Obras da Vala Curitiba e Casa de Bombas 8, em Canoas. Foto: Reprodução/Prefeitura de Canoas
Obras da Vala Curitiba e Casa de Bombas 8, em Canoas. Foto: Reprodução/Prefeitura de Canoas

RS: Carazinho e Canoas recebem recursos para saneamento básico

O governo federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), liberou R$ 1,7 milhão para os empreendimentos no Rio Grande do Sul


Mais de 35 mil famílias serão beneficiadas e 6 mil empregos serão gerados a partir da continuidade de três obras de saneamento básico no Rio Grande do Sul, em Carazinho e Canoas, e na Paraíba, na cidade de Patos. Para isso, o Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), liberou R$ 2,1 milhões que serão usados nos empreendimentos. 

De acordo com o secretário Nacional de Saneamento do MDR, Pedro Maranhão, esses investimentos no setor garantem que a população tenha mais saúde. “Serviços como tratamento de água e esgoto são essenciais. E a falta de investimentos acarreta uma série de problemas de saúde, reduz a qualidade de vida da população, além de impactar negativamente o meio ambiente. Por isso, as ações voltadas para saneamento básico trazem ganhos inestimáveis à população”, afirmou.

O Rio Grande do Sul vai receber R$ 1,7 milhão. Em Carazinho, será feita ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário – Sub-bacias U1, U2 e complementação da J1. Ao todo, serão 8.481 famílias beneficiadas com a nova infraestrutura. Em abril, a cidade já havia recebido recursos para a mesma obra.

Em Canoas, serão investidos mais de R$ 544 mil para a continuidade das obras de manejo de águas pluviais, com a realização da drenagem urbana sustentável na região da Vala da Curitiba. O município também já recebeu recursos do MDR neste ano.

Por último, Patos, na Paraíba, vai aplicar R$ 405 mil na segunda etapa dos serviços de drenagem da cidade. Desta vez, serão 5.127 famílias beneficiadas.

Dois municípios da Região Sul são atingidos por desastres naturais

Entenda o que é Saneamento Básico

Saneamento é um conjunto de medidas com objetivo de preservar ou melhorar as condições do meio ambiente para prevenir doenças e promover a saúde, melhorar a qualidade de vida da população e facilitar a atividade econômica. No Brasil, o saneamento básico é um direito assegurado pela Constituição e definido pela Lei 11.445/2007 como o conjunto dos serviços de infraestrutura e Instalações operacionais de abastecimento de água; esgotamento sanitário; limpeza urbana; drenagem urbana; e manejos de resíduos sólidos e de águas pluviais.
 
Apesar do saneamento básico ser um conjunto de quatro serviços, quando se fala nele, a população brasileira está acostumada apenas ao conceito de serviços de acesso à água potável, e à coleta e ao tratamento dos esgotos. Daí a importância dos investimentos nos quatro pilares do setor para a saúde do povo.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: As cidades de Carazinho e Canoas, no Rio Grande do Sul, vão receber mais de um milhão e meio de reais do Governo Federal para dar continuidade a obras de saneamento básico. Serão mais de 30 mil famílias beneficiadas e cerca de 5 mil empregos gerados.

Em Carazinho, os recursos serão destinados à ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário que contempla as sub-bacias U1, U2 e para a complementação da J1. Ao todo, quase 8,500 famílias serão beneficiadas com a nova estrutura.

Já a cidade de Canoas vai usar os recursos para dar andamento aos serviços de drenagem urbana sustentável na região da Vala da Curitiba.

Pedro Maranhão, secretário Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, aponta os benefícios da continuidade das obras de saneamento básico.

TEC./SONORA: Pedro Maranhão, secretário Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional

“São investimentos em esgotamento sanitário e drenagem urbana que trazem mais saúde e qualidade de vida à população e ganhos ambientais inestimáveis às nossas cidades”

LOC: Desde janeiro, mais de 290 milhões de reais foram repassados pelo MDR para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Além disso, mais de 1 bilhão de reais foram assegurados para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, o FGTS.

Para saber mais sobre ações em saneamento básico do Ministério do Desenvolvimento Regional, acesse: mdr.gov.br