Carnaval, mais uma vez, será de voos lotados. Foto: Divulgação/Infraero
Carnaval, mais uma vez, será de voos lotados. Foto: Divulgação/Infraero

Feriado de carnaval: estradas, aeroportos e economia movimentadas

Expectativa da Infraero é de 118 mil passageiros nos dias de folia, já pelas estradas devem circular 3 milhões de foliões para os mais variados destinos


Dizem que o ano só começa depois do carnaval. A máxima popular pode até nem ser verdadeira, mas fato é que ele é um dos feriados mais esperados por grande parte dos brasileiros, em vários sentidos. Seja pelos que buscam diversão, ou por quem espera a data para ganhar mais dinheiro.

O economista e professor da FAAP de São Paulo Sillas Sousa diz que feriados, em geral, acabam atrapalhando a economia — principalmente o setor de serviços — que depende do comércio aberto para gerar riquezas. Mas no caso do feriado de carnaval, o resultado é sempre positivo, pois movimenta uma grande quantidade de setores — como turismo, bares, restaurantes, hotéis, por exemplo.

“Quando a gente analisa o todo da economia, ainda que um ou outro setor não tenha seu potencial atingido, porque ficou um ou outro dia parado, o que gerou de riqueza transações, comércio, prestação de serviços, ao longo e por causa do carnaval, com volume maior de turistas e de gente na rua, esse volume de dinheiro mais do que compensa — em termos macroeconômicos — a perda de um ou de outro setor.” 

Crescimento em terra e no ar

Nas estradas a expectativa é de que 3 milhões de passageiros circulem de ônibus durante o carnaval. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), houve um aumento de 45% em relação a 2023. 

Dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) mostram crescimento de 25% nas viagens rodoviárias — de carro ou ônibus — em 2023 com relação a 2022. Segundo Letícia Pineschi, conselheira da Abrati, a expectativa deste ano é de uma ampliação ainda maior. 

“Não só de viagens e passageiros embarcados, mas no leque de diversificação de serviço. hoje o que se sabe é que 17% da venda de assentos é feita para veículos com algum serviço premium — como o leito, cama, cabines individuais, Essa categoria de viagens vem crescendo muito.” 

Já quem escolhe o avião como meio de transporte nos dias de folia, precisa se preparar para o movimento extra. Segundo a Infraero, nos 14 principais aeroportos do país, são esperados 118 mil passageiros até a quarta-feira de cinzas nos 1.134 voos previstos.

Confira os destinos mais procurados:

  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Florianópolis (SC)
  • São Paulo (SP)
  • Recife (PE)
  • Salvador (BA)
  • Belo Horizonte (MG)

Dicas para garantir uma viagem tranquila

Para evitar problemas e garantir uma viagem tranquila, a Infraero recomenda que os passageiros cheguem aos aeroportos com pelo menos 1h30 de antecedência. Já para as viagens de ônibus a orientação é de 1h de antecipação. Os passageiros também devem verificar a documentação necessária para cada tipo de viagem.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Dizem que o ano só começa depois do carnaval. A máxima popular pode até nem ser verdadeira, mas fato é que ele é um dos feriados mais esperados por grande parte dos brasileiros, em vários sentidos. Seja pelos que buscam diversão, ou por quem espera a data para ganhar mais dinheiro.

O economista e professor da FAAP de São Paulo Sillas Sousa diz que feriados, em geral, acabam atrapalhando a economia — principalmente o setor de serviços — que depende do comércio aberto para gerar riquezas. Mas no caso do feriado de carnaval, o resultado é sempre positivo, pois movimenta uma grande quantidade de setores, como turismo, bares, restaurantes, hotéis, por exemplo.
 

TEC/SONORA:  Sillas Sousa, economista e professor da FAAP de São Paulo

“Quando a gente analisa o todo da economia, ainda que um ou outro setor não tenha seu potencial atingido, porque ficou um ou outro dia parado, o que gerou de riqueza transações, comércio, prestação de serviços, ao longo e por causa do carnaval, com volume maior de turistas e de gente na rua, esse volume de dinheiro mais do que compensa — em termos macroeconômicos — a perda de um ou de outro setor.” 
 


LOC.: Nas estradas a expectativa é de que 3 milhões de passageiros circulem de ônibus durante o carnaval. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), houve um aumento de 45% em relação a 2023. 

Dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) mostram crescimento de 25% nas viagens rodoviárias — de carro ou ônibus — em 2023 com relação a 2022. Segundo Letícia Pineschi, conselheira da Abrati, a expectativa deste ano é de uma ampliação ainda maior. 
 

TEC./SONORA: Leticia Pineschi, conselheira da Abrati

“Ao menor sinal de sono, o motorista deve parar o veículo e descansar. Não adianta lutar contra isso, não adianta lutar contra o sono. O sono vai vencer e o motorista tem que descansar. Ele também tem que cuidar da alimentação e da saúde para que não tenha nenhum dos distúrbios do sono conhecidos. Esses distúrbios estão muito ligados a apneia, pressão alta, a problemas respiratórios que eventualmente nem mesmo a pessoa sabe que tem”.
 


LOC.: Os destinos mais procurados este ano no carnaval são Rio de Janeiro, Florianópolis, São Paulo, Recife, Salvador e Belo Horizonte. 

Reportagem, Lívia Braz