Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

55% dos brasileiros acreditam que LGPD trará avanços de segurança

Lei foi sancionada em 2018, mas ainda não está em vigor


Pesquisa realizada pela empresa Unisys constatou que 55% dos brasileiros afirmaram estarem extremamente ou muito confiantes de que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) trará avanços de segurança. A maioria dos brasileiros acredita que a legislação trará proteção aos seus dados, mantidos por entidades públicas ou privadas. 

Sancionada em 2018, a LGPD ainda não está em vigência. A lei visa padronizar regulamentos e práticas para promover proteção aos dados dos cidadãos que estejam em território nacional. Ainda segundo o levantamento da Unisys, 29% dos brasileiros alegaram estarem extremamente ou muito confiantes de que organizações públicas e privadas que possuem dados de usuários na nuvem tomem as medidas necessárias de proteção contra ameaças cibernéticas.

Entrada em vigor da LGPD sem órgão regulador pode criar insegurança jurídica para empresas do Espírito Santo

Além disso, a pesquisa atestou que 49% dos brasileiros estão confiantes de que um documento de identidade unificado, que utilize diferentes tipos de biometria, como impressão digital e identificação facial, protegerá os seus dados com mais segurança.
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Pesquisa realizada pela empresa Unisys constatou que 55% dos brasileiros afirmaram estarem extremamente ou muito confiantes de que  a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) trará avanços de segurança. A maioria dos brasileiros acredita que a legislação trará proteção aos seus dados, mantidos por entidades públicas ou privadas. 

Sancionada em 2018, a LGPD ainda não está em vigência. A lei visa padronizar regulamentos e práticas para promover proteção aos dados dos cidadãos que estejam em território nacional. Ainda segundo o levantamento da Unisys, 29% dos brasileiros alegaram estarem extremamente ou muito confiantes de que organizações públicas e privadas que possuem dados de usuários na nuvem tomem as medidas necessárias de proteção contra ameaças cibernéticas.

Além disso, a pesquisa atestou que 49% dos brasileiros estão confiantes de que um documento de identidade unificado, que utilize diferentes tipos de biometria, como impressão digital e identificação facial, protegerá os seus dados com mais segurança.

Reportagem, Paulo Oliveira