Foto: Arquivo/Senado
Foto: Arquivo/Senado

Senado aprova MP que compensa redução de repasses do FPM e FPE causada pela pandemia

Pela proposta, o total da compensação aos entes será de R$ 16 bilhões. Desse valor, R$ 10 bilhões já foram repassados pela União


O projeto de lei de conversão (PLV 26/2020) da Medida Provisória 938/2020 foi aprovado pelo Plenário do Senado Federal nesta quarta-feira (29). A matéria havia sido editada pelo Executivo Nacional para compensar estados, municípios e o Distrito Federal pela redução de repasses federais durante a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

Pela proposta, o total da compensação aos entes será de R$ 16 bilhões. Desse valor, R$ 10 bilhões já foram repassados pela União. O PLV segue agora para sanção do presidente da República.

Câmara aprova extensão da recomposição do FPM e FPE até novembro

Repasses para mitigar efeitos da pandemia ainda são insuficientes, afirmam entidades representativas de municípios

Prorrogação de parcelas do FPM é o que garante pagamento de servidores municipais, alerta CNM

A diminuição dos repasses federais do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Fundo de Participação dos Estados (FPE) foi ocasionada pela desaceleração econômica dos últimos meses, por causa da pandemia. Com isso, a MP 938 determinou compensação dessas perdas. 

Como cerca de R$ 6 bilhões não foram necessários nesse período, o PLV também estende o prazo da compensação para julho, agosto, setembro, outubro e novembro. Segundo o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, os estados devem receber a mais, até novembro, entre R$ 2,6 e R$ 2,8 bilhões. Já o conjunto dos municípios terá a mais entre R$ 3,2 e R$ 3,4 bilhões. Esses montantes serão divididos de acordo com os critérios do FPM e do FPE, que incluem também o DF.


 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O projeto de lei de conversão (PLV 26/2020) da Medida Provisória 938/2020 foi aprovado pelo Plenário do Senado Federal nesta quarta-feira (29). A matéria havia sido editada pelo Executivo Nacional para compensar estados, municípios e o Distrito Federal pela redução de repasses federais durante a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

Pela proposta, o total da compensação aos entes será de R$ 16 bilhões. Desse valor, R$ 10 bilhões já foram repassados pela União. O PLV segue agora para sanção do presidente da República.

A diminuição dos repasses federais do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Fundo de Participação dos Estados (FPE) foi ocasionada pela desaceleração econômica dos últimos meses, por causa da pandemia. Com isso, a MP 938 determinou compensação dessas perdas. 

Como cerca de R$ 6 bilhões não foram necessários nesse período, o PLV também estende o prazo da compensação para julho, agosto, setembro, outubro e novembro. Segundo o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, os estados devem receber a mais, até novembro, entre R$ 2,6 e R$ 2,8 bilhões. Já o conjunto dos municípios terá a mais entre R$ 3,2 e R$ 3,4 bilhões. Esses montantes serão divididos de acordo com os critérios do FPM e do FPE, que incluem também o DF.

Reportagem, Marquezan Araújo