Fatec - Foto: Fatec Jacareí
Fatec - Foto: Fatec Jacareí

Estudantes da Fatec, em Jacareí/SP, projetam construção de casa sustentável

Objetivo é reduzir o déficit habitacional, otimizar custos, reaproveitar resíduos e diminuir a poluição


Estudantes da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec), em Jacareí/SP, projetam construção de casa sustentável. O objetivo é reduzir o déficit habitacional, otimizar custos, reaproveitar resíduos e diminuir a poluição ambiental. A iniciativa é tema do Trabalho de Conclusão de Curso dos alunos Amanda Alves e Charles Cordeiro, do curso superior de tecnologia de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, e conta com a parceria da Secretaria de Meio Ambiente do Município.

A parte prática do estudo inclui a construção de uma casa de apoio, no Viveiro Municipal Seo Moura, construído com tijolos de adobe – material milenar e 100% natural, feito com areia, argila, palha e água. Os estudantes também utilizaram embalagens pet, de vidro e longa vida na construção. O espaço será dedicado a atividade de educação ambiental, minhocário, armazenagem de ferramentas e plantio de mudas. 

População do Rio Grande do Norte vai ser beneficiada com aterros sanitários

Pesquisadores conseguem transformar resíduos de bauxita em condicionador do solo, para uso na agricultura do Pará

Segundo o estudo, o material adobe possui alta capacidade de absorção da umidade, o que ajuda a combater o mofo e a melhorar o conforto térmico. A técnica garante uma economia de cerca de 30% na construção da casa, além da redução de gastos futuros nas contas de água e energia.

O professor e orientador do projeto, Mário Sóleo, aponta a eficiência energética do telhado, confeccionado com embalagens pet, que cumpre a função de isolante térmico. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Estudantes da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec), em Jacareí/SP, projetam construção de casa sustentável. O objetivo é reduzir o déficit habitacional, otimizar custos, reaproveitar resíduos e diminuir a poluição ambiental. A iniciativa é tema do Trabalho de Conclusão de Curso dos alunos Amanda Alves e Charles Cordeiro, do curso superior de tecnologia de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, e conta com a parceria da Secretaria de Meio Ambiente do Município.

A parte prática do estudo inclui a construção de uma casa de apoio, no Viveiro Municipal Seo Moura, construído com tijolos de adobe – material milenar e 100% natural, feito com areia, argila, palha e água. Os estudantes também utilizaram embalagens pet, de vidro e longa vida na construção. O espaço será dedicado a atividade de educação ambiental, minhocário, armazenagem de ferramentas e plantio de mudas. 

Segundo o estudo, o material adobe possui alta capacidade de absorção da umidade, o que ajuda a combater o mofo e a melhorar o conforto térmico. A técnica garante uma economia de cerca de 30% na construção da casa, além da redução de gastos futuros nas contas de água e energia.

O professor e orientador do projeto, Mário Sóleo, aponta a eficiência energética do telhado, confeccionado com embalagens pet, que cumpre a função de isolante térmico. 

Reportagem, Paloma Custódio