Agência Brasil
Agência Brasil

Ministério da Saúde destina R$ 77 mi para instalação de 1,6 mil leitos de UTI no estado de São Paulo

Taxa de ocupação dos leitos no estado e na Grande São Paulo está acima de 90%. Nesta quinta (18), estado registrou maior número de pessoas internadas pela Covid-19 desde o início da pandemia


Em portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (18), o Ministério da Saúde liberou R$ 77,18 milhões para a instalação de 1,6 mil leitos de UTIs para adultos e oito para crianças no estado de São Paulo. Todos vão ser utilizados para atender pacientes infectados pelo novo coronavírus. 

Na Grande São Paulo a taxa de ocupação de leitos de UTI é de quase 91%. No estado é de 90.6%. Ontem o estado registrou o maior número de pacientes internados pela Covid-19 em toda a pandemia: 26.941 pessoas. Dessas, 11.410 em leitos de UTI e 15.531 em enfermaria. 

Desde 15 de março o governo estadual adota medidas mais duras de restrição, que vão até o dia 30. Segundo as autoridades, o objetivo é impedir o colapso do sistema de saúde de todo o estado e diminuir o aumento de novos casos. 

Brasil vive “maior colapso hospitalar da história” e especialistas projetam futuro dramático

Queiroga defende uniformidade das ações e distanciamento social para reduzir morte por Covid-19

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Em portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (18), o Ministério da Saúde liberou R$ 77,18 milhões para a instalação de 1,6 mil leitos de UTIs para adultos e oito para crianças no estado de São Paulo. Todos vão ser utilizados para atender pacientes infectados pelo novo coronavírus. 

Na Grande São Paulo a taxa de ocupação de leitos de UTI é de quase 91%. No estado é de 90.6%. Ontem o estado registrou o maior número de pacientes internados pela Covid-19 em toda a pandemia: 26.941 pessoas. Dessas, 11.410 em leitos de UTI e 15.531 em enfermaria. 

Desde 15 de março o governo estadual adota medidas mais duras de restrição, que vão até o dia 30. Segundo as autoridades, o objetivo é impedir o colapso do sistema de saúde de todo o estado e diminuir o aumento de novos casos. 

Reportagem, Felipe Moura.