Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Dia D de vacinação contra a pólio e de Multivacinação acontece neste sábado (20)

Contando com o apoio dos gestores e profissionais de saúde, o objetivo da campanha é proteger as crianças contra a paralisia infantil e recuperar a cobertura vacinal dos brasileiros menores de 15 anos que deixaram de tomar os imunizantes previstos no calendário nacional.


Postos de vacinação de todos os estados e do Distrito Federal estarão abertos, neste sábado (20), para o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participará de ato que marca o início da mobilização, em Ouro Preto (MG), às 9h.

Ao todo, as salas de vacinação vão oferecer 18 vacinas do Calendário Nacional de Vacinação, que previnem doenças como poliomielite, sarampo, rubéola, caxumba, entre outras.

Para a pediatra Natalia Bastos, é uma oportunidade para os municípios aumentarem as coberturas vacinais e para os pais colocarem em dia as cadernetas de vacinação dos filhos.

“Vamos fazer uma campanha, vamos chamar esse público que geralmente esquece que as crianças crescem e tem que estar fazendo a vacinação de tétano, coqueluche, sarampo. Então, esse chamado para essas multivacinas é para poder atualizar todos esses cartões [de vacina] e colocar todas essas crianças e adolescentes em dia. E a gente não permitir que haja doenças que foram erradicadas retornando para nosso meio.”

POLIOMIELITE: Campanha nacional pretende vacinar 95% das crianças menores de 5 anos

Segundo dados parciais do painel do Ministério da Saúde com informações da vacinação contra a Poliomielite, foram aplicadas 686,9 mil doses contra a doença, desde o início da campanha nacional. Essa quantidade representa 5,94% da população alvo, que é de 11,5 milhões de crianças de um a quatro anos de idade. A meta da campanha é imunizar 95% desse público.

Até o momento, o Sudeste registra a maior cobertura vacinal contra a pólio entre as cinco regiões brasileiras. São 297,8 mil doses aplicadas - uma cobertura vacinal de 6,5%. No município paulista de Indaiatuba, a mobilização deste sábado ocorrerá em 10 postos, que estarão abertos a partir das 8h. Já em Uberlândia, Minas Gerais, município que registra uma cobertura de vacinação média de 80%, 74 salas receberão as crianças para a imunização

Com apenas 2,77%, o Norte é a região com a menor cobertura vacinal desde o início da campanha. O estado do Acre é a Unidade da Federação que menos vacinou contra a pólio, desde o início da campanha: foram 596 doses aplicadas, uma cobertura vacinal de 0,9%.

A mobilização nacional começou no último dia 8 de agosto e vai até 9 de setembro. Ao todo, envolve cerca de 40 mil postos de vacinação do SUS de todo País. 

Para as crianças, estão disponíveis os imunizantes para Hepatite A e B; Penta; Pneumocócica 10 valente; Vacina Inativada e Vacina Oral Poliomielite; Vacina Rotavírus Humano; Meningocócica; Febre amarela; Tríplice viral; Tetraviral; Tríplice bacteriana; Varicela e HPV quadrivalente. 
Já para os adolescentes de até 15 anos, as vacinas são de HPV, febre amarela, tríplice viral, hepatite B, dTpa e Meningocócica conjugada.

Para mais informações, acesse o site www.gov.br/multivacinacao.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Postos de vacinação de todos os estados e do Distrito Federal estarão abertos, neste sábado (20), para o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participará de ato que marca o início da mobilização, em Ouro Preto (MG), às 9h.

Ao todo, as salas de vacinação vão oferecer 18 vacinas do Calendário Nacional de Vacinação, que previnem doenças como poliomielite, sarampo, rubéola, caxumba, entre outras.

Para a pediatra Natalia Bastos, é uma oportunidade para os municípios aumentarem as coberturas vacinais e para os pais colocarem em dia as cadernetas de vacinação dos filhos.

TEC./SONORA: Natalia Bastos, pediatra

“Vamos fazer uma campanha, vamos chamar esse público que geralmente esquece que as crianças crescem e tem que estar fazendo a vacinação de tétano, coqueluche, sarampo. Então, esse chamado para essas multivacinas é para poder atualizar todos esses cartões [de vacina] e colocar todas essas crianças e adolescentes em dia. E a gente não permitir que haja doenças que foram erradicadas retornando para nosso meio.”

LOC.: Segundo dados parciais do painel do Ministério da Saúde com informações da vacinação contra a Poliomielite, foram aplicadas 686,9 mil doses contra a doença, desde o início da campanha nacional. Essa quantidade representa 5,94% da população alvo, que é de 11,5 milhões de crianças de um a quatro anos de idade. A meta da campanha é imunizar 95% desse público.

Até o momento, o Sudeste registra a maior cobertura vacinal contra a pólio entre as cinco regiões brasileiras. São 297,8 mil doses aplicadas - uma cobertura vacinal de 6,5%. No município paulista de Indaiatuba, a mobilização deste sábado ocorrerá em 10 postos, que estarão abertos a partir das 8h. Já em Uberlândia, Minas Gerais, município que registra uma cobertura de vacinação média de 80%, 74 salas receberão as crianças para a imunização

Com apenas 2,77%, o Norte é a região com a menor cobertura vacinal desde o início da campanha. O estado do Acre é a Unidade da Federação que menos vacinou contra a pólio, desde o início da campanha: foram 596 doses aplicadas, uma cobertura vacinal de 0,9%.

A mobilização nacional começou no último dia 8 de agosto e vai até 9 de setembro. Ao todo, envolve cerca de 40 mil postos de vacinação do SUS de todo País. 

Para as crianças, estão disponíveis os imunizantes para Hepatite A e B; Penta; Pneumocócica 10 valente; Vacina Inativada e Vacina Oral Poliomielite; Vacina Rotavírus Humano; Meningocócica; Febre amarela; Tríplice viral; Tetraviral; Tríplice bacteriana; Varicela e HPV quadrivalente. 
Já para os adolescentes de até 15 anos, as vacinas são de HPV, febre amarela, tríplice viral, hepatite B, dTpa e Meningocócica conjugada.

Para mais informações, acesse o site www.gov.br/multivacinacao.