Doação de sangue. Foto: EBC.
Doação de sangue. Foto: EBC.

Hemorrede de Goiás tem déficit de 49% em estoques de sangue e hemocomponentes

Com o aumento de casos de Covid-19, a demanda por transfusões também cresce


Com o aumento de casos de Covid-19, a demanda por transfusões também cresce. A Hemorrede Pública de Goiás registrou em fevereiro um déficit de 49% em seus estoques de sangue e hemocomponentes. Segundo o estado, este é o pior cenário enfrentado desde o início da pandemia.

Segundo a diretora técnica da unidade do Governo de Goiás, Ana Cristina Novais, isso é reflexo de uma série de fatores, como a redução da idade máxima para ser um voluntário, diminuição das coletas externas por causa da covid, além do alto número de pessoas que estão inaptas por conta do vírus.

Fiocruz lança programa para capacitar profissionais de saúde que atuam nas fronteiras com vizinho sul-americanos

Mais Médicos lança edital com 3 mil vagas em todo o País

Pessoas que tiveram contato com pacientes infectados ou com suspeita de covid-19 devem ficar 14 dias sem poder doar. Já para quem foi considerado caso suspeito ou confirmado, o prazo de inaptidão é de 30 dias após a remissão dos sintomas.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Com o aumento de casos de Covid-19, a demanda por transfusões também cresce. A Hemorrede Pública de Goiás registrou em fevereiro um déficit de 49% em seus estoques de sangue e hemocomponentes. Segundo o estado, este é o pior cenário enfrentado desde o início da pandemia.

Segundo a diretora técnica da unidade do Governo de Goiás, Ana Cristina Novais, isso é reflexo de uma série de fatores, como a redução da idade máxima para ser um voluntário, diminuição das coletas externas por causa da covid, além do alto número de pessoas que estão inaptas por conta do vírus.

Pessoas que tiveram contato com pacientes infectados ou com suspeita de covid-19 devem ficar 14 dias sem poder doar. Já para quem foi considerado caso suspeito ou confirmado, o prazo de inaptidão é de 30 dias após a remissão dos sintomas.

Reportagem, Rafaela Gonçalves