Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

FIES

Educação
30/06/2020 17:00h

Medida foi tomada por conta dos transtornos trazidos pela pandemia da Covid-19

Baixar áudio

Portaria do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), publicada nesta segunda-feira (29), prorroga para 31 de julho os prazos de validação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Segundo a publicação, as mudanças valem para inscrições realizadas durante o primeiro semestre de 2020 e que já estão vencidas. 

A medida foi tomada por conta da pandemia da Covid-19. A portaria também prorroga para 31 de julho o prazo de entrega dos Documentos de Regularidade de Inscrição para contratação do financiamento.

Para mais informações, acesse fies.mec.gov.br
 

Copiar o texto
26/06/2020 11:00h

Proposta é do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) e visa socorrer estudantes que não consegue arcar com custos da faculdade nesse período

Baixar áudio

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) está propondo a criação de um Fundo de Financiamento Estudantil Emergencial durante a pandemia do novo coronavírus. O projeto de lei 3372/2020, que prevê o Fies-E, sugere que sejam beneficiados alunos que comprovarem dificuldade em pagar as anuidades e semestralidades contratadas devido ao impacto econômico gerado pela pandemia e pelo isolamento social. 

Segundo o autor do projeto, a medida tenta socorrer jovens e familiares que possam ter perdido o emprego e não tenham como pagar os estudos. 

Poderão ter acesso ao Fies Emergencial os estudantes que se matricularam ou renovaram matrícula em 2020, inclusive os que estejam inadimplentes em relação às parcelas de abril a julho deste ano. As parcelas que poderão ser financiadas são referentes aos meses de abril deste ano até o fim do estado de calamidade pública, previsto para acabar em dezembro de 2020.

A taxa de juros do financiamento emergencial será de até 3% ao ano. Segundo o projeto, o início do pagamento do empréstimo será a partir do terceiro mês seguinte ao final do financiamento atual em até 24 parcelas. 

Copiar o texto

Acesse nossos conteúdos de rádio