José Cruz Agencia Brasil
José Cruz Agencia Brasil

Região Sul usa menos de 1% das urnas de contingência

Ao todo os estados precisaram substituir apenas 39 das 7.900 urnas disponíveis para eventuais problemas


Das 7.900 urnas disponíveis para eventuais problemas de votação na região Sul, apenas 39 foram trocadas até as 16h deste domingo. De acordo com o 4º Boletim do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Rio Grande do Sul foi o estado com mais substituições (25), a frente de Santa Catarina (12) e Paraná (2).

Em todo o Brasil 583 máquinas foram trocadas durante o processo de votação até agora. O número corresponde a 0,40% do total de 48.231 urnas de contingência.
 
Da meia noite de sábado até as 14h deste domingo, o Ministério da Justiça (MJ) identificou 197 crimes eleitorais, sendo 94 desobediências às ordens da Justiça Eleitoral, 35 situações de desordem que prejudicam a eleição, 52 bocas de urna, oito compras de voto, quatro concentrações de eleitores e, um caso falsidade ideológica, uma ocorrência de fake news, outra de transporte de eleitores, e ainda mais um caso de impedimento do direito de voto.

Ainda segundo o boletim do MJ, R$ 16.382,00 em dinheiro, seis carros e 1.050 materiais de campanha foram apreendidos pela Justiça Eleitoral. A Polícia Federal também acompanha a segurança da votação e instaurou, até o momento, três inquéritos policiais, além de lavrar 19 termos circunstanciados.


 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Das 7.900 urnas disponíveis para eventuais problemas de votação na região Sul, apenas 39 foram trocadas até as 16h deste domingo. De acordo com o 4º Boletim do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Rio Grande do Sul foi o estado com mais substituições (25), a frente de Santa Catarina (12) e Paraná (2).

Em todo o Brasil 583 máquinas foram trocadas durante o processo de votação até agora. O número corresponde a 0,40% do total de 48.231 urnas de contingência.
 
Da meia noite de sábado até as 14h deste domingo, o Ministério da Justiça (MJ) identificou 197 crimes eleitorais, sendo 94 desobediências às ordens da Justiça Eleitoral, 35 situações de desordem que prejudicam a eleição, 52 bocas de urna, oito compras de voto, quatro concentrações de eleitores e, um caso falsidade ideológica, uma ocorrência de fake news, outra de transporte de eleitores, e ainda mais um caso de impedimento do direito de voto.

Ainda segundo o boletim do MJ, R$ 16.382,00 em dinheiro, seis carros e 1.050 materiais de campanha foram apreendidos pela Justiça Eleitoral. A Polícia Federal também acompanha a segurança da votação e instaurou, até o momento, três inquéritos policiais, além de lavrar 19 termos circunstanciados.

Reportagem, Agatha Gonzaga