Foto: Ministério da Cidadania/Divulgação
Foto: Ministério da Cidadania/Divulgação

AUXÍLIO BRASIL: Confira calendário dos novos grupos que recebem o benefício

Nesta semana, os grupos com NIS de finais 4 a 8 recebem o pagamento


Nesta semana, os grupos com Número de Inscrição Social (NIS) de finais de 4 a 8 recebem o pagamento do Auxilio Brasil.  O calendário de pagamentos termina nos dias 30 e 31, com os finais 9 e 0. O Ministério da Cidadania disponibiliza a consulta dos contemplados por meio dos aplicativos ‘Caixa Tem’ e ‘Auxilio Brasil’. 

Confira o calendário de pagamento dos próximos dias: 

Número final do NIS

Data de recebimento do benefício

4 23/5
5 24/5
6 25/5
7 26/5
8 27/5
9 30/5
0 31/5

O Auxilio Brasil é um programa social do governo federal, que foi criado para substituir o Bolsa Família. O programa ajuda financeiramente pessoas que se encontram em situação de pobreza ou de extrema pobreza.


De acordo com o governo, as famílias em situação de extrema pobreza são aquelas cuja renda familiar mensal per capita é de até R$ 105,00. Já os que estão em situação de pobreza possuem renda familiar mensal per capita entre R$ 105,10 e  R$ 210,00. 


Para participar, as famílias precisam ter os dados atualizados no Cadastro Único dos últimos dois anos e não ter informações diferentes  declaradas em nenhuma plataforma do governo federal.


Segundo Renan Gomes, economista, o Auxílio Brasil e os outros programas de transferência de renda condicionada ajudaram bastante a reduzir a pobreza, a indústria do trabalho infantil e estimular a participação dos jovens nas escolas.


“O Brasil tem um histórico bem sucedido de programas de transferência de renda condicionada, focados nos grupos mais vulneráveis”, completa o economista.

COVID-19: Brasil registra tendência de alta nos casos
 

FGTS: nascidos em agosto e setembro podem fazer o saque extraordinário nesta semana
 

Pessoas beneficiadas 


A região Nordeste concentra o maior número de pessoas contempladas:  8,5 milhões. Em seguida vem o Sudeste com (5,2 mi), Norte (2,1), Sul (1,2)  e Centro-Oeste (937 mil). Com o benefício, as famílias cadastradas também podem receber descontos em despesas mensais, como a conta de luz, por meio da Tarifa Social de Energias Elétrica.     
Inácia Fernandes Ríbeiro, 42 anos, recebe o auxílio desde janeiro e ainda não recebeu a parcela deste mês. Com o valor do programa, Inácia diz conseguir pagar as principais contas do mês. 


“Quando eu recebo eu pago conta de água, conta de luz também. Aí tem sempre alguma coisa para comprar na farmácia, a gente tem as crianças, né? Com o que sobra a gente compra coisas pra casa. Compramos feijão, arroz, biscoito e alguma coisa para as crianças. O auxílio ajuda bastante”, completa Inácia.


Para conferir se possui direito aos referidos valores do benefício, os interessados devem acessar os aplicativos Caixa Tem ou Auxílio Brasil com o número de CPF.  As plataformas digitais estão disponíveis gratuitamente para download em Android e iOS. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Grupos com o Número de Inscrição Social, o NIS, de finais de 4 a 8 vão receber o pagamento do Auxilio Brasil ainda esta semana, até sexta-feira. Os finais 9 e 0 serão contemplados nos dias 30 e 31.

De acordo com o economista Renan Gomes, o Auxílio Brasil e os demais programas de transferência de renda condicionada, contribuíram bastante para a redução da extrema pobreza.
 

TEC./SONORA: Renan Gomes - economista


“O Brasil tem um histórico bem sucedido de programas de transferência de renda condicionais focados nos grupos mais vulneráveis. O que ajudou bastante a reduzir a pobreza, a indústria do trabalho infantil e estimular a participação dos jovens nas escolas.”
 

LOC: Inácia Fernandes Ribeiro tem 42 anos e recebe o auxílio desde janeiro. Ela mora com mais cinco pessoas no município de Mucambo, Ceará.   
 

TEC./SONORA: Inácia Fernandes Ribeiro


“Quando eu recebo eu pago conta de água, conta de luz também. Aí tem sempre alguma coisa para comprar na farmácia, a gente tem as crianças, né? Com o que sobra a gente compra coisas pra casa. Compramos feijão, arroz, biscoito e alguma coisa para as crianças. O auxílio ajuda bastante”
 

LOC: Para conferir se possui direito aos valores do benefício, os interessados devem acessar os aplicativos Caixa Tem ou Auxílio Brasil com o número de CPF.  As plataformas digitais estão disponíveis de graça para download em Android e iOS. 

Reportagem, Vinícius Lopes e Sophia Stein