Sintomas da gripe vão de febre alta a dor muscular

Agência do Rádio

• Data de publicação: 30 de Abril de 2020, 03:00h

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, teve início em março em todo o país
Texto para rádio

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe teve início em março deste ano em todo o país. O Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A meta da pasta é vacinar, durante este período, pelo menos 90% de cada um dos grupos  que apresentam maior risco de adoecer e desenvolver complicações. A campanha ocorre até o dia 22 de maio.

Mas afinal, quais são os sintomas da gripe? A coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, explica.

 “A gripe geralmente começa com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, o nariz escorrendo, e também pode apresentar tosse seca. A febre é o sintoma mais importante da gripe, dura em torno de três dias e os sintomas respiratórios, como a tosse, vão se tornando mais evidentes com a progressão da doença e geralmente duram de três a cinco dias após o desaparecimento da febre.”

Muitas vezes, por causa dos sintomas em comum, a gripe pode ser confundida com outras viroses respiratórias, como o resfriado, lembra a coordenadora. Em alguns casos a gripe pode evoluir para pneumonia, levando à internação hospitalar e até a morte. 

Em todos os estados o número de postos de vacinação foi ampliado para evitar aglomeração, como orienta o Ministério da Saúde na prevenção à Covid-19. Em caso de fila, as pessoas devem manter distância de dois metros umas das outras. Ainda a higienização das mãos é de grande importância.

Se você está dentro dos grupos prioritários, não deixe de se vacinar. Procure um posto de saúde mais próximo. Para mais informações, acesse saude.gov.br/vacinabrasil. Ministério da Saúde, Governo Federal. 

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe teve início em março deste ano em todo o país. O Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A meta da pasta é vacinar, durante este período, pelo menos 90% de cada um dos grupos      que apresentam maior risco de adoecer e desenvolver complicações. A campanha ocorre até o dia 22 de maio.

Mas afinal, quais são os sintomas da gripe? A coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, explica.

TEC./SONORA: Coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, Francieli Fontana

 “A gripe geralmente começa com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, o nariz escorrendo, e também pode apresentar tosse seca. A febre é o sintoma mais importante da gripe, dura em torno de três dias e os sintomas respiratórios, como a tosse, vão se tornando mais evidentes com a progressão da doença e geralmente duram de três a cinco dias após o desaparecimento da febre.”

LOC.: Muitas vezes, por causa dos sintomas em comum, a gripe pode ser confundida com outras viroses respiratórias, como o resfriado, lembra a coordenadora.

Em alguns casos a gripe pode evoluir para pneumonia, levando à internação hospitalar e até a morte. 
Em todos os estados o número de postos de vacinação foi ampliado para evitar aglomeração, como orienta o Ministério da Saúde na prevenção à Covid-19. Em caso de fila, as pessoas devem manter distância de dois metros umas das outras. Ainda a higienização das mãos é de grande importância.

Se você está dentro dos grupos prioritários, não deixe de se vacinar. Procure um posto de saúde mais próximo. Para mais informações, acesse saude.gov.br/vacinabrasil. Ministério da Saúde, Governo Federal. Pátria Amada, Brasil.