Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

SP: governo do estado entrega 620 obras em escolas e creches em 2023

Secretaria de Educação do Estado de São Paulo possui a maior rede de ensino do Brasil, com cerca de 3,5 milhões de alunos


O governo de São Paulo concluiu 620 obras em escolas e creches de janeiro a agosto deste ano. Um total de R$ 517,6 milhões foi investido nessas obras, incluindo os projetos realizados pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) e os que foram executados por meio de parcerias com prefeituras municipais. Hoje, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) possui a maior rede de ensino do Brasil, com cerca de 3,5 milhões de alunos distribuídos em mais de 5 mil escolas, aponta o presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), Jean Pierre Neto.

“Foram realizadas intervenções em 603 escolas do estado, por meio de obras que contemplam reformas de quadras cozinhas, refeitórios, salas de aula, obras de acessibilidade, intervenções no telhado e revitalização das fachadas, beneficiando aproximadamente 340 mil alunos”, informa.

No mesmo período, o estado de São Paulo entregou 19 creches, criando cerca de 2.450 vagas. As últimas unidades foram entregues nos municípios de Biritiba Mirim, Jumirim e Valparaíso, somando 370 vagas.

Obras em Presidente Prudente

De acordo com a Seduc-SP, a região de Presidente Prudente irá receber o investimento de R$1,7 milhão para obras em escolas e creches. Serão realizadas novas construções de unidades do Programa Creche Escola, ampliação e reforma de creches e escolas; além de reformas de quadras.

A pedagoga especializada em psicopedagogia Simone Tomiazzi é funcionária atual da Seduc de Presidente Prudente. Ela explica que, teoricamente, as creches foram criadas para acolher e cuidar de crianças cujas mães trabalhavam em fábricas. Hoje, a creche assumiu a dimensão educacional, assim, além de proteger a criança, é necessário fornecer atividades para que elas se desenvolvam emocionalmente, cognitivamente e mentalmente. “E para isso tudo é preciso uma certa qualidade de espaço, uma organização estrutural, e principalmente, profissionais qualificados. Tanto que para se atuar nas creches hoje em dia é necessário ter formação em pedagogia, não são cuidadores”, enfatiza

Os municípios beneficiados serão: Adamantina, Flórida Paulista, Lucélia, Piquerobi e Santo Anastácio e Presidente Epitácio.

Leia mais:

São Paulo: Governo lança guia explicativo sobre a desestatização da Sabesp

SP: Entre janeiro e agosto, a Desenvolve SP liberou R$ 560 milhões em crédito para empreendedores

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O governo do estado de São Paulo realizou 620 obras em escolas e creches durante o período de janeiro a agosto deste ano. Um montante de R$ 517,6 milhões foi investido nessas melhorias, abrangendo projetos conduzidos pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação e parcerias com prefeituras municipais.

Hoje, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, Seduc, mantém a maior rede de ensino do Brasil, com mais de 3,5 milhões de estudantes distribuídos em mais de 5 mil escolas, informa o presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação, Jean Pierre Neto.

TEC./SONORA: Presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), Jean Pierre Neto

“Foram realizadas intervenções em 603 escolas do estado, por meio de obras que contemplam reformas de quadras cozinhas, refeitórios, salas de aula, obras de acessibilidade, intervenções no telhado e revitalização das fachadas, beneficiando aproximadamente 340 mil alunos."


LOC.: Durante o mesmo período, o estado de São Paulo inaugurou 19 creches, criando aproximadamente 2.450 novas vagas. As creches mais recentes foram entregues nas cidades de Biritiba Mirim, Jumirim e Valparaíso —  o que adicionou 370 vagas ao total. 

 Além disso, a região de Presidente Prudente receberá um investimento de R$ 1,7 milhão destinado a obras em escolas e creches, incluindo a construção de novas unidades do Programa Creche Escola, expansão e reforma de creches e escolas; além da revitalização de quadras esportivas. 

A pedagoga especializada em psicopedagogia Simone Tomiazzi é funcionária atual da Seduc de Presidente Prudente. Ela explica que, além de proteger a criança, as creches devem fornecer atividades para que elas se desenvolvam de forma emocional, cognitiva _ e mentalmente.

TEC./SONORA: Simone Tomiazzi, pedagoga especializada em psicopedagogia e funcionária atual da Seduc de Presidente Prudente.

“E para isso tudo é preciso uma certa qualidade de espaço, uma organização estrutural, e principalmente, profissionais qualificados. Tanto que para se atuar nas creches hoje em dia é necessário ter formação em pedagogia, não são cuidadores, são professores de educação infantil.”


LOC.: Os municípios beneficiados serão: Adamantina, Flórida Paulista, Lucélia, Piquerobi e Santo Anastácio e Presidente Epitácio.

Reportagem, Nathália Guimarães