Em Palmas, 500 casas foram entregues aos novos moradores do Residencial Jardim Vitória II. Foto: Governo Federal
Em Palmas, 500 casas foram entregues aos novos moradores do Residencial Jardim Vitória II. Foto: Governo Federal

Governo Federal entrega 956 casas a famílias de baixa renda

Ao todo, cerca de R$ 78 milhões foram investidos nos empreendimentos entregues em Palmas (TO), Praia Grande (SP) e Teotônio Vilela (AL)


O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) realizou o sonho da casa própria de 956 famílias de baixa renda pelo Brasil. Ao todo, cerca de R$ 78 milhões foram investidos nos empreendimentos entregues em Palmas (TO), Praia Grande (SP) e Teotônio Vilela (AL). Juntas, as moradias vão beneficiar quase 4 mil pessoas.

"O nosso ministério, sobretudo, tem a missão de diminuir desigualdades regionais. Nós colocamos a nossa doação a favor dos brasileiros que mais precisam da ação do governo. Em junho, este governo comemorou um milhão de moradias entregues à população brasileira, mesmo com todas as dificuldades, e vamos fazer ainda mais", destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Em Palmas, 500 casas foram entregues aos novos moradores do Residencial Jardim Vitória II. O empreendimento recebeu R$ 40 milhões em investimentos do MDR, dos quais R$ 39,4 milhões foram repassados desde 2019.

O supervisor de equipe Fernando de Paula Santana foi um dos beneficiados com a nova moradia. "Muitas pessoas pensam que é impossível, mas a gente que acredita e sonha sabe que um dia acontece. Hoje aconteceu a realização de um sonho. Recebemos a chave da nossa casa e fechamos um ciclo de vida de dificuldades", comemorou.

Em Teotônio Vilela (AL), 200 famílias receberam as chaves dos módulos I e II do Residencial Dr. Marcelo Vilela (foto à esquerda), que contaram com investimento de R$ 13,6 milhões. A cerimônia contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro.

Uma das beneficiadas foi a dona de casa Girlene Amorim. "Meu sonho era ter um lar, ainda mais com uma filha pequena de dois anos. Agora não terei mais preocupações de pagar aluguel e amanhã mesmo já posso abrir a porta e falar que esta casa é minha e da minha filha", comemorou.

Já em Praia Grande (SP), outras 256 famílias tiveram acesso às moradias das etapas V e VI do Conjunto Habitacional Jardim Imperador. O investimento federal foi de R$ 24,3 milhões, com contrapartida de R$ 7,7 milhões do governo estadual e terreno doado pela prefeitura municipal.

José Teixeira Rodrigues, 56 anos, foi um dos que receberam a chave da casa própria na cidade paulista. Ele vai morar com a mulher, Ângela, e os dois filhos, Gael e Davi Lucas. “Hoje chegou o dia mais feliz da minha vida. Eu vim de uma família sofrida, trabalhava na roça e ter uma casa bonita com esta, ver meus filhos crescerem numa moradia assim, é muita emoção”, comemorou.

Todos os residenciais entregues contam com infraestrutura completa de água, esgoto, energia elétrica, pavimentação, iluminação pública e drenagem.

Casa Verde e Amarela

Empenhado em reduzir o déficit habitacional, o Governo Federal retomou obras, ampliou o programa nacional de Habitação – o Casa Verde e Amarela – e rompeu, em junho deste ano, a barreira de 1 milhão de unidades entregues à população desde 2019.

O Programa Casa Verde e Amarela, que completou um ano em 25 de agosto, avançou no combate ao déficit habitacional por atuar em diversas frentes. Além da produção de casas e apartamentos, também inclui regularização fundiária, melhoria de residências e há outras ações em estudo, como a locação social.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

TEC./SONORA: Girlene Amorim, beneficiada.

“Amanhã mesmo eu posso abrir a porta da minha casa e dizer: Essa casa é minha, essa casa é da minha filha, estou muito feliz.”

LOC.: A dona de casa Girlene Amorim tem 30 anos, mora em Teotônio Vilela, em Alagoas, e se emocionou ao realizar o sonho da casa própria. Assim como ela, quase mil famílias pelo Brasil receberam as chaves da nova moradia nesta semana em que o Governo Federal completou mil dias de gestão.

Em Palmas, no Tocantins, o Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, entregou 500 moradias. Em Praia Grande, no litoral paulista, foram outras 256. Já em Teotônio Vilela, 200 famílias também receberam as chaves da casa própria.

Ao todo, quase 80 milhões de reais foram investidos pelo Governo Federal nesses três empreendimentos, que integram o Programa Casa Verde e Amarela. Para o ministro Rogério Marinho, essas entregas demonstram o esforço que a atual gestão vem fazendo para melhorar a vida dos brasileiros.

TEC./SONORA: Rogério Marinho, ministro do MDR

"O nosso ministério é um ministério que, sobretudo, tem uma missão de diminuir desigualdades regionais. Nós colocamos a nossa doação a favor dos brasileiros que mais precisam da ação do governo. Agora em junho, esse governo comemora um milhão de moradias entregues à população brasileira, mesmo com todas as dificuldades.”

LOC.: Todos os residenciais entregues contam com infraestrutura completa de água, esgoto, energia elétrica, pavimentação, iluminação pública e drenagem.
Para saber mais sobre o Programa Casa Verde e Amarela e outras ações de Habitação do Governo Federal, acesse mdr.gov.br