Foto: Janary Damacena
Foto: Janary Damacena

Governo assina protocolo de intenção para ampliar apoio às comunidades ribeirinhas

Objetivo é contribuir com o desenvolvimento humano em regiões de difícil acesso


O Governo Federal vai promover ações de atenção às comunidades ribeirinhas ao mesmo tempo em que contribui com o desenvolvimento humano em regiões de difícil acesso. Essa é a proposta do documento assinado pelo Ministério da Cidadania com a Marinha do Brasil. O apoio às ações será prestado pelos meios navais, aeronavais e de fuzileiros navais da Marinha, sediados nas regiões da Amazônia e Pantanal, empregados em ações cívico-sociais e de assistência hospitalar.

BR do Mar: programa incentiva uso do transporte de cargas entre portos brasileiros

Novas cepas da Covid-19 acendem alerta mesmo após vacinação

De acordo com o Almirante de Esquadra da Marinha, Marcos Silva Rodrigues, o acordo “mostra a presença do Estado em locais desassistidos, e tem um significado grande, pois vai levar exatamente a pessoas que não sabem nem o que é cidadania, o que representa cidadania, e, assim, isso os torna cada vez mais brasileiros”, destacou.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: 

O Governo Federal vai promover ações de atenção às comunidades ribeirinhas ao mesmo tempo em que contribui com o desenvolvimento humano em regiões de difícil acesso. Essa é a proposta do documento assinado pelo Ministério da Cidadania com a Marinha do Brasil. O apoio às ações será prestado pelos meios navais, aeronavais e de fuzileiros navais da Marinha, sediados nas regiões da Amazônia e Pantanal, empregados em ações cívico-sociais e de assistência hospitalar.

De acordo com o Almirante de Esquadra da Marinha, Marcos Silva Rodrigues, o acordo “mostra a presença do Estado em locais desassistidos, e tem um significado grande, pois vai levar exatamente a pessoas que não sabem nem o que é cidadania, o que representa cidadania, e, assim, isso os torna cada vez mais brasileiros”, destacou.