Ao todo, nove municípios sergipanos serão beneficiados com a instalação de 454 cisternas e a retomada da reforma de canais dos perímetros de irrigação Propriá e Betume. Foto: Adalberto Marques/MDR
Ao todo, nove municípios sergipanos serão beneficiados com a instalação de 454 cisternas e a retomada da reforma de canais dos perímetros de irrigação Propriá e Betume. Foto: Adalberto Marques/MDR

SERGIPE: Governo Federal anuncia R$ 7,5 milhões em investimentos para segurança hídrica do estado

Recursos serão destinados à instalação de cisternas e à retomada de obras nos perímetros de irrigação Propriá e Betume


O Governo Federal vai investir R$ 7,5 milhões na segurança hídrica e desenvolvimento regional do estado de Sergipe. Ao todo, nove municípios serão beneficiados com a instalação de cisternas e com a retomada da reforma de canais localizados nos perímetros de irrigação Propriá e Betume. 

A partir de junho deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, vai iniciar a instalação de 454 cisternas nas cidades de Poço Redondo, Porto da Folha e Monte Alegre de Sergipe. Os investimentos federais são de R$ 3,5 milhões. 

Durante a cerimônia de anúncio dos recursos, o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, destacou a importância de garantir água para comunidades rurais e de pequeno porte. “Por mais que a gente faça grandes obras hídricas, vai ter comunidades onde a água não vai chegar. Por isso, nós temos que investir nas pequenas soluções, nos poços, nas cisternas e nos dessalinizadores”.

Já as obras para a retomada da reforma de canais dos perímetros de irrigação Propriá e Betume receberão investimentos federais de R$ 4 milhões. Serão beneficiados os municípios de Propriá, Cedro de São João, Telha, Neópolis, Ilha das Flores e Pacatuba. 

O gerente-executivo do projeto irrigado Betume, Genival de Souza, destacou as melhorias que estão ocorrendo em benefício do local. “Houve uma grande melhora com as obras de recuperação de canais. Também foram instaladas estações de bombeamento, flutuantes e quadro de comandos novos. Tudo isso veio para beneficiar o projeto e ainda tem mais obras e andamento”.

O ministro Daniel Ferreira também participou nesta sexta-feira da introdução, no Rio São Francisco, de 15 mil camarões-pitu e 10 mil peixes da espécie xira. O objetivo é recompor a fauna local. 

 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O Governo Federal vai investir sete milhões e meio de reais na segurança hídrica e desenvolvimento regional do estado de Sergipe. Ao todo, nove municípios serão beneficiados com a instalação de cisternas e com a retomada da reforma de canais localizados nos perímetros de irrigação Propriá e Betume. 

A partir de junho deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, vai iniciar a instalação de 454 cisternas nas cidades de Poço Redondo, Porto da Folha e Monte Alegre de Sergipe. Os investimentos federais são de três milhões e meio de reais. 

Durante a cerimônia de anúncio dos recursos, o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, destacou a importância de garantir água para comunidades rurais e de pequeno porte. 

DANIEL FERREIRA

“Por mais que a gente faça grandes obras hídricas, vai ter comunidades onde a água não vai chegar. Por isso, nós temos que investir nas pequenas soluções, nos poços, nas cisternas e nos dessalinizadores.”

LOC: Já as obras para a retomada da reforma de canais dos perímetros de irrigação Propriá e Betume receberão investimentos federais de quatro milhões de reais. Serão beneficiados os municípios de Propriá, Cedro de São João, Telha, Neópolis, Ilha das Flores e Pacatuba. 

O gerente-executivo do projeto irrigado Betume, Genival de Souza, destacou as melhorias que estão ocorrendo em benefício do local. 

GENIVAL DE SOUZA 
“Houve uma grande melhora com as obras de recuperação de canais. Também foram instaladas estações de bombeamento, flutuantes e quadro de comandos novos. Tudo isso veio para beneficiar o projeto e ainda tem mais obras e andamento.”

LOC: O ministro Daniel Ferreira também participou nesta sexta-feira da introdução, no Rio São Francisco, de 15 mil camarões-pitu e 10 mil peixes da espécie xira. O objetivo é recompor a fauna local. 

Para saber mais sobre as ações de segurança hídrica do Governo Federal, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Roberta Camargo