), o agendamento para vacinação de pessoas com 44 anos ou mais. O agendamento pode ser feito pelo site vacina.saude.df.gov.br e as doses estão previstas para serem aplicadas a partir de quarta-feira (7).  

Segundo o governo distrital, serão disponibilizadas 39.760 vagas destinadas a pessoas com 44 e 45 anos, sendo que, deste total, 32.760 são do imunizante da Pfizer-BioNTech recebidas nesta sexta-feira (2). Mais 7 mil vagas de agendamento serão destinados a pessoas com 46 anos ou mais.

DF vive pressão de sindicatos e tem imunização lenta com inclusões na fila da vacina

Cerca de 314 mil óbitos registrados em cartório este ano foram por Covid

A Secretaria de Saúde do DF também abriu neste sábado mais 1 mil vagas para pessoas com comorbidades a partir dos 18 anos. Para essas vagas serão usados o remanejamento de doses não utilizadas em outros agendamentos.
 

Copiar o texto
03/07/2021 14:50h

Média móvel voltou ao nível do início de março deste ano

Baixar áudio

O número de óbitos por Covid-19 no país vem caindo desde o dia 19 de junho e atingiu na quinta (1º) o mesmo nível de 9 de março, quando o gráfico subia de forma acelerada para o pico da segunda onda da doença no Brasil. A incidência de casos cai de forma consistente desde o dia 23 de junho.  

De acordo com os gráficos do Monitora Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a média móvel de sete dias ficou, na sexta (2), em 1.564,86. Em abril, a curva de mortes atingiu dois picos, de 3.117 no dia 1º e 3.123 no dia 12. Depois apresentou redução até uma mínima de 1.639,14 no dia 5 de junho, seguido de nova alta até o dia 19, quando a média móvel ficou em 2.071,43.

40 municípios terão oportunidade de receber apoio gratuito para o enfrentamento à Covid-19

Covid-19: “Boa parte da mortalidade hoje, no País, acontece por mau manejo do tratamento médico”, avalia especialista

Desde 23 de junho a queda tem sido consistente, atingindo na quarta (1°) 54.117 novos casos.

Copiar o texto
Dr. Ajuda
03/06/2021 18:00h

Sinusite ou rinossinusite, é a inflamação da mucosa do nariz e dos seios paranasais

Baixar áudioBaixar áudioBaixar áudio

Você sofre com sinusite? Sinusite ou rinossinusite, é a inflamação da mucosa do nariz e dos seios paranasais. Esses seios são espaços nos ossos da nossa face que são preenchidos por ar e que podem inflamar por várias causas como, infecção por bactérias, vírus ou alergia.

A otorrinolaringologista Tatiana Abdo dá mais detalhes sobre este tipo comum de inflamação.

Quais os principais sintomas da sinusite?

  • Nariz entupido
  • Secreção nasal (que pode ser amarelado ou esverdeado)
  • Tosse (piora a noite)
  • Sensação de peso na face (ao redor dos olhos e piora quando abaixa a cabeça)

Qual a época mais frequente para ter sinusite?

    Dr. Ajuda! e o canal do Dr. Ajuda! no Youtube. 

Copiar o texto
27/05/2021 15:38h

O Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) e mineradoras associadas realizou, dia 25 de maio, o seminário interno ‘Carta Compromisso – Grupo de Trabalho Comunicação & Reputação’

O Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) e mineradoras associadas realizou, dia 25 de maio, o seminário interno ‘Carta Compromisso – Grupo de Trabalho Comunicação & Reputação’ Entre os temas abordados, compliance, transparência e comunicação, práticas que precisam convergir na governança das mineradoras para a construção de uma reputação aceita, respeitada e reconhecida pelas pessoas. O evento integra a agenda de ações estabelecidas pelo setor mineral para cumprir as metas estabelecidas no documento ‘Carta Compromisso IBRAM Perante a Sociedade’. 

Participaram como expositores e debatedores Paulo Nassar, diretor-presidente da Aberje - Associação Brasileira de Comunicação Empresarial; Duncan Grieve, advogado associado da Cadwalader, Wickersham & Taft LLP; e Thiago Jabor Pinheiro, sócio do Mattos Filho Advogados. O seminário teve a mediação de Neuma Eufrázio, gerente de governança e compliance da Anglo American. Participaram da abertura Flávio Penido, diretor-presidente do IBRAM, Paulo Henrique Soares, diretor de Comunicação e Raquel Pessôa, gerente de Comunicação da Anglo American.

“Hoje tivemos a grata oportunidade de falar de um tema relevante para nossa sociedade e para o meio empresarial que é o compliance. É o caminho para construirmos negócios cada vez mais saudáveis, pautados na ética. É oportunidade para a troca, o diálogo e o aprendizado para todos”, disse Raquel Pessôa. O seminário online registrou audiência de 130 pessoas. Segundo Flávio Penido, o setor mineral está em processo de transformação e realiza ações para melhorar cada vez mais seus indicadores de sustentabilidade, de segurança operacional, ao mesmo tempo em que reforça as práticas de transparência no seu relacionamento com a população brasileira. 

Thiago Pinheiro, sócio do Mattos Filho Advogados, disse que a empresa apoia os clientes no que se refere ao compliance: a melhorar seus controles internos, estabelecer programa de integridade, melhorar processos internos das organizações para evitar ocorrências e lidar com elas quando acontecem. Disse que a Carta Compromisso do Ibram apresenta compromissos voluntários das mineradoras. “Estabelecem marcos de conduta que podem ser cobrados posteriormente dos integrantes desse movimento setorial. E acabam funcionando como incentivos para a adoção de políticas e boas práticas corporativas. São posicionamentos superimportantes, vistos com bons olhos”, afirmou.

Duncan Grieve, advogado associado da Cadwalader, Wickersham & Taft LLP, disse que o programa de compliance de uma companhia tem que contar com a participação de todos. “Compliance não é um tema conceitual; é como gerenciar riscos na prática”, afirmou Grieve, passando algumas dicas sobre a adoção de um programa de compliance, entre as quais: proceder a avaliação inicial dos riscos como passo fundamental para traçar o programa de compliance; envolver o maior número de pessoas da organização e até mesmo consultores externos, se for o caso; estabelecer procedimentos de compliance realistas e concentrar atenção prioritária nas áreas de operação do negócio que geram mais riscos.

Paulo Nassar, da Aberje, disse que fundos de investimento internacionais e as empresas que recebem aportes, como as mineradoras, são pressionados a adotarem as boas práticas relacionadas ao ESG. Segundo Nassar, essa é uma oportunidade para subsidiar o trabalho dos comunicadores, que precisam desenvolver narrativas relacionando os valores corporativos relacionados a diversas questões que são cada vez mais cobradas pela opinião pública, como é o caso das questões socioambientais e as conectadas à governança das organizações. “A empresa bem representada nesse sentido tem um patrimônio valioso(...) os dirigentes não administram mais apenas produtos, bens, mercados, mas, também, o ‘simbólico da organização’, que não é mais algo que possa ser considerado intangível; ele tem representação econômica”, afirmou.

Copiar o texto
11/05/2021 14:00h

Nesta etapa, será feito um panorama geral da política de proteção e defesa civil no País, com foco nos principais conceitos ligados ao tema

Baixar áudio

O Ministério do Desenvolvimento Regional, MDR, acaba de lançar o primeiro módulo do curso de capacitação a distância em proteção e defesa civil. Nesta etapa, será feito um panorama geral da política de proteção e defesa civil no País, com foco nos principais conceitos ligados ao tema. As aulas são voltadas a agentes de proteção e defesa civil dos estados e municípios e pessoas interessadas em aprender sobre gestão de risco e desastres. 

As aulas utilizam animações e são interativas, como explica a coordenadora de Fortalecimento e Capacitação da Secretaria de Proteção e Defesa Civil do MDR, Lidiane Souza. 

"O que é interessante, no que estamos inovando nesta capacitação, é a questão das mídias, das animações, é uma série de vídeos, animada, que conta a história de uma personagem em um município fictício, uma cidade chamada Brasilis, e estes personagens debatem os conceitos."

O secretário executivo de Defesa Civil de Pernambuco, coronel Lamartine Barbosa, destaca a importância desse tipo de capacitação. 

"Essas capacitações são muito importantes porque são bastante interativas, prendem bastante a atenção do aluno e promovem também o repensar do conhecimento já adquirido e habilidades já desenvolvidas". 

No decorrer do ano, serão lançados outros três módulos do curso, com foco na atuação dos municípios e em gestão de riscos e desastres. Para saber mais, acesse mdr.gov.br.

Copiar o texto
Brasil 61