Tratamento de esgoto - Foto: José Cruz/Agência Brasil
Tratamento de esgoto - Foto: José Cruz/Agência Brasil

SANEAMENTO: Prazo para municípios enviarem dados termina em 30 de maio

Informações, que serão usadas para atualização do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), são pré-requisito para que as cidades tenham acesso a recursos federais para obras de saneamento


Termina na próxima segunda-feira (30) o prazo para que os municípios brasileiros prestem informações para a atualização do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, o SNIS.

A ferramenta é fundamental para o planejamento do saneamento básico no País, tanto para as instâncias federais como também para estados e municípios.

O sistema traz informações referentes a abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos urbanos e águas pluviais.

Paulo Rogério dos Santos e Silva, coordenador-geral de Gestão Integrada da Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, alerta para a importância do preenchimento dos formulários. "Para os municípios que não preencherem as informações até o prazo citado, estes ficarão impedidos de tomar recursos com o Governo Federal."

O SNIS
O Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) é o maior e mais importante sistema de informações do setor de saneamento brasileiro e tem uma base de dados com informações e indicadores sobre a prestação de serviços de água e esgotos, manejo de resíduos sólidos urbanos e drenagem e manejo das águas pluviais urbanas.

O Novo Marco Legal do Saneamento Básico fortaleceu a importância do SNIS. Além da adimplência no fornecimento de informações ao sistema ser condição para acesso a recursos federais, também é preciso comprovar os índices de perdas mínimos, e para isso é necessário que os dados estejam no sistema.

A coleta de dados
Os dados do SNIS são coletados anualmente junto aos municípios e aos prestadores de serviços de saneamento básico, seguindo o cronograma de coleta de cada componente. Os formulários de preenchimento contêm informações de caráter institucional, administrativo, operacional, gerencial, econômico-financeiro, contábil e de qualidade da prestação de serviços e estão disponíveis neste link.

VEJA MAIS

Leilões do saneamento vão demorar mais a chegar em São Paulo
RESÍDUOS SÓLIDOS: MDR disponibiliza ferramentas para auxiliar municípios
SANEAMENTO: Municípios que menos investem no serviço estão na lanterna do ranking do Trata Brasil
SANEAMENTO: Presidente executiva do Trata Brasil comenta novo ranking do saneamento
Prática do reuso de água traria incremento de quase R$ 6 bilhões à economia brasileira

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Termina na próxima segunda-feira, 30 de maio, o prazo para que os municípios brasileiros prestem informações para a atualização do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, o SNIS.

A ferramenta é fundamental para o planejamento do saneamento básico no País, tanto para as instâncias federais como também para estados e municípios.

O sistema traz informações referentes a abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos urbanos e águas pluviais.

Paulo Rogério dos Santos e Silva, coordenador-geral de Gestão Integrada da Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, alerta para a importância do preenchimento dos formulários.

SONORA PAULO ROGÉRIO
"Para os municípios que não preencherem as informações até o prazo citado, estes ficarão impedidos de tomar recursos com o Governo Federal."

LOC: Para saber mais sobre essa e outras ações de saneamento básico do Governo Federal, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Gabriel Navajas