Foto: Arquivo/EBC
Foto: Arquivo/EBC

Cerimônias de diplomação dos eleitos em 2020 será feita a distância

Para seguir as orientações da Justiça Eleitoral, os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) escolhem as datas mais convenientes


Por conta da pandemia do novo coronavírus, a diplomação dos eleitos em 2020 deverá ser feita por videoconferência. Para seguir as orientações da Justiça Eleitoral, os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) escolhem as datas mais convenientes, de acordo com as particularidades locais, desde que ocorra até esta sexta-feira (18).

A cerimônia a distância faz parte de um compilado de medidas adotadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o intuito de preservar a saúde dos eleitores, mesários e candidatos das Eleições 2020. Dessa forma, o TSE garante que todos os que se sagraram vitoriosos nas urnas vão receber o diploma de forma segura.

“Municípios precisam se organizar para vacinação contra Covid-19”, diz médica infectologista

Programa Emergencial de Suporte a Empregos já financiou 131 mil empresas em meio à pandemia

Nova Lei de licitações garantirá eficiência na prestação de serviços públicos

O ato da diplomação dá fim ao processo eleitoral e habilita o eleito a tomar posse no seu respectivo cargo. Todos os candidatos que venceram as eleições, assim como seus suplentes, até a terceira colocação, podem emitir o diploma de forma on-line diretamente no site de cada Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Por conta da pandemia do novo coronavírus, a diplomação dos eleitos em 2020 deverá ser feita por videoconferência. Para seguir as orientações da Justiça Eleitoral, os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) escolhem as datas mais convenientes, de acordo com as particularidades locais, desde que ocorra até esta sexta-feira (18).

A cerimônia a distância faz parte de um compilado de medidas adotadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o intuito de preservar a saúde dos eleitores, mesários e candidatos das Eleições 2020. Dessa forma, o TSE garante que todos os que se sagraram vitoriosos nas urnas vão receber o diploma de forma segura.

O ato da diplomação dá fim ao processo eleitoral e habilita o eleito a tomar posse no seu respectivo cargo. Todos os candidatos que venceram as eleições, assim como seus suplentes, até a terceira colocação, podem emitir o diploma de forma on-line diretamente no site de cada Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Reportagem, Marquezan Araújo