“É um sonho que está sendo realizado. É uma ajuda e tanto sair do aluguel e ter a casa própria. É o bem mais precioso que vamos ter agora, o de construir um lar”, comemorou o trabalhador rural Uigner Lemes Cardoso, 29 anos Foto: Divulgação/MDR
“É um sonho que está sendo realizado. É uma ajuda e tanto sair do aluguel e ter a casa própria. É o bem mais precioso que vamos ter agora, o de construir um lar”, comemorou o trabalhador rural Uigner Lemes Cardoso, 29 anos Foto: Divulgação/MDR

MG: mais de 370 pessoas são beneficiadas com a casa própria

Entrega dos imóveis foi realizada nesta sexta-feira (17), pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, e faz parte do programa social Casa Verde e Amarela


Famílias de baixa renda do município de Gurinhatã, em Minas Gerais, foram beneficiadas com a entrega de casas próprias. Ao todo, são 93 casas no Residencial Waltruides, que conta com módulos I e II e vai beneficiar mais de 370 pessoas. A entrega dos imóveis foi realizada nesta sexta-feira (17), pelo Ministério do Desenvolvimento Regional. 

Uigner Lemes Cardoso tem 29 anos e é trabalhador rural. Ele precisou se aposentar por problemas de saúde. Com a conquista da casa própria, ele comemorou o fato de sair do aluguel e ter a oportunidade de construir uma nova vida. “É um sonho que está sendo realizado. É uma ajuda e tanto sair do aluguel e ter a casa própria. É o bem mais precioso que vamos ter agora, o de construir um lar”, afirmou.

O residencial oferece infraestrutura completa, com sistemas de abastecimento de água e esgoto, iluminação pública, energia elétrica, pavimentação e drenagem. Além disso, todas as casas possuem sistema de aquecimento solar, o que ajuda a economizar com a conta de luz a cada mês.

Covid-19: Anvisa aprova medicamento indicado para casos leves e moderados

Análise de dados e capacidades críticas de gestão são apontadas como competências essenciais para lideranças no setor público

Luciana da Silva, 28 anos (foto à esquerda), também recebeu uma das 93 unidades entregues nesta sexta-feira. A dona de casa se emocionou ao receber a chave da nova moradia. “Eu pagava R$ 350 a R$ 400 de aluguel e isso agora acabou, graças a Deus. A emoção é muito forte, meu coração está a mil”, comemorou.

O empreendimento faz parte do Programa Casa Verde e Amarela e recebeu R$ 6,1 milhões de investimento do governo federal, sendo que R$ 6 milhões foram repassados desde 2019. O secretário nacional de Habitação, Alfredo dos Santos, reforça o compromisso do governo federal em levar moradia digna aos brasileiros.

"Isso confirma uma determinação do presidente da República. Ele estabeleceu, desde a sua chegada, que é prioridade terminar as obras em andamento e retomar as paralisadas. É uma confirmação do respeito com o dinheiro público", destacou o secretário.

Produção habitacional

Nos primeiros seis meses de 2021, facilitar o acesso à moradia digna às famílias do Brasil foi uma das prioridades do Governo Federal. Foram mais de 190 mil casas e apartamentos entregues, que realizaram o sonho da casa própria para mais de 750 mil pessoas.

O Programa Casa Verde e Amarela, que completou um ano em 25 de agosto, avançou no combate ao déficit habitacional por atuar em diversas frentes. Além da produção de casas e apartamentos, também inclui regularização fundiária e melhoria de residências. Há, inclusive, outras ações em estudo, como a locação social.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O sonho da casa própria virou realidade para 93 famílias de baixa renda da cidade de Gurinhatã, em Minas Gerais. Nesta sexta-feira, 17 de setembro, o governo federal entregou os dois módulos do Residencial Waltruides, que vão beneficiar mais de 370 pessoas.

O empreendimento, que integra o Programa Casa Verde e Amarela, recebeu mais de 6 milhões de reais em investimentos do Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR. O secretário nacional de Habitação, Alfredo dos Santos, reforça o compromisso do governo federal em levar moradia digna aos brasileiros.

TEC./SONORA: secretário nacional de Habitação, Alfredo dos Santos.

“Isso é uma confirmação de uma determinação do presidente da República que, desde a sua chegada, estabelece que é prioridade terminar as obras em andamento e retomar as obras paralisadas. Isso é um compromisso do presidente e é uma confirmação do respeito com o dinheiro público.”
 

LOC: A dona de casa Luciana da Silva, de 28 anos, foi beneficiada com uma das 93 unidades entregues nesta sexta-feira. Ela se emocionou ao receber a chave da nova moradia. 
 

TEC./SONORA: Luciana da Silva, personagem. 

“Para mim, é uma alegria muito grande receber a chave da minha casa, sempre sonhei em ter uma casa própria, agora que eu consegui, Deus abençoou”.

LOC: O residencial oferece infraestrutura completa, com sistemas de abastecimento de água e esgoto, iluminação, energia elétrica, pavimentação e drenagem.

Um dos diferenciais das edificações é o sistema de aquecimento solar, o que ajuda a economizar na conta de luz.

Para saber mais sobre o Programa Casa Verde e Amarela e outras ações de Habitação do governo federal, acesse mdr.gov.br