Foto: Divulgação / MDR
Foto: Divulgação / MDR

Defesa Civil Nacional alerta para previsão de chuvas intensas em dois estados do Nordeste

As fortes chuvas devem atingir a região ao longo desta quarta (3) e manhã desta quinta-feira (4). Os estados de Alagoas e Pernambuco devem ser os mais afetados


A Defesa Civil Nacional alerta para a previsão de chuvas intensas na região Nordeste ao longo desta quarta (3) e manhã de quinta-feira (4). Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os estados de Alagoas e Pernambuco devem ser os mais afetados.

De acordo com o Inmet, os acumulados de chuvas podem ser superiores a 60 milímetros por hora ou 100 milímetros por dia. Com isso, há risco elevado de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios.

Diante da previsão, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa e já comunicou as defesas civis estaduais do risco.

O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, pede para que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção. “Quem mora em região com risco de inundação, precisa ficar atento a qualquer sinal de avanço da água, inclusive, dos rios. Já quem mora em locais com risco de deslizamentos, precisa verificar o aparecimento de trincas nas paredes e tomar cuidado com qualquer movimentação do terreno. Diante de qualquer indício é preciso sair da residência imediatamente e procurar um local seguro”, observou.

Oito cidades atingidas por desastres receberão mais de R$ 3,4 milhões para ações de defesa civil

Três cidades mineiras atingidas por desastres receberão mais de R$ 1,2 milhão para ações de defesa civil

Alertas

A Defesa Civil Nacional orienta os moradores das regiões de risco a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS, com o CEP do local onde mora, para o número 40199. Em caso de desastre, a população receberá um aviso. Outra recomendação é ficar atento aos alertas publicados no Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_).

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Atenção! A Defesa Civil Nacional alerta para a previsão de chuvas intensas em dois estados da região Nordeste ao longo desta quarta-feira, 3 de agosto e, também, na manhã desta quinta, dia 4.

Segundo o Inmet, o Instituto Nacional de Meteorologia, Alagoas e Pernambuco devem ser os estados mais afetados. 
Os acumulados podem ser superiores a 100 milímetros por dia. Com isso, há risco elevado de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios.

Tiago Molina Schnorr, coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, destaca o que a população tem que fazer nessas situações. 

TEC./SONORA: Tiago Molina Schnorr, coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional

“É importante que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção. Quem mora em região com risco de inundação, precisa ficar atento a qualquer sinal de avanço da água, inclusive, dos rios. Já quem mora em locais com risco de deslizamentos, precisa verificar o aparecimento de trincas nas paredes e tomar cuidado com qualquer movimentação do terreno. Diante de qualquer indício, é preciso sair da residência imediatamente e procurar um local seguro.”

LOC.: Diante das previsões, o Cenad, Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres da Defesa Civil Nacional, opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa e já comunicou as defesas civis estaduais do risco. 

A Defesa Civil Nacional orienta os moradores das regiões de risco a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS, com o CEP do local onde mora, para o número 40199. Em caso de risco de desastres, a população receberá um aviso. Outra recomendação é ficar atento aos alertas publicados no Twitter da Defesa Civil Nacional e do Inmet. 

Para mais informações, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Gabriel Navajas