Imagem de sacolas com lixo jogadas na rua. - Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Imagem de sacolas com lixo jogadas na rua. - Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Semana Lixo Zero mobiliza mais de 250 municípios do País

As atividades têm a missão de mobilizar a população para novas práticas de coleta e descarte de lixo, para a proteção do meio ambiente e geração de renda


Os gestores municipais, educadores, empresários e toda população podem acompanhar, até domingo (31), debates online e oficinas voltadas para as boas práticas de coleta, descarte e tratamento do lixo gerado nas cidades brasileiras.

As atividades fazem parte da semana Lixo Zero organizadas pelo Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB) que na prática, tem a missão de mobilizar a população para novas dinâmicas de coleta e descarte de lixo, com objetivo de proteger o meio ambiente e gerar renda nos municípios.

“Nós entendemos e trabalhamos para poder mostrar que todos os resíduos gerados pelo nosso consumo são recursos e, esses recursos, geram oportunidades”, explica Kadmo Côrtez, vice-presidente do ILZB.

Parlamentares propõem estratégias para Governo Federal apresentar na COP26

Foi dada a Largada para o PLOA 2022

Prefeituras recebem cerca de R$ 25 mi para combate à pandemia

A estimativa é que a semana Lixo Zero mobilize até o final da semana cerca de 250 cidades, em todo País, com mais de 10 mil atividades de incentivo à práticas sustentáveis, como o uso de sacolas ecológicas, reaproveitamento de materiais recicláveis e construção de composteiras caseiras de transformação do lixo orgânico em adubo.

O Instituto Federal de Brasília (IFB), por exemplo, participa da semana do Lixo Zero realizando oficinas online para ensinar a população a coletar, separar e destinar o lixo doméstico, de forma voluntária e, assim, favorecer a reciclagem e a proteção ao meio ambiente. Vale destacar que, segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública de Resíduos Especiais (Abrelpe), o País é responsável por descartar mais de 79 mi de toneladas de lixo sólido por ano. 

“Só o ato de separar o resíduo na sua casa já é uma ação voluntária porque dá dignidade ao trabalho do catador. Na sua casa, você precisa separar o lixo em reciclável, orgânico e rejeito. Quando o catador vê um saquinho azul ou verde, seco, ele separa”, explica Simone Pinheiro, especialista em Sustentabilidade do IFB. 

As dicas da especialista do IFB estão na internet e qualquer pessoa pode acessar. As oficinas são transmitidas no canal do Youtube do ILZB e divididas pelas regiões do País. Nesta quinta-feira (28) e na sexta-feira (29), os grupos de palestrantes e inscritos na programação da semana do Lixo Zero debaterão no canal.

A programação completa da Semana Lixo Zero está disponível aqui: Veja.

 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Quem tem interesse em contribuir para o desenvolvimento sustentável da cidade onde mora deve ficar atento porque estamos na semana do Lixo Zero, que realiza de forma online, oficinas de debates sobre as formas adequadas de coletar, separar e descartar o lixo nas cidades, voltada para os gestores, empresários, educadores e toda população. 

As atividades são organizadas pelo Instituto Lixo Zero Brasil e tem objetivo de ensinar boas práticas e cuidados com o lixo, que possam contribuir para a proteção do meio ambiente e na geração de renda, de forma sustentável nas cidades, como explica Kadmo Côrtez, vice-presidente do instituto Lixo Zero Brasil. 

TEC./SONORA: Kadmo Côrtez, vice-presidente do ILZB

“Nós entendemos e trabalhamos para poder mostrar que todos os resíduos gerados pelo nosso consumo são recursos e, esses recursos, geram oportunidades.”

LOC.: Segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública de Resíduos Especiais (Abrelpe), o País é responsável por descartar mais de 79 milhões de toneladas de lixo sólido por ano. Cada pessoa pode contribuir para ajudar a diminuir esse número e a solução começa dentro de casa, como ressalta Simone Pinheiro, especialista em Sustentabilidade do Instituto Federal de Brasília. 

TEC./SONORA: Simone Pinheiro, especialista em Sustentabilidade do IFB

“Às vezes, só separando o resíduo na sua casa já está fazendo uma ação voluntária porque dá dignidade ao trabalho do catador. Na sua casa, você precisa separar o resíduo em reciclável, orgânico e rejeito. Quando o catador vê um saquinho azul ou verde, seco, ele separa.”

LOC: A semana Lixo Zero deve mobilizar até o dia 31 de outubro,, cerca de 250 cidades em todo País, com mais de 10 mil atividades de incentivo às práticas sustentáveis. A programação pode ser acompanhada pela internet, no endereço eletrônico www.semanadolixozero.com.br. 

Reportagem, Cristiano Ghorgomillos

Editoria: Meio Ambiente