Defesa Civil

10/08/2022 17:20h

Deslizamentos podem acontecer nas regiões do Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e Sul Catarinense

Baixar áudio

A Defesa Civil Nacional alerta para o risco de deslizamentos no estado de Santa Catarina, ao longo desta quarta (10) no Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e Sul Catarinense. Segundo dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) é muito alta a possibilidade de ocorrência de movimentos de massa.

São previstos acumulados de chuva expressivos, acima de 100 mm por dia, podendo atingir até 200 mm pelo mesmo período, somados, ainda, às fortes chuvas já acumuladas e à taxa de saturação do solo, que podem ser suficientes para aumentar consideravelmente a instabilidade das encostas.

Diante da previsão, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) já comunicou as defesas civis estaduais do risco e opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa.

O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, pede para que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção.

“Após o começo das chuvas, observe os sinais de movimento do terreno, como rachaduras no chão, árvores ou postes inclinados, desníveis ou fendas no terreno, levantamento de piso da residência ou barulhos vindos do chão. Qualquer indício desses pode ser sinal de que um deslizamento está perto de acontecer. Se observar qualquer um desses sinais, saia imediatamente de sua casa e avise a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e os moradores da região”, observou.

Chuvas intensas

A região Sul também está em alerta para chuvas intensas nesta quarta-feira (10). Saiba mais neste link.

Alertas

A Defesa Civil Nacional orienta os moradores das regiões de risco a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS, com o CEP do local onde mora, para o número 40199. Em caso de desastre, a população receberá um aviso. Outra recomendação é ficar atento aos alertas publicados no Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_).

Copiar o texto
10/08/2022 15:10h

Recursos serão repassados a municípios dos estados do Amazonas e de Pernambuco

Baixar áudio

Três cidades do País atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 1,1 milhão para ações de defesa civil. As portarias com as liberações dos recursos foram publicadas na edição desta quarta-feira (10) do Diário Oficial da União (DOU).

O maior repasse – de mais de R$ 536 mil – será para a cidade de Maraã, no estado do Amazonas. Os recursos serão destinados para a compra de cestas básicas, combustível e kits de limpeza, além do aluguel de embarcações. Cerca de 7,5 mil pessoas serão atendidas.

Também no Amazonas, o município de Alvarães contará com mais de R$ 492 mil para a compra de cestas básicas, atendendo mais de 4,7 mil pessoas. Ambas as cidades foram afetadas por inundações.

Pernambuco

Em Pernambuco, o município de Itaíba, atingido por chuvas intensas, terá mais de R$ 122 mil à disposição para a compra de cestas básicas, colchões, gasolina e kits de higiene e dormitório. Mais de 14 mil pessoas serão atendidas.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
09/08/2022 17:10h

As fortes chuvas devem atingir a região ao longo desta terça (9) e quarta-feira (10). Leste catarinense, litoral norte do Rio Grande do Sul e litoral sul paranaense serão os mais afetados

Baixar áudio

A Defesa Civil Nacional alerta para a previsão de chuvas intensas na região Sul ao longo desta terça (9) e quarta-feira (10). Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o leste de Santa Catarina, litoral norte do Rio Grande do Sul e litoral sul do Paraná poderão ser os locais mais afetados.

De acordo com o Inmet, os acumulados de chuvas podem ser superiores a 60 milímetros por hora ou 100 milímetros por dia, com ventos superiores a 100 km/h. Com isso, há risco elevado de danos em edificações, corte de energia elétrica, de queda de árvores, descargas elétricas, alagamentos, enxurradas e grandes transtornos no transporte rodoviário.

Também há risco de movimentos de massa, que indica a possibilidade de ocorrer deslizamentos nos municípios alertados no nordeste catarinense.

Diante da previsão, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) já comunicou as defesas civis estaduais do risco e opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa.

O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, pede para que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção.

“É fundamental que a população para que adote algumas medidas de prevenção, como desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Em caso de enxurrada, coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos. Já em situação de grande perigo confirmada, procure abrigo e evite permanecer ao ar livre. É importante que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção”, observou.

Ventos costeiros

A Defesa Civil Nacional também alerta para o risco de ventos costeiros na região metropolitana de Curitiba e litoral sul do estado de São Paulo. Em caso de acidentes, a recomendação é entrar em contato com a Defesa Civil, pelo telefone 199.

Alertas

A Defesa Civil Nacional orienta os moradores das regiões de risco a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS, com o CEP do local onde mora, para o número 40199. Em caso de desastre, a população receberá um aviso. Outra recomendação é ficar atento aos alertas publicados no Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_).

Copiar o texto
Desenvolvimento Regional
09/08/2022 15:45h

Recursos serão repassados aos municípios de Barreiros, Quipapá, Cortês e Primavera

Baixar áudio

Quatro cidades pernambucanas atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 1,6 milhão para ações de defesa civil. As portarias com as liberações dos recursos foram publicadas na edição desta terça-feira (9) do Diário Oficial da União (DOU).

O maior repasse – de mais de R$ 1,1 milhão – será para a cidade de Barreiras. Os recursos serão destinados para a compra de cestas básicas e ajuda humanitária.

O município de Cortês terá R$ R$ 374 mil para obras de restabelecimento de ponte.

Outras duas cidades pernambucanas também foram atingidas por chuvas intensas. Quipapá terá R$ 122 mil para a compra de cestas básicas, galões de água e kits de limpeza, e higiene.

Já Primavera contará com R$ 27,5 mil para a compra de cestas básicas, colchões, kits de limpeza, higiene e dormitório, galões de água, além de auxílio aluguel.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
09/08/2022 15:23h

Recursos serão repassados a municípios dos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná e Rio Grande do Norte

Baixar áudio

Catorze cidades do País atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 6,6 milhões para ações de defesa civil. As portarias com as liberações dos recursos foram publicadas na edição desta terça-feira (9) do Diário Oficial da União (DOU).

O maior repasse – de R$ mais de 1,1 milhão – será para a cidade de Barreiras, em Pernambuco. Os recursos serão destinados para a compra de cestas básicas e ajuda humanitária. Já o município de Cortês, no mesmo estado, terá R$ R$ 374 mil para obras de restabelecimento de ponte. Ambos foram afetados por chuvas intensas.

Outras duas cidades pernambucanas também foram atingidas por chuvas intensas. Quipapá terá R$ 122 mil para a compra de cestas básicas, galões de água e kits de limpeza, e higiene.

Já Primavera contará com R$ 27,5 mil para a compra de cestas básicas, colchões, kits de limpeza, higiene e dormitório, galões de água, além de auxílio aluguel.

Rio Grande do Norte

No Rio Grande do Norte, o município de Várzea, afetado por chuvas intensas, terá à disposição mais de R$ 277 mil para o restabelecimento de ponte. Touros, no mesmo estado, contará com R$ 55 mil para ajuda humanitária. As duas cidades foram afetadas por chuvas intensas.

Já Nísia Floresta, atingida por enxurradas, contará com R$ R$ 46 mil para aluguel de carro-pipa.

Minas Gerais

Em Minas Gerais, Almenara receberá R$ 995 mil para a reconstrução de ponte. Já Santa Luzia contará com R$ 898 mil para o restabelecimento da trafegabilidade. O município de Diogo Vasconcelos terá R$ 146 mil para a reconstrução de bueiro. As três cidades foram afetadas por chuvas intensas.
Alagoas


Em Alagoas, o município de Viçosa, atingido por chuvas intensas, receberá repasse de R$ 963 mil para a compra de cestas básicas, café da manhã, refeição quente, galões de água, gasolina e kits de limpeza, higiene e dormitório.

Bahia

Na Bahia, Nova Viçosa, afetada por alagamentos, terá R$ 178 mil para a construção de unidades habitacionais.

Amazonas

No Amazonas, a cidade de Fonte Boa, castigada por inundações, contará com R$ 561 para a compra de cestas básicas.

Paraná

Por fim, no Paraná, o município de Maripá, afetado por vendaval, receberá R$ 826 mil para a reconstrução de prédio.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
Desenvolvimento Regional
08/08/2022 14:00h

Estão na lista municípios dos estados de Alagoas, Minas Gerais, Paraíba e Rio Grande do Sul

Baixar áudio

A Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência em mais cinco cidades do País atingidas por desastres naturais. A portaria com os reconhecimentos federais foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (8). Confira neste link 

No Rio Grande do Sul, Cerro Grande enfrentou enxurradas e Rio dos Índios registrou chuva de granizo.

O município de São Sebastião, em Alagoas, foi afetado por chuvas intensas, enquanto Salgado de São Félix, na Paraíba, teve a situação de emergência reconhecida devido a alagamentos.

Por fim, a cidade de Franciscópolis, em Minas Gerais, passa por um período de seca. 

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência ou de estado de calamidade pública pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos.

Copiar o texto
Desenvolvimento Regional
08/08/2022 12:46h

Recurso será usado para a limpeza de curso hídrico em ruas do município

Baixar áudio

A cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, receberá mais de R$ 12 milhões para ações de defesa civil. O recurso será usado para a limpeza de curso hídrico em algumas ruas do município afetado por fortes chuvas no começo do ano. Cerca de 122 mil pessoas serão atendidas. A portaria com a liberação dos recursos foi publicada na edição desta segunda-feira (8) do Diário Oficial da União (DOU) 

Anteriormente, o Ministério do Desenvolvimento Regional já havia liberado para Petrópolis R$ 10,1 milhões, usados para limpeza urbana de vias, desobstrução de canais, locação de veículos e combustível para apoio logístico a ações de reabilitação e assistência, recuperação e recomposição de vias públicas, de margens de rios e de pontes de pedestres e veículos.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
05/08/2022 17:52h

Recurso será usado para a compra de itens de assistência humanitária

Baixar áudio

A cidade de Colônia Leopoldina, em Alagoas, atingida por chuvas intensas, receberá mais de R$ 361 mil para ações de defesa civil. A portaria com a liberação dos recursos foi publicada na edição desta sexta-feira (5) do Diário Oficial da União (DOU).

O recurso será usado para a compra de cestas básicas, colchões, além de kits de limpeza, higiene e dormitório. Cerca de três mil pessoas serão atendidas.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Mais seis cidades brasileiras entram em situação de emergência por conta de desastres naturais

Definidas ações de prioridade na criação do Polo de Irrigação do Sudoeste Paulista

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
05/08/2022 17:24h

Recursos serão repassados a municípios dos estados de Alagoas e Pernambuco

Baixar áudio

Duas cidades do País atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 1 milhão para ações de defesa civil. As portarias com as liberações dos recursos foram publicadas na edição desta sexta-feira (5) do Diário Oficial da União (DOU).

O maior repasse – de mais de R$ 658 mil – é para São Benedito do Sul, em Pernambuco. Afetado por chuvas intensas, o município usará os recursos para a compra de cestas básicas, colchões e kits de limpeza, higiene e dormitório. Cerca de sete mil pessoas serão atendidas.

Alagoas

Em Alagoas, a cidade de Colônia Leopoldina, também atingida por chuvas intensas, terá mais de R$ 360 mil para a compra de cestas básicas, colchões e kits de limpeza e higiene. Com os recursos, cerca de três mil pessoas serão atendidas.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados. 

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Definidas ações de prioridade na criação do Polo de Irrigação do Sudoeste Paulista

Mais seis cidades brasileiras entram em situação de emergência por conta de desastres naturais

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD, a partir do Plano de Capacitação Continuada em Proteção e Defesa Civil. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos de capacitação.

Copiar o texto
04/08/2022 16:05h

Estão na lista municípios dos estados do Amazonas, Ceará, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul

Baixar áudio

 A Defesa Civil Nacional reconheceu a situação de emergência em mais seis cidades do País atingidas por desastres naturais. A portaria com os reconhecimentos federais foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (4). Dos seis municípios, três passam por estiagem. São eles: Acari e Doutor Severiano, no Rio Grande do Norte, e Itapagé, no Ceará. Novo Tiradentes e Vila Nova do Sul, no Rio Grande do Sul, registraram enxurradas. Por fim, Novo Aripuanã, no Amazonas, sofreu com inundação.

Como solicitar recursos federais

Após a concessão do status de situação de emergência ou de estado de calamidade pública pela Defesa Civil Nacional, os municípios atingidos por desastres estão aptos a solicitar recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para atendimento à população afetada. As ações envolvem restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Congresso debate águas subterrâneas com a presença do MDR

Defesa Civil Nacional alerta para previsão de chuvas intensas em dois estados do Nordeste

Capacitações da Defesa Civil Nacional

A Defesa Civil Nacional oferece uma série de cursos a distância para habilitar e qualificar agentes municipais e estaduais para o uso do S2iD. As capacitações têm como foco os agentes de proteção e defesa civil nas três esferas de governo. Confira neste link a lista completa dos cursos.

Copiar o texto
Brasil 61