Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Vacina contra a Covid-19 será distribuída pela Azul Linhas Aéreas

Segundo o governo federal, parceria com a companhia aérea vai garantir mais celeridade e segurança ao processo logístico de imunização da população


O Ministério da Saúde anunciou uma parceria com a Azul Linhas Aéreas para distribuição da vacina contra a Covid-19 em todo o país. Com o acordo entre as partes, o governo federal espera garantir celeridade e segurança ao processo logístico de imunização da população.

A Azul informou que colocará à disposição do governo toda sua capacidade de distribuição. A companhia já trabalha em conjunto com o Executivo em outras ações, como a Operação Acolhida, que visa a interiorização de imigrantes venezuelanos que chegam ao Brasil pelo estado de Roraima.

Governo vai pagar incentivo financeiro para agentes comunitários de saúde

Ministro da Saúde afirma que todas as vacinas contra a Covid-19 aprovadas pela Anvisa vão poder ser adquiridas

No plano de vacinação contra a Covid-19, divulgado pelo governo federal nesta semana, há quatro fases previstas. Na primeira, serão imunizados trabalhadores da saúde, idosos acima de 75 anos e população indígena.

Na segunda etapa, está prevista a vacinação de pessoas entre 60 e 74 anos. A terceira fase prevê imunização de pessoas com comorbidades e, por fim, professores, trabalhadores das forças de segurança e funcionários do sistema prisional na quarta fase.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O Ministério da Saúde anunciou uma parceria com a Azul Linhas Aéreas para distribuição da vacina contra a Covid-19 em todo o país. Com o acordo entre as partes, o governo federal espera garantir celeridade e segurança ao processo logístico de imunização da população.

A Azul informou que colocará à disposição do governo toda sua capacidade de distribuição. A companhia já trabalha em conjunto com o Executivo em outras ações, como a Operação Acolhida, que visa a interiorização de imigrantes venezuelanos que chegam ao Brasil pelo estado de Roraima.

No plano de vacinação contra a Covid-19, divulgado pelo governo federal nesta semana, há quatro fases previstas. Na primeira, serão imunizados trabalhadores da saúde, idosos acima de 75 anos e população indígena.

Na segunda etapa, está prevista a vacinação de pessoas entre 60 e 74 anos. A terceira fase prevê imunização de pessoas com comorbidades e, por fim, professores, trabalhadores das forças de segurança e funcionários do sistema prisional na quarta fase.