Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Gestores públicos ganham mais prazo para prestarem contas sobre repasses do Bolsa Família e Cadastro Único

Ampliação refere-se à utilização de recursos do Índice de Gestão Descentralizada


O Governo Federal prorrogou o prazo para que gestores municipais e estaduais possam prestar contas sobre a utilização de recursos do Índice de Gestão Descentralizada (IGD-PBF) referentes ao ano de 2019. Segundo o governo, o indicador mede o desempenho de cada ente federativo para compor a base de cálculo de recursos a serem transferidos no aperfeiçoamento da gestão local do Bolsa Família e do Cadastro Único. 

Os gestores têm até 31 de dezembro deste ano para lançarem no sistema do governo federal informações sobre a comprovação de gastos dos recursos destinados aos Conselhos de Assistência Social. 

Prorrogação da desoneração da folha de pagamento deve ajudar a preservar empregos no segmento da construção maranhense

Em relação a informações a respeito da análise da comprovação de gastos apresentada pelos Fundos de Assistência Social, os gestores têm até 31 de dezembro de 2021 para prestarem contas. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O Governo Federal prorrogou o prazo para que gestores municipais e estaduais possam prestar contas sobre a utilização de recursos do Índice de Gestão Descentralizada (IGD-PBF) referentes ao ano de 2019. Segundo o governo, o indicador mede o desempenho de cada ente federativo para compor a base de cálculo de recursos a serem transferidos no aperfeiçoamento da gestão local do Bolsa Família e do Cadastro Único. 

Os gestores têm até 31 de dezembro deste ano para lançarem no sistema do governo federal informações sobre a comprovação de gastos dos recursos destinados aos Conselhos de Assistência Social. 

Em relação a informações a respeito da análise da comprovação de gastos apresentada pelos Fundos de Assistência Social, os gestores têm até 31 de dezembro de 2021 para prestarem contas. 

Reportagem, Paulo Oliveira