Leilão da Rodovia Presidente Dutra - Foto: Ricardo Botelho/MInfra
Leilão da Rodovia Presidente Dutra - Foto: Ricardo Botelho/MInfra

Grupo CCR vence leilão da Rodovia Presidente Dutra por R$ 1,77 bilhão

A companhia propôs o desconto máximo na tarifa de pedágio, de 15,31%


O leilão da Rodovia Presidente Dutra, considerado o maior do Brasil em termos de investimento rodoviário, teve como vencedora a CCR S.A.  Com isso, a companhia renovou sua posse da concessão do trecho por mais 30 anos. A empresa ofertou o desconto máximo na tarifa de pedágio, de 15,31%, e o valor de outorga foi de R$ 1,77 bilhão. 

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, considera o projeto previsto no edital do certame como moderno e inovador. Segundo ele, as tecnologias apresentadas e executadas servirão de base para a realização de novos serviços em todo o país. 

“Teremos um novo padrão regulatório e uma nova forma de fazer contratos. Então, aquilo que existe de inovação, de operação, estará presente nos outros contratos de concessão que nós faremos. Isso significa que a qualidade de prestação de serviço para o usuário vai melhorar bastante”, destaca

Pnate: programa já repassou R$369 milhões para manutenções de transportes escolares

São Luís vai receber R$ 1,6 milhão a mais do FPM nesta sexta-feira (29)

A concessão da Rodovia Dutra (BR-116/SP/RJ) será realizada em conjunto com a rodovia Rio-Santos (BR-101/SP/RJ). O investimento previsto é de aproximadamente R$ 14,8 bilhões. Os recursos devem ser aplicados na transformação da rodovia que liga as duas maiores regiões metropolitanas do Brasil. 

O trecho é compreendido por 600 quilômetros de faixas adicionais para ampliação de capacidade, 80 de duplicação (no RJ), 144 de vias marginais, além da construção de mais de centenas de estruturas operacionais.

Inovações 

O edital prevê, entre outros pontos, a introdução do sistema free flow, uma modalidade de pedágio na qual o valor é cobrado proporcionalmente à distância percorrida, sem a necessidade de praças físicas. Esse sistema opera por meio de pórticos instalados na rodovia. O mecanismo contará com identificação automática e eletrônica dos veículos.

Entre as inovações, também se destacam as seguintes: 

  • Inclusão de tarifa diferenciada entre pista simples e pista dupla. 
  • Motocicletas não estão sujeitas à cobrança de tarifa nas praças de pedágio. A isenção entrará em vigor a partir da assinatura do novo contrato.
  • Descontos progressivos de tarifa, levando em conta a frequência de utilização da via, para condutores que escolham o sistema de pagamento automático (tag).

“O mecanismo de desconto do usuário frequente vem para mitigar o problema daquela pessoa que mora entre localidades com presença de praça, e precisa se deslocar com frequência por aquela praça. Aí damos um incentivo. Ou seja, a cada passagem na praça ele terá um decréscimo de tarifa. No fim, a tarifa média que ele terá no mês vai ser bem menos do que a praticada pelos demais usuários”, explicou o ministro. 

Outra novidade é a adoção da tecnologia iRap de segurança viária na redução de acidentes. Trata-se de um monitoramento com utilização de câmeras automáticas que ajudam na identificação de incidentes. Esse sistema conta com tecnologia wi-fi e iluminação por LED. 

Super Infra

O leilão da Rodovia Presidente Dutra faz parte de uma iniciativa do Governo Federal que pretende atrair cerca de R$ 23,5 bilhões em investimentos privados ao setor de transportes. Trata-se do Super Infra, uma nova temporada de leilões que deve gerar, no mínimo, 400 mil empregos, de acordo com o Ministério da Infraestrutura. Até o fim de 2021, devem ser realizados 11 leilões. Entre eles, dois rodoviários e nove arrendamentos portuários.

Segundo informou o ministro da Infraestrutura, a partir desse investimento privado há uma possibilidade de reduzir o valor do pedágio em até 35%. De todos os investimentos, quase R$ 1,5 bilhão devem ser aplicados na região de Guarulhos (SP). 

O objetivo será resolver atuais problemas e facilitar o acesso ao aeroporto internacional de São Paulo. Além disso, R$ 1,2 bilhão deve ser destinado à implantação da nova Serra das Araras. A ideia é construir uma nova pista, possibilitando, assim, quatro faixas de rolamento por sentido.
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O leilão da Rodovia Presidente Dutra, realizado nesta sexta-feira (29), teve como vencedora a CCR S.A.  A empresa ofertou o desconto máximo na tarifa de pedágio, de 15,31%. O valor de outorga ficou definido em R$ 1,77 bilhão. 

A concessão da Rodovia Dutra será realizada em conjunto com a rodovia Rio-Santos, ou seja, a BR-101. Entre outros pontos, o serviço vai utilizar o sistema free flow. Trata-se de uma modalidade de pedágio na qual o valor é cobrado proporcionalmente à distância percorrida, sem a necessidade de praças físicas.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, haverá descontos progressivos de tarifa, levando em conta a frequência de utilização da via, para condutores que escolham o sistema de pagamento automático.
 

TEC./SONORA: Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura

“O mecanismo de desconto do usuário frequente vem para mitigar o problema daquela pessoa que mora entre localidades com presença de praça, e precisa se deslocar com frequência por aquela praça. Aí, damos um incentivo. Ou seja, a cada passagem na praça ele terá um decréscimo de tarifa. No fim, a tarifa média que ele terá no mês vai ser bem menos do que a praticada pelos demais usuários.”
 

LOC.: O leilão da Rodovia Presidente Dutra faz parte do Super Infra, uma iniciativa do Governo Federal que pretende atrair cerca de R$ 23,5 bilhões em investimentos privados ao setor de transportes. Até o fim de 2021, devem ser realizados 11 leilões. Entre eles, dois rodoviários e nove arrendamentos portuários.

Reportagem, Marquezan Araújo