Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

FGTS: nascidos em agosto e setembro podem fazer o saque extraordinário nesta semana

Trabalhadores que nasceram em agosto poderão sacar os recursos na quarta-feira (25) e os nascidos em setembro a partir do sábado (28)


Ao longo desta semana, mais um grupo de trabalhadores terá o direito de realizar o saque extraordinário do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) no valor de até R$ 1 mil. Os beneficiados que vão ter acesso aos recursos são os contribuintes nascidos em agosto e setembro.

Os brasileiros nascidos no mês de agosto terão o direito de sacar os recursos nesta quarta-feira (25). Já os trabalhadores nascidos em setembro terão os valores liberados para o saque a partir do sábado (28). As datas estão no calendário que é dividido por mês de nascimento divulgado pelo governo federal. 

A moradora do Distrito Federal Bhruna Balardim nasceu em setembro e vai ter o saque extraordinário do FGTS liberado no próximo sábado. Ela afirma que o dinheiro vem no momento certo. “O dinheiro vai ser essencial para quitar débitos e, principalmente, reduzir juros que são gerados em caso de dívidas a longo prazo, que é o meu caso. Vou sacar meu FGTS e quitar dívidas de cartão de crédito”, comenta.

A Caixa Econômica Federal direcionou R$ 30 bilhões para o saque extraordinário do FGTS. Os beneficiários que nasceram entre os meses de janeiro e julho já tiveram os recursos liberados anteriormente. O dia 15 de dezembro é o prazo final para retirada dos valores.

O economista Ciro de Avelar diz que vale a pena o trabalhador sacar o recurso e, caso esteja em uma situação mais confortável com as contas do dia a dia, o caminho pode ser até investir parte do FGTS em outros fundos. “O dinheiro no FGTS rende aproximadamente 3%, mais a taxa TR, o que dá cerca de 5%. Isso é desvantajoso para o contribuinte. Porque o dinheiro dele está parado não rendendo nada e perdendo poder de compra e, muitas vezes, o contribuinte está até endividado. Então, certamente, é mais interessante que ele utilize esse recurso, primeiro, como uma reserva de emergência para os dias difíceis, depois, se conseguir, quitar dívidas e, se possível, depois disso, investir com liquidez”, afirma.

Ainda sobre o saque extraordinário, Ciro afirma que a movimentação dos valores é saudável para a economia brasileira. “Fomenta a transferência de renda. É dinheiro na mão do cidadão, ele pode usar isso para consumir, comprar alimentos… Isso volta para a economia. É bom para a atividade econômica e para o PIB brasileiro”, finaliza.

No total, são 42 milhões de trabalhadores brasileiros que podem realizar o saque extraordinário do FGTS. As informações sobre valores disponíveis para resgate e quem tem direito ao saque podem ser consultadas, além das agências da Caixa Econômica Federal, pelo site da Caixa e do aplicativo do FGTS. Porém, a movimentação e a retirada dos valores seguem o calendário estabelecido pela Caixa e pelo governo federal. 

Quem pode receber
 

Poderá sacar qualquer pessoa que tenha uma conta ativa ou inativa no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). No entanto, os valores que estiverem bloqueados na conta, como garantia de operações de crédito de antecipação de saque aniversário, por exemplo, não poderão ser sacados.

Como consultar os valores

Cada trabalhador poderá sacar um limite máximo de R$ 1 mil, mesmo que tenha mais de uma conta vinculada ao FGTS. Quem tiver menos de R$ 1 mil vai sacar menos. 

Para saber o valor exato e a data que irá sacar, basta baixar o aplicativo do FGTS e seguir os seguintes passos:
    Preencher o CPF e senha (pode ser a antiga ou cadastrar uma nova);
    Responder um questionário de segurança, com informações pessoais;
    Ler e aceitar as condições do serviço;
    Clicar em Saque Extraordinário.

Pelo aplicativo também é possível informar que não deseja receber o dinheiro, uma vez que o saque não é obrigatório. Neste caso, o valor vai continuar na conta do FGTS do trabalhador.

Como sacar o valor

Na data disponível para saque, os valores serão creditados na poupança social digital. Pelo aplicativo Caixa Tem, é possível fazer a movimentação dos valores digitalmente, como transferências, Pix, pagamento de boletos e contas ou utilizar o cartão de débito virtual e QR Code para fazer compras em estabelecimentos. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

 

LOC.: Ao longo desta semana, mais um grupo de trabalhadores terá o direito de realizar o saque extraordinário do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS, no valor de até R$ 1 mil. Os beneficiados que vão ter acesso aos recursos são os contribuintes nascidos em agosto e setembro.

Os brasileiros nascidos no mês de agosto terão o direito de sacar os recursos na quarta-feira (25). Já os trabalhadores nascidos em setembro terão os valores liberados para o saque a partir do sábado (28). Essas datas estão no calendário que é dividido por mês de nascimento divulgado pelo governo federal. 

A moradora do Distrito Federal Bhruna Balardim nasceu em setembro e vai ter o saque extraordinário do FGTS liberado no próximo sábado. Ela afirma que o dinheiro vem no momento certo.
 

TEC./SONORA: moradora do DF, Bhruna Balardim
“O dinheiro vai ser essencial para quitar débitos e, principalmente reduzir juros que são gerados em caso de dívidas a longo prazo, que é o meu caso. Vou sacar meu FGTS e quitar dívidas de cartão de crédito”.
 

LOC.: A Caixa Econômica Federal direcionou R$ 30 bilhões para o saque extraordinário do FGTS. Os beneficiários que nasceram entre os meses de janeiro e julho já tiveram os recursos liberados anteriormente. O dia 15 de dezembro é o prazo final para retirada dos valores.

O economista Ciro de Avelar diz que vale a pena o trabalhador sacar o recurso e, caso esteja em uma situação mais confortável com as contas do dia a dia, o caminho pode ser até investir parte do FGTS em outros fundos.
 

TEC./SONORA: economista, Ciro de Avelar
“O dinheiro no FGTS rende aproximadamente 3%, mais a taxa TR, o que dá cerca de 5%. Isso é desvantajoso para o contribuinte. Porque o dinheiro dele está parado não rendendo nada e perdendo poder de compra e, muitas vezes, o contribuinte está até endividado. Então, certamente, é mais interessante que ele utilize esse recurso, primeiro, como uma reserva de emergência para os dias difíceis, depois, se conseguir, quitar dívidas e, se possível, depois disso, investir com liquidez”.
 

LOC.: No total, são 42 milhões de trabalhadores brasileiros que podem realizar o saque extraordinário do FGTS. As informações sobre valores disponíveis para resgate e quem tem direito ao saque podem ser consultadas pelo site da Caixa e do aplicativo do FGTS, além das agências da Caixa Econômica Federal. Mas a movimentação e a retirada dos valores seguem o calendário estabelecido pela Caixa e pelo governo federal. 

Reportagem, Gabriel Spies.