Foto: Myke Sena/MS
Foto: Myke Sena/MS

Mais de 4,4 milhões de pessoas já receberam a dose de reforço em Minas Gerais

Até agora, o estado conta com 86,4% da população com 12 anos ou mais com ao menos duas doses ou a dose única


Segundo o último levantamento do estado de Minas Gerais, mais de 2,4 milhões de pessoas ainda não tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19. O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, lembra que completar o esquema vacinal é importante no combate à doença

"Peço que fiquem atentos ao calendário vacinal e procure um posto de vacinação quando chegar a sua vez. A dose de reforço é fundamental para frear o avanço de novas variantes e reduzir internações e óbitos aqui em nosso estado".
 
A imunização de reforço pode ser aplicada após quatro meses da segunda dose. A professora Luciana Albertoni, de 43 anos, é moradora de Juiz de Fora e conta que já recebeu duas doses do imunizante e espera tomar a dose de reforço logo.

"Me sinto muito aliviada de ter tomado as duas doses da vacina contra a covid-19. Se eu contrair o vírus, os sintomas tendem a ser bem mais leves e chance de vir a óbito é quase nula".

Mais de 15,2 milhões receberam a segunda dose e 16,7 milhões, a primeira dose da vacina. Os dados são do vacinômetro do estado e foram atualizados no dia 25 de janeiro.

Complete seu esquema vacinal e fique protegido! Vá até a unidade de saúde mais próxima e tome a 2° dose ou a dose de reforço.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Segundo o último levantamento do estado de Minas Gerais, mais de 2,4 milhões de pessoas ainda não tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19. A maior parte dos casos graves da doença ocorre entre pessoas que não se vacinaram ou não completaram o ciclo vacinal. O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, ressalta que, para vencer a pandemia, é necessário uma ampla vacinação da população.

TEC./SONORA: Marcelo Queiroga, ministro da Saúde

"Peço que fiquem atentos ao calendário vacinal e procure um posto de vacinação quando chegar a sua vez. A dose de reforço é fundamental para frear o avanço de novas variantes e reduzir internações e óbitos aqui em nosso estado."

LOC: A imunização de reforço pode ser aplicada após quatro meses da segunda dose. A professora Luciana Albertoni, de 43 anos, é moradora de Juiz de Fora e conta que já recebeu duas doses do imunizante e espera tomar a dose de reforço logo.
 

TEC./SONORA: Luciana Albertoni, professora

"Me sinto muito aliviada de ter tomado as duas doses da vacina contra a covid-19. Se eu contrair o vírus, os sintomas tendem a ser bem mais leves".
 

LOC: Mais de 15,2 milhões receberam a segunda dose e 16,7 milhões, a primeira dose da vacina. Os dados são do vacinômetro do estado e foram atualizados no dia 25 de janeiro. 

Na maior parte dos municípios brasileiros, crianças acima de 5 anos já podem ser vacinadas. Complete seu esquema vacinal e fique protegido! Vá até a unidade de saúde mais próxima e tome a 2° dose ou a dose de reforço 4 meses após a 2º dose. Mantenha uma distância segura, lave as mãos com água e sabão e mantenha os ambientes ventilados.