Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 6

A primeira parcela do auxílio emergencial começou a ser depositado no último dia 16 e será pago até 30 de abril


A partir desta segunda-feira (26) a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 estará disponível para os beneficiários do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) terminado em 6. O recebimento do recurso segue o calendário normal do Bolsa Família, pago nos últimos dez dias úteis de cada mês.

O dinheiro pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem, pela conta poupança social digital ou sacado por meio do Cartão Bolsa Família ou do Cartão Cidadão. Neste ano, o recurso prevê parcelas que vão de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil da família que irá receber o benefício.

Bolsa Família: beneficiários com NIS final 3 recebem primeira parcela do Auxílio Emergencial nesta terça (20)

A primeira parcela do auxílio será depositada até o dia 30 de abril. Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h.  O beneficiário também pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

Como saber o número do meu NIS?

O número do NIS pode ser encontrado nos extratos de FGTS enviados pela Caixa, no Cartão Cidadão ou na Carteira de Trabalho (CTPS), por exemplo. Outra opção é a consulta pela internet, a partir do CPF (como o portal Meu INSS) ou no portal Consulta Cidadão. 

Normalmente, o NIS serve para ter acesso a programas sociais do governo federal. Com esse número, os usuários podem se candidatar a diversos programas sociais, como por exemplo, Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Garantia Safra, entre outros.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

A partir desta segunda-feira (26) a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 estará disponível para os beneficiários do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) terminado em 6. O recebimento do recurso segue o calendário normal do Bolsa Família, pago nos últimos dez dias úteis de cada mês.

O dinheiro pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem, pela conta poupança social digital ou sacado por meio do Cartão Bolsa Família ou do Cartão Cidadão. Neste ano, o recurso prevê parcelas que vão de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil da família que irá receber o benefício.

A primeira parcela do auxílio será depositada até o dia 30 de abril. Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. 

Reportagem, Larissa Lago