Foto: Georg Arthur Pflueger/Unplash
Foto: Georg Arthur Pflueger/Unplash

Covid-19 no Google: saiba o que os brasileiros mais pesquisam sobre a pandemia

“Como pega Covid?”, “Como tratar Covid?” e “Falta de ar Covid, o que fazer?” são dúvidas ainda comuns que vêm sendo pesquisadas com frequência na internet nos últimos dias


Como se pega Covid? Como tratar Covid? Em caso de falta de ar por Covid, o que fazer? Essas dúvidas podem parecer bem esclarecidas para toda a população após um ano de pandemia, mas uma análise do Google Trends mostra que ainda há muitas dúvidas entre os brasileiros sobre o novo coronavírus.
 
A ferramenta do site de pesquisa mostra quais as buscas mais realizadas no Google em cada país e região. Dentro do termo “Covid”, questionamentos básicos evidenciam que é preciso ampliar o acesso à informação para esclarecer pontos da doença e evitar a disseminação da pandemia.

Na última semana, “Como saber se estou com Covid?” foi uma das perguntas mais pesquisadas no site, como aponta o Google Trends. Desde o começo da pandemia, o período entre 21 a 27 de março de 2021 foi o que mais registrou buscas desse questionamento. Naquela semana, o Brasil bateu dois recordes de mortes em decorrência do novo coronavírus em 24 horas, com 3.250 óbitos no dia 23 e 3.650 mortes no dia 26.
 
Hugo Cândido, especialista em tecnologia da SysCoin, explica como funciona a plataforma que permite visualizar essas buscas. “O Google Trends é uma ferramenta da própria empresa, disponibilizada gratuitamente, para que a gente consiga pesquisar os termos mais populares que são pesquisados na plataforma do Google recentemente. Nós conseguimos entrar com pesquisas e descobrir o quanto as pessoas estão buscando por aquele termo em um passado recente. Um mês, uma semana, dois meses ou até mesmo no último ano. E aí você consegue descobrir a frequência com que as pessoas pesquisam aquele termo”, detalha.
 
O site não mostra a quantidade absoluta de pesquisas, mas mostra o volume de pesquisas, com valores entre zero — que significa que não havia dados suficientes sobre o termo para uma estatística — e 100 — que representa o pico de popularidade de um termo. O pico de pesquisas da palavra “Covid” também aconteceu entre 21 e 27 de março deste ano.

Dúvidas gerais

Outras dúvidas da população pesquisadas no Google com frequência nas últimas semanas são perguntas como: “Estou com Covid, o que fazer?”, “Falta de ar por Covid, o que fazer?”, “Contato com pessoa com Covid, o que fazer?” e “Como pega Covid?”. Hugo Cândido lembra que esses dados podem ser úteis de diversas formas. 

  1. Como se pega a Covid-19?
  2. Como saber se estou com Covid?
  3. Covid-19: Falta de ar, o que fazer?
  4. O que fazer após contato com pessoa com Covid?
  5. Estou com Covid-19, e agora? Médicos respondem o que fazer

“A ferramenta do Google Trends permite fazermos essas pesquisas e tirar insights para campanhas ou descobrir até mesmo a melhor forma de se comunicar com certo público”, diz o especialista em tecnologia. Dentro dessa análise de que as buscas podem ser caminhos para levar informações de qualidade, o portal Brasil61.com preparou uma série de matérias com especialistas esclarecendo as principais dúvidas em relação à pandemia.

A infectologista Evelyne Girão, do Hospital São José (HSJ), em Fortaleza, foi uma das profissionais de saúde convidadas para esclarecer alguns temas. O termo “Falta de ar Covid” mostra que muitas pessoas contaminadas ficam sem saber o que fazer após sentir dificuldade respiratória. Para a médica, esse sintoma é considerado grave e deve ser acompanhado por um especialista.
 
“Caso o paciente apresente algum sinal de gravidade, febre constante, falta de ar, desmaio, tosse persistente, principalmente se tiver em torno do 7º dia [após a contaminação], ele tem que procurar um médico para fazer uma avaliação. Avaliar a saturação, coletar alguns exames, e caso indicado a necessidade de internação”, pontua. 
 
Entre os dez estados que mais pesquisaram no Google sobre falta de ar durante os últimos 12 meses, nove são unidades da federação do Norte ou Nordeste. O Amapá lidera em buscas sobre esse sintoma da doença, e é o segundo estado com mais casos de contaminações no Brasil a cada 100 mil habitantes. Na aba “assuntos relacionados”, o Google Trends mostra também que a pesquisa sobre “saturação de oxigênio” teve um aumento repentino nos últimos dias.

Buscas dinâmicas

 

A ferramenta do site de pesquisas é atualizada a todo instante. No momento em que a reportagem estava sendo escrita, esses eram os cinco tópicos mais buscados em relação ao novo coronavírus incluindo a palavra “como”, para indicar as dúvidas dos brasileiros:

  1. Como tratar Covid?
  2. Como tomar ivermectina?
  3. Como saber se estou com Covid?
  4. Como pega Covid?
  5. Como está o coronavírus?

Dentro do campo de perguntas que incluem “o que fazer?”, essas foram as cinco mais pesquisadas no momento:

  1. Sintomas de Covid, o que fazer?
  2. Covid positivo, o que fazer?
  3. Falta de ar por Covid, o que fazer?
  4. Estou com Covid, o que fazer?
  5. Contato com pessoa com Covid, o que fazer?

 O médico Julival Ribeiro, membro da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), também participou das matérias de esclarecimento e respondeu uma dessas dúvidas frequentes de muitas pessoas que vão até o Google procurar respostas: “Estou com Covid, o que fazer?”. Segundo o especialista, os pacientes liberados para o tratamento em casa, com casos leves, devem tomar precauções específicas.
 
“Se você tiver uma Covid leve, deve ficar em casa, isolado em um quarto, usando, se possível, um banheiro exclusivo para você. Se for sair do seu quarto, tem que usar máscaras para não contaminar as outras pessoas. Uma das coisas mais importantes hoje é quem está com Covid observar como vai a evolução do seu caso. Imagine uma febre que não passe de jeito nenhum, pacientes às vezes que têm falta de ar, muito cansaço. Eles devem procurar uma unidade hospitalar”, ressalta.

UTI Covid

O Google Trends analisa também que nunca se buscou tanto por “UTI” na internet como neste período de pandemia. O site tem um banco de dados computados desde 2004, e aponta que abril de 2020 e março de 2021 foram os meses em que mais se pesquisou por unidade de tratamento intensivo em todo esse período histórico. 
 
Atualmente, o Brasil acumula 361.884 óbitos na pandemia e 13,6 milhões de pessoas que já tiveram contato com a Covid-19. Ao todo, são 12 milhões de curados e 1 milhão de brasileiros com casos ativos da doença. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Como se pega Covid? Como tratar Covid? Em caso de falta de ar por Covid, o que fazer? Essas dúvidas podem parecer bem esclarecidas para toda a população após um ano de pandemia, mas uma análise do Google Trends mostra que ainda há muitas dúvidas entre os brasileiros sobre o novo coronavírus.
 
A ferramenta do site de pesquisa mostra quais as buscas mais realizadas no Google em cada país e região, como explica Hugo Cândido, especialista em tecnologia.

“O Google Trends é uma ferramenta da própria empresa, disponibilizada gratuitamente, para que a gente consiga pesquisar os termos mais populares que são pesquisados na plataforma do Google recentemente.”
 

 

LOC.: A infectologista Evelyne Girão foi uma das profissionais de saúde convidadas para esclarecer alguns temas.

O termo “Falta de ar Covid”, por exemplo, mostra que muitas pessoas contaminadas ficam sem saber o que fazer após sentir dificuldade respiratória. Para a médica, esse sintoma é considerado grave e deve ser acompanhado por um especialista.
 
 

“Caso o paciente apresente algum sinal de gravidade, febre constante, falta de ar, desmaio, tosse persistente, principalmente se tiver em torno do 7º dia [após a contaminação], ele tem que procurar um médico para fazer uma avaliação. Avaliar a saturação, coletar alguns exames, e caso indicado a necessidade de internação.”
 

LOC.: Entre os dez estados que mais pesquisaram no Google sobre falta de ar durante os últimos 12 meses, nove são unidades da federação do Norte ou Nordeste. O Amapá lidera em buscas sobre esse sintoma da doença.
 
O Google Trends analisa também que nunca se buscou tanto por “UTI” na internet como neste período de pandemia. O site aponta que abril de 2020 e março de 2021 foram os meses em que mais se pesquisou por unidade de tratamento intensivo em todo esse período histórico, desde 2004. 

Reportagem, Alan Rios 
 

NOTA

LOC.: Como se pega Covid? Como tratar Covid? Essas dúvidas podem parecer bem esclarecidas para toda a população após um ano de pandemia, mas uma análise do Google Trends mostra que ainda há muitas dúvidas entre os brasileiros sobre o novo coronavírus.
 
A ferramenta do site de pesquisa mostra quais as buscas mais realizadas no Google em cada país e região. Dentro do termo “Covid”, questionamentos básicos evidenciam que é preciso ampliar o acesso à informação para esclarecer pontos da doença e evitar a disseminação da pandemia.
 
Na última semana, “Como saber se estou com Covid?” foi uma das perguntas mais pesquisadas no site. O Google Trends analisa também que nunca se buscou tanto por “UTI” na internet como neste período de pandemia.