Foto: Telmo Filho (Unsplash)
Foto: Telmo Filho (Unsplash)

Senado discute medidas de combate a pandemia nesta quarta-feira (14)

Os destaques são a proibição do aumento de medicamentos e o auxílio financeiro para bares e restaurantes


Nesta semana, o Senado Federal realizará duas votações importantes relacionadas ao combate da pandemia da Covid-19. Primeiro, na quarta-feira (14), os senadores discutem às 10h, o PL 939/2021, que proíbe o reajuste anual de medicamentos enquanto vigorar a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Entenda como corticoide pode ser usado para tratar casos graves de Covid-19

Governo elabora projeto para ajudar empresas e preservar empregos

Depois, às 16h, o Plenário se reúne de forma remota para votar o PL 973/2021, que cria Programa de Auxílio aos Restaurantes, Bares e Lanchonetes como medida para proteger o setor - que foi um dos mais atingidos com a pandemia. A proposta do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) estabelece auxílio no valor de R$ 2 mil por três meses e a suspensão da cobrança de tributos federais com a posterior renegociação das dívidas para essas empresas.

De acordo com a proposta, para receber o auxílio, os restaurantes, bares e lanchonetes devem ser cadastrados na junta comercial, estarem ativos junto à Receita Federal e empregarem ao menos um funcionário. Pela medida, a cobrança de tributos federais ficará suspensa até 31 de dezembro de 2021 e, a partir de 2022, o Poder Executivo Federal oferecerá modalidades de renegociação das dívidas, o que inclui também a previsão de desconto de até 70% e prazo para pagamento em até 145 meses.
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Nesta semana, o Senado Federal realizará duas votações importantes relacionadas ao combate da pandemia da Covid-19. Primeiro, na quarta-feira (14), os senadores discutem às 10h, o PL 939/2021, que proíbe o reajuste anual de medicamentos enquanto vigorar a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional estabelecida pelo Ministério da Saúde. Depois, às 16h, o Plenário se reúne de forma remota para votar o PL 973/2021, que cria Programa de Auxílio aos Restaurantes, Bares e Lanchonetes como medida para proteger o setor - que foi um dos mais atingidos com a pandemia. A proposta do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) estabelece auxílio no valor de R$ 2 mil por três meses e a suspensão da cobrança de tributos federais com a posterior renegociação das dívidas para essas empresas. De acordo com a proposta, para receber o auxílio, os restaurantes, bares e lanchonetes devem ser cadastrados na junta comercial, estarem ativos junto à Receita Federal e empregarem ao menos um funcionário. Pela medida, a cobrança de tributos federais ficará suspensa até 31 de dezembro de 2021 e, a partir de 2022, o Poder Executivo Federal oferecerá modalidades de renegociação das dívidas, o que inclui também a previsão de desconto de até 70% e prazo para pagamento em até 145 meses.