FIES

27/07/2021 11:00h

Os candidatos interessados poderão efetuar a inscrição no portal do Fies até o dia 30 de julho

Baixar áudio

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2021 começam nesta terça-feira (27). Os candidatos interessados poderão efetuar a inscrição no portal do Fies até o dia 30 de julho.

Estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 podem solicitar uma bolsa no programa de financiamento deste ano. Entre os requisitos estão ter alcançado média mínima de 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Inscrições e pré-matrículas para o segundo semestre do ano letivo da rede estadual do Rio Grande do Sul encerram neste domingo (25)

Rio Grande do Sul terá quarto ano no ensino médio em 2022

O resultado dos pré-selecionados sai no dia 3 de agosto e o prazo para complementação da inscrição na chamada única vai do dia 4 ao 6. A lista de espera ficará em aberto até o dia 31 de agosto. 

O novo Fies divide o programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. 

Copiar o texto
29/06/2021 10:48h

Para todos os processos seletivos, o candidato precisa ter feito o Enem. Confira as datas de inscrições

Baixar áudio

O Ministério da Educação publicou, nesta segunda-feira (28), os editais com os prazos e critérios de inscrição nos processos seletivos do Programa Universidade para Todos (Prouni), Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As regras são referentes à seleção do segundo semestre deste ano.

“Vacina: eu informo” está com inscrições abertas para agentes comunitários de saúde de todo o país

Divulgada lista de escolas que receberão apoio financeiro do Programa Brasil na Escola

Para bolsas do Prouni, as inscrições devem ser feitas entre os dias 13 e 16 de julho. Para isso, o candidato precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2020 e ter tirado, no mínimo, 450 pontos de média em cinco provas do exame. Já as inscrições para o Fies começam em 27 de julho e vão até 30 de julho. A exigência é a de que o candidato tenha participado de qualquer edição do Enem, a partir de 2010, e tenha obtido média das notas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação. Também é necessário possuir renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até 3 salários mínimos.

Em relação ao Sisu, as inscrições para o processo seletivo serão realizadas entre 3 e 6 de agosto. É preciso ter feito o Enem de 2020 e ter obtido nota superior a zero na prova de redação, desde que não tenha participado como treineiro.

Copiar o texto
06/05/2021 10:45h

Projeto de suspensão de pagamentos do Fies segue para análise da Câmara dos Deputados, tendo como objetivo não aumentar as taxas de inadimplência diante de um cenário de crise econômica durante a pandemia

Baixar áudio

O Senado Federal aprovou um projeto de lei que suspende os pagamentos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até o fim de 2021. O PL é de autoria do senador Jayme Campos (DEM-MT), e agora segue para votação na Câmara dos Deputados.

O pagamento das parcelas já havia sido suspenso no ano passado, mas com validade até o fim do decreto do estado de calamidade, que vigorou até 2020. Os senadores avaliaram que a prorrogação em 2021 é necessária para não aumentar as taxas de inadimplência diante de um cenário de crise durante a pandemia, que “ainda está presente e seus efeitos econômicos e sociais se agravaram”, como traz o PL.

O senador Dário Berger (MDB-SC), relator da proposta, ressaltou que o projeto ajudará a manter os vínculos dos estudantes com as instituições de ensino, amenizando ainda a “difícil situação em que se encontram muitos estudantes egressos da educação superior”. 

MEC divulga calendário de inscrições para Sisu, Prouni e Fies do segundo semestre

Divulgados os resultados da pré-seleção do Fies 2021

Prazo para renovação do FIES é prorrogado

O texto foi aprovado pelos parlamentares dias após as declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, com críticas ao Fundo. Guedes afirmou que o Fies favorece até “o filho do porteiro” que “tirou zero em todas as provas”. Na Câmara dos Deputados, o ministro argumentou que a fala se referia a um caso real, mas voltou a dizer que o fundo “funciona para a classe média”, mas não para o pobre, que teria que receber um voucher para não “começar a vida endividado”.

Copiar o texto
Educação
04/05/2021 13:30h

As inscrições abrem, primeiro, para o Prouni, que oferta bolsas para estudantes em instituições privadas do ensino superior

Baixar áudio

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta segunda-feira (3), o calendário com os prazos de inscrições para os seus três principais programas, o Sisu, o Fies e o Prouni. 

De acordo com a pasta, as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), do segundo semestre, começam no dia 27 de julho e vão até o dia 30 do mesmo mês. O resultado com os nomes dos pré-selecionados será divulgado em chamada única, em 3 de agosto. 

Começam as inscrições para as bolsas remanescentes do Prouni

FNDE solicita críticas e sugestões sobre programa de transporte escolar

No caso do Programa Universidade para Todos (Prouni), que concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação de instituições privadas, o período de inscrição vai de 13 a 16 de julho. O resultado da primeira chamada sai no dia 20 do mesmo mês. Segundo o MEC, o Prouni ainda terá segunda chamada e lista de espera, nos dias 3 e 23 de agosto, respectivamente. 

Já o Sisu, o Sistema de Seleção Unificada, que seleciona candidatos que fizeram o Enem a vagas em cursos de graduação em instituições públicas, recebe inscrições de 3 a 6 de agosto. O resultado da única chamada é no dia 10. O prazo para manifestar interesse em participar da lista de espera acaba em 16 de agosto. 

Copiar o texto
26/04/2021 18:00h

Renovação de contrato do FIES e transferência de curso ou de instituição de ensino agora podem ser feitos até 30 de junho

Baixar áudio

Prazo para renovação semestral dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado para o próximo dia 30 de junho. A medida do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) foi publicada hoje (26) no Diário Oficial da União.

A decisão vale tanto para contratos simplificados, quanto os não simplificados, e também estabelece para 30 de junho o prazo para os estudantes interessados em pedir transferência de curso ou de instituição de ensino, com dilatação do período de utilização do financiamento estudantil referente ao primeiro semestre do ano.

A portaria foi assinada por Marcelo Lopes da Ponte, presidente da autarquia responsável pela execução de políticas educacionais do Ministério da Educação (MEC).

O FNDE

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), responsável pela execução da maioria das ações e programas da Educação Básica, Educação Profissional e Tecnológica e no Ensino Superior do país.

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e Proinfância são alguns exemplos de projetos executados pela autarquia.

Os recursos financeiros disponível para esses programas vêm de várias fontes, como dos impostos das loterias e, principalmente, do salário-educação, um tributo de 2,5% descontado da folha de pagamento das empresas.

Copiar o texto
07/04/2021 00:00h

A Caixa Econômica Federal dá um prazo de três meses para buscar o prêmio milionário, mas o ganhador do sorteio da virada de 2020 não apareceu

Baixar áudioBaixar áudio

A chance de acertar as seis dezenas da Mega da Virada é de uma em mais de 50 milhões para quem realiza um jogo simples. Mas, se o acerto é raro, mais raro ainda é quando o jogador que vence a aposta não busca o prêmio milionário. E isso aconteceu neste ano.

Duas pessoas acertaram os números da Mega da Virada 2020, mas apenas um dos ganhadores buscou o valor de mais de R$ 162,6 milhões até o último dia de março. O outro não apareceu dentro do prazo de três meses estipulado para recolhimento da quantia, e o dinheiro foi destinado ao Fundo de Financiamento do Ensino Superior (Fies), do Ministério da Educação.

O mistério sobre o ganhador desaparecido ainda não foi solucionado. A Caixa Econômica Federal informou que a pessoa que acertou as dezenas realizou o jogo através de meio eletrônico, e que os dados pessoais são invioláveis e não são registrados nos sistemas, “para proteção do próprio apostador”.

O banco também detalhou que somente o ganhador pode solicitar o recebimento de prêmios de loterias, o que deve ser feito em até 90 dias. Caso isso não ocorra, “a Lei 13.756/2018 estabelece que todo prêmio não reclamado no prazo seja repassado ao Fies”, como diz a Caixa, em nota. 

Debate

O caso gerou comentários em diferentes partes do país. Moradora de Anápolis (GO), Lorraine Caroline Rodrigues, avalia que o dinheiro poderia ser utilizado para a saúde neste ano de pandemia. “Acho que o valor deveria ser passado para instituições de saúde, compras de vacinas, para atender hospitais, qualquer coisa neste sentido”, opina.

Leonardo Falcão, gestor de TI, também pontua o momento atual. Para ele, é difícil não pensar que o pior tenha acontecido com o ganhador, neste ano de recorde de mortes em decorrência da Covid-19. “A gente espera que essa pessoa esteja bem. Ao mesmo tempo ficamos tristes, porque esse dinheiro poderia vir para nós. Eu mesmo joguei bastante na Mega da Virada. Mas ficamos felizes por estar sendo empregado em um bom motivo. Vai para a educação e a gente acaba sendo beneficiado também”, diz.

Willian Danton, estudante, também pensa assim. “É um investimento para o próprio governo, já que a pessoa beneficiada pelo Fies vai ajudar a sociedade mais à frente, quando se formar e se tornar um profissional de qualidade. É um investimento social muito frutífero a longo prazo.”

A especialista em direito do consumidor Amanda Caroline, no entanto, avalia que o banco deve procurar o apostador vencedor. “A Caixa deve ter a postura de localizar o consumidor, uma vez que uma atitude diversa dessa viola os preceitos de defesa e proteção que o consumidor tem na nossa lei vigente. Ela não pode simplesmente esperar o transcurso do prazo acontecer sem que o ganhador procure a agência”, opina.

A Mega da Virada de 2020 sorteou os números 17 - 20 - 22 - 35 - 41 e 42. Um morador de Aracaju, em Sergipe, também acertou as dezenas, mas já buscou o prêmio de R$ 162,6 milhões.

Copiar o texto
26/01/2021 11:00h

Inscrições para o programa do segundo semestre começam nesta terça-feira (26)

Baixar áudio

O Ministério da Educação anunciou nesta segunda-feira (25) as regras para o processo seletivo do Fies, o Fundo de Financiamento Estudantil, do segundo semestre de 2021. Vale lembrar que as inscrições para o programa começam nesta terça-feira (26). 

Para recorrer ao Fundo, o candidato deve ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Além disso, precisa ter participado de uma das edições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2010, e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das cinco provas que compõem o exame, além de não ter tirado zero na redação. 

Déficit tecnológico é impasse na volta às aulas do ensino remoto

Escolas fechadas podem representar retrocesso de até quatro anos na aprendizagem

Criado em 1999, o Fies é um programa do governo federal cujo objetivo é facilitar o acesso ao crédito para que estudantes possam financiar cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas que aderirem ao programa. 

Copiar o texto
06/01/2021 10:20h

Inscrições vão de 26 a 29 de janeiro

Baixar áudio

Fundo de Financiamento Estudantil oferece 93 mil vagas em 2021. O programa do governo federal facilita o acesso ao crédito, para financiar cursos de ensino superior em instituições particulares. Ao todo, o Ministério da Educação vai investir R$ 500 milhões. As informações foram divulgadas no Plano Trienal do Fundo de Financiamento Estudantil. Segundo o texto, até 2023, serão ofertadas 279 mil vagas para financiamento do ensino superior.

Interessados podem se inscrever entre os dias 26 e 29 de janeiro. O resultado deve ser divulgado no dia 2 de fevereiro. Para participar do Fies é preciso ter realizado alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio, entre 2010 e 2019, com nota mínima de 450 pontos, além de não poder zerar na redação. O candidato também deve comprovar renda familiar de até três salários mínimos por pessoa.

Desigualdade entre alunos de escolas públicas e particulares é acentuada na pandemia

Falta de acesso à internet para estudantes de escolas públicas é escancarada na pandemia

Quem não for pré-selecionado na chamada única do Fies será automaticamente incluído na lista de espera. A convocação ocorrerá entre 3 de fevereiro até 18 de março. O edital da seleção está disponível no link.

Copiar o texto
21/12/2020 11:00h

Matrículas vão de 26 a 29 de janeiro

Baixar áudio

Já está disponível para consulta o Edital do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) para o primeiro semestre de 2021. Para os seis primeiros meses do ano que vem, o Fies não contará com as notas do Enem de 2020. Desta forma, podem participar os candidatos que obtiveram média mínima de 450 pontos e nota acima de zero na redação dos exames de 2010 a 2019.

Especial: equipe de transição é importante para governo manter benefícios à população

Vai à sanção presidencial renegociação das dívidas de estados e municípios

Segundo o Ministério da Educação, as inscrições vão de 26 a 29 de janeiro. Já os resultados estarão disponíveis a partir do dia 2 de fevereiro de 2021. O candidato que não for convocado na chamada única regular já estará automaticamente na lista de espera. A complementação da inscrição dos pré-selecionados ocorrerá em chamada única, de 3 a 5 de fevereiro, e a convocação por meio da lista de espera de 3 a 18 de março de 2021.

A pessoa interessada deverá realizar o cadastro, exclusivamente, pela internet, por meio do sistema de seleção do Fies. Ao efetuar o cadastro, o candidato poderá escolher até três opções de cursos, instituições e turno por ordem de preferência. 

Copiar o texto
04/12/2020 12:45h

Os estudantes agora terão até o dia 30 de dezembro para realizar a atualização contratual

Baixar áudio

Foi prorrogado novamente o prazo para a renovação semestral dos contratos de financiamento concedidos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2020. Os estudantes agora terão até o dia 30 de dezembro para realizar a atualização contratual.

Os aditamentos dos contratos deverão ser feitos pelo sistema SisFies. A medida vale para contratos simplificados e não simplificados. 

Estudantes terão prazo maior para validação das inscrições do Fies

FNDE libera R$ 73,8 milhões para transporte escolar

No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o aluno precisa levar a documentação comprobatória ao banco para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.

Copiar o texto
Brasil 61